UFSCar inicia o projeto de extensão Fazenda Escola Lagoa do Sino

Imagem de área de cultivo agrícola da fazenda

Área da fazenda onde está o Campus compartilha seu espaço com as atividades da Fazenda Escola Lagoa do Sino (Arquivo CCS)

O Campus Lagoa do Sino da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), localizado no município de Buri e a apenas seis quilômetros da cidade de Campina do Monte Alegre, acaba de alcançar mais um importante marco na sua história com o início, neste mês de abril, do projeto de extensão “Fazenda Escola Lagoa do Sino da UFSCar: promovendo o desenvolvimento regional do sudoeste paulista por meio do ensino, pesquisa, extensão e inovação”.

O novo projeto visa fortalecer a integração das atividades produtivas da fazenda com as de ensino, pesquisa e extensão do Centro de Ciências da Natureza (CCN), contribuindo para a consolidação do Campus Lagoa do Sino como um importante ator de fomento do desenvolvimento regional.

“Com o projeto, a fazenda vai ser cada vez mais utilizada para além da sua vocação produtiva, ao permitir ao Campus potencializar a produção e disseminação de conhecimento, a criação de tecnologias e inovação, colaborando com o desenvolvimento sustentável da região e, sobretudo, com a formação de profissionais compromissados com aqueles que são princípios do processo de implantação do Campus, como a própria sustentabilidade, a segurança alimentar e a agricultura familiar”, destaca a Reitora Ana Beatriz de Oliveira.

Altamente produtiva, com cultivo de grãos (soja, milho e trigo), a área da fazenda onde está o Campus compartilha seu espaço com as atividades da Fazenda Escola Lagoa do Sino, gerando conhecimento ao potencializar as atividades acadêmicas do CCN.

O projeto também prevê parcerias com a iniciativa privada, pública e instituições de ensino do sudoeste paulista, assim como a promoção de atividades visando avanços em segmentos de relevância territorial, como a diversidade dos sistemas produtivos, criação de canais de comercialização, apoio a iniciativas de extensão junto aos agricultores familiares e ações educacionais com a comunidade local, dentre outras.

Alberto Luciano Carmassi, Diretor do Campus e coordenador do projeto de extensão, reitera que a Fazenda Escola vai implementar atividades em consonância com a vocação do Campus. “Dentre as atividades, pretendemos realizar um diagnóstico sobre as atuais condições de infraestrutura e dos sistemas produtivos da fazenda, bem como viabilizar uma produção animal economicamente sustentável e a criação de um programa institucional de estágios para os estudantes dos cursos de graduação do Campus”, comenta.

A Fazenda Escola vai apoiar as atividades de ensino, pesquisa e extensão do CCN, através da disponibilidade dos recursos financeiros e físicos da fazenda, como equipamentos, área de cultivo e profissionais do setor agrícola. “Criaremos condições para que ela se torne uma grande produtora e disseminadora de conhecimento, um laboratório a céu aberto, beneficiando a comunidade interna e local”, explica Carmassi.

O novo projeto de extensão foi elaborado como um modelo de transição que visa institucionalizar a Fazenda Escola Lagoa do Sino, por meio de uma governança participativa, democrática e bem estruturada, a partir de debates com a presença de toda a comunidade e do conselho do CCN, onde serão tomadas as principais decisões referentes ao projeto e os próximos passos para a sua efetiva concretização. Mais informações sobre o projeto podem ser solicitadas pelo e-mail fazendaescolals@ufscar.br.

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

Comments are closed.