UFSCar prepara proposta para participação em edital de apoio à infraestrutura institucional de pesquisa (CT-Infra 2013)

No dia 26 de março, foi realizada reunião para definição das características do projeto a ser encaminhado pela UFSCar ao edital 2013 do CT-Infra, destinado ao apoio a projetos institucionais de implantação, modernização, ampliação e recuperação da infraestrutura de pesquisa. O prazo para envio das propostas ao edital – gerenciado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) – é o dia 16 de maio. Participaram da reunião na UFSCar representantes da Administração Superior – Vice-Reitor, Pró-Reitora de Pesquisa e pró-reitores adjuntos de Pesquisa e de Pós-Graduação – e da Direção dos cinco Centro Acadêmicos da Universidade.
O edital distribuirá, no total, R$ 370 milhões, sendo R$ 300 milhões para as sedes das instituições e R$ 70 milhões para campi regionais. A UFSCar pode participar na faixa mais alta determinada pelo edital, de projetos até R$ 20 milhões, valor este determinado pelo número de pesquisadores doutores da Instituição. Deste total, R$ 3,5 milhões serão destinados a subprojetos que visam atender toda a comunidade universitária, como vem acontecendo desde 2009. Aos campi Araras e Sorocaba devem ser destinados, considerando as regras do edital, 20% dos recursos, o que corresponde a R$ 2,7 milhões para Sorocaba e R$ 1,3 milhões para Araras, valores proporcionais ao número de doutores em cada campus. O restante dos recursos deverá ser distribuído entre os Centros sediados em São Carlos, também considerando o número de doutores por centro: R$ 6,1 milhões para o Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET); R$ 3,3 milhões para o Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH); e R$ 3,1 milhões para o Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Os Diretores deverão encaminhar as propostas à Pró-Reitoria de Pesquisa até o dia 22 de abril, sendo que, a partir dos debates realizados na reunião, ficou definido que o CCET formatará dois subprojetos e os demais Centros um subprojeto cada.Considerando os resultados da UFSCar em editais anteriores do CT-Infra, foram discutidas na reunião algumas diretrizes para os subprojetos a serem encaminhados a esta edição. A primeira delas foi justamente a redução no número de subprojetos a serem elaborados por Centro, visando reduzir a concorrência interna e, assim, buscar a aprovação de um maior volume de recursos. Além disso, 30% do valor de cada Centro deverá ser destinado à aquisição de equipamentos de médio e grande porte, preferencialmente multiusuários. Essa última definição leva em conta o grande volume de obras em andamento na Universidade e, também, algumas dificuldades relacionadas à sua execução com recursos do CT-Infra, como, por exemplo, o fato do valor estipulado pela Finep para cada metro quadrado ser inferior aos efetivamente praticados no mercado; a ocorrência frequente de licitações “desertas”, ou seja, sem concorrentes; a aprovação parcial das propostas enviadas; e a demora na liberação dos recursos, dentre outros. Além disso, o edital 2013 não aceitará solicitações de recursos para complementação de obras já aprovadas em edições anteriores, o que é um novo fator a ser considerado. “A UFSCar tem sido muito bem sucedida nos editais do CT-Infra, o que é fruto da qualificação de seu corpo docente e, também, dos esforços permanentes para aprimoramento da qualidade dos projetos encaminhados. Assim, neste ano, estamos aproveitando a experiência acumulada em edições anteriores, inclusive para que possamos, para o edital de 2014, empreender o debate institucional sobre a política de investimento dos recursos oriundos do CT-Infra e, assim, ter um planejamento institucional de desenvolvimento em longo prazo da infraestrutura de pesquisa instalada na Instituição”, relata o Vice-Reitor da UFSCar, Adilson de Oliveira.

Computação em nuvem
Em relação aos subprojetos definidos coletivamente, R$ 1 milhão será destinado à área de gestão de resíduos e R$ 2,5 milhões à instalação do serviço de computação em nuvem na UFSCar. Na área de gestão de resíduos, será contemplada a construção de instalações adequadas para armazenamento e destinação adequada de resíduos químicos gerados nos laboratórios dos campi Araras e Sorocaba e, em São Carlos, a aquisição de equipamentos para as novas instalações da Unidade de Gestão de Resíduos, a serem construídas com recursos de editais anteriores do CT-Infra.
Já o serviço de computação em nuvem – a ser desenvolvido em uma parceria entre a Secretaria Geral de Informática (SIn) e docentes do Departamento de Computação que desenvolvem pesquisas na área – visa a centralização do parque computacional da Universidade, o que aumentará sobremaneira a capacidade de processamento e armazenamento de dados disponível na Instituição. Com a computação em nuvem, cada usuário, a partir de equipamentos tradicionais, tem acesso virtualmente a servidores de alto desempenho localizados, fisicamente, em lugar diferente daquele onde está a máquina da qual esse usuário acessa a nuvem. O serviço tem aplicações possíveis não apenas na área de pesquisa – na qual, aliás, muitos pesquisadores já contratam servidores privados de computação em nuvem ou adquirem “clusters” computacionais próprios. Serão possíveis também aplicações em outras áreas da atividade acadêmica, como, por exemplo, a oferta a estudantes de graduação e pós-graduação do acesso a recursos computacionais muito superiores aos que podem ser disponibilizados em laboratórios de informática, por meio do acesso à nuvem através de dispositivos móveis.

Comentários desativados em UFSCar prepara proposta para participação em edital de apoio à infraestrutura institucional de pesquisa (CT-Infra 2013)

Filed under Pesquisa

Comments are closed.