UFSCar aprova sua Política de Ações Afirmativas, Diversidade e Equidade

A UFSCar aprovou recentemente – em reunião do Conselho Universitário (ConsUni) realizada em 21 de outubro – sua Política de Ações Afirmativas, Diversidade e Equidade, construída ao longo de 2016 em um processo dialógico e participativo que envolveu a comunidade dos quatro campi da Instituição. Foram cerca de mil participantes nas diferentes etapas desse processo de construção, que incluiu seminários temáticos, fóruns e consulta pública online, dentre outras atividades, sob a coordenação da Secretaria de Ações Afirmativas, Diversidade e Equidade (Saade). Ao final, a Política foi aprovada no ConsUni por aclamação, em sessão histórica que teve a participação de integrantes de diferentes grupos organizados que estiveram presentes no seu processo de construção.

O documento da Política – disponível no Blog da Saade – apresenta um conjunto grande de diretrizes gerais e de diretrizes específicas de cada uma das três áreas a partir das quais está organizada a atuação da Saade: Relações Étnico-Raciais; Inclusão e Acessibilidade; e Diversidade e Gênero. O texto traz também contribuições relativas ao registro e à reflexão sobre a trajetória da UFSCar no que diz respeito à área das ações afirmativas, diversidade e equidade, bem como ao cenário atual, perspectivas e desafios para a Educação Superior brasileira como um todo. Também está detalhada a metodologia adotada ao longo de todo o processo de construção da Política.

Como destacado pela Saade na mensagem de encaminhamento da Política à comunidade universitária (que pode ser conferida aqui), ela define princípios e diretrizes voltadas ao ensino, à pesquisa, à extensão e à administração, envolvendo todas as pessoas com vínculo com a Universidade, bem como apontando ações na relação com setores externos e a sociedade em geral. Além disso, o texto ressalta que a aprovação da Política é apenas um primeiro passo, já que “a caminhada continua. A UFSCar possui uma Política de Ações Afirmativas, Diversidade e Equidade e precisamos vivê-la no nosso cotidiano… Tirá-la do papel e colocá-la no cotidiano”. Para tanto, conclui a mensagem, é fundamental que toda a comunidade universitária conheça o documento, tendo-o sempre em mãos e contribuindo para a sua divulgação.

Leave a Comment

Filed under Conselhos, Equidade, Políticas de Educação e CTI

Comments are closed.