UFSCar tem 400 novos estudantes em Programa de Assistência Estudantil

A partir de maio, os discentes se juntam aos outros 1.800 graduandos que já recebem algum tipo de apoio

A UFSCar aprovou 400 novos estudantes para serem atendidos pelo Programa de Assistência Estudantil (PAE), a maioria deles é de ingressantes em 2020 e 2021, com renda per capita familiar entre zero e um salário mínimo. A partir do mês de maio, os discentes se juntam aos outros 1.800 graduandos que já recebem algum tipo de apoio da Instituição, como bolsa moradia, por meio de vagas em imóveis ou R$ 350, alimentação – com almoço e jantar gratuitos nos Restaurantes Universitários -, além de auxílio de R$ 140 para ajudar no custeio de café da manhã e transporte, destinado aos estudantes do Campus Lagoa do Sino.

No total, o edital mais recente do PAE recebeu 638 inscrições. Além dos 400 selecionados, outros 90 estudantes que não atingiram os requisitos socioeconômicos terão desconto no Restaurante Universitário. A UFSCar, que já investia R$ 7.5 milhões anualmente em assistência estudantil, passa a investir R$ 9.3 milhões, sendo R$ 730 mil por mês. Todos esses estudantes ainda têm acesso a uma rede de apoio, por meio do Serviço Social e de Assistência à Saúde, e passam a estar aptos para participar de outros editais que concedem bolsas, como, por exemplo, o do Programa Institucional de Acolhimento e Incentivo à Permanência Estudantil (PIAPE).

Djalma Ribeiro Junior, Pró-Reitor de Assuntos Comunitários e Estudantis da UFSCar, explica que os estudantes de graduação presencial que ingressaram no PAE passaram por um processo de avaliação socioeconômica para verificação do perfil de vulnerabilidade estabelecido pelo programa. “Concebido há 10 anos, o PAE da UFSCar é fundamental. Antes de 2012, a gente não tinha dotação orçamentária exclusiva para a assistência estudantil. O financiamento do Programa Nacional de Assistência Estudantil (PNAES) democratizou a permanência na universidade e, por consequência, ajudou a democratizar toda a sociedade, criando oportunidades para que todos possam se capacitar e ter condições de adentrar o mercado de trabalho”, celebra.

Hoje em dia, a UFSCar oferta moradia estudantil para estudantes cujas famílias residem em cidades nas quais não há campi da UFSCar. Em São Carlos, há 500 vagas distribuídas em 72 apartamentos. Em Sorocaba, são destinadas 80 vagas em imóveis alugados no próprio município e na cidade vizinha, em Salto do Pirapora. Os discentes dos campi Araras, Lagoa do Sino (Buri) e alguns alunos do Campus São Carlos recebem bolsa moradia no valor de R$ 350.

Em 2021, o contexto da grave crise sanitária da pandemia de Covid-19 exigiu que fossem reforçadas na UFSCar ações de assistência estudantil na segurança alimentar e na inclusão digital. Na área da segurança alimentar, foram mantidas as bolsas alimentação emergencial, criadas em 2020, e realizadas ações junto aos Restaurantes Universitários para adequação dos valores com o intuito de estimular a procura por refeições nutricionalmente mais saudáveis. Em relação à inclusão digital, foram intensificadas as ações de concessão de auxílio financeiro para a aquisição de materiais, equipamentos e serviços que tinham como foco o acesso qualificado à Internet.

Também em 2021, foi desenvolvido um Programa de Fomento à Permanência Estudantil junto à Fundação de Apoio Institucional ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FAI) da UFSCar. Chamada “Captação de Recursos para Investimento em Equidade” (CRIE), a iniciativa recebe doações de pessoas físicas e jurídicas para auxiliar ações de assistência estudantil. Para doações em valores de até R$ 500,00, basta usar o PIX crie@fai.ufscar.br. Para colaborações acima desse valor, basta acessar bit.ly/crieufscar. É possível ainda contribuir por débito automático, transferência bancária ou boleto. Por meio do CRIE, foi possível a concessão de Auxílio Inclusão e Acessibilidade para estudantes com deficiência e auxílio para suporte com cuidados relativos à saúde de estudantes em situação de sofrimento mental.

Em breve, será publicado novo edital para os ingressantes do ano letivo de 2022, que iniciam as aulas no dia 30 de maio. Serão cerca de 300 novas bolsas. Sendo assim, a previsão é de que o investimento da UFSCar em Assistência Estudantil, por meio do PAE e com a chegada dos novos calouros, seja de R$ 10.5 milhões por ano.

Leave a Comment

Filed under Assuntos Comunitários e Estudantis, Gestão, Permanência

Comments are closed.