Tag Archives: Secretaria Geral de Relações Internacionais

SRInter: UFSCar oferece vagas de intercâmbio para Argentina, Chile e Paraguai a estudantes de 14 cursos de graduação

Até a próxima terça-feira (3/5), estudantes de 14 cursos de graduação dos quatro campi da UFSCar podem concorrer a uma das 12 vagas de mobilidade estudantil por meio do programa Escala de Graduação, promovido pela Associação de Universidades Grupo Montevidéu (AUGM). Dentre outros requisitos determinados pelo edital, quem concorrer às vagas deve ter concluído entre 40% e 90% do curso.

Nesta oferta, podem concorrer estudantes dos cursos de Música, Pedagogia, Biblioteconomia e Ciência da Informação, Psicologia, Fisioterapia, Linguística e Letras com habilitação em Espanhol, no Campus São Carlos. No Campus Sorocaba, os cursos são Administração, Ciências Econômicas e Geografia. No Campus Araras, podem concorrer estudantes de Biotecnologia, e, em Lagoa do Sino, pela primeira vez poderão concorrer estudantes das engenharias Agronômica, Ambiental e de Alimentos. Os resultados serão divulgados até o final da próxima semana.

A Secretaria Geral de Relações Internacionais (SRInter) da UFSCar faz a gestão do Programa na Universidade, sendo responsável pela definição das universidades parceiras, acordadas em reunião dos Delegados Assessores da AUGM, e pelo recebimento e homologação das inscrições. As ofertas são recíprocas, ou seja, o mesmo curso que enviar estudante a uma universidade recebe outra pessoa da mesma universidade. Ambas as instituições destinam recursos próprios para custear as estadias.

A UFSCar participa desde 2001, e ao longo dos anos vem aumentando o número de oportunidades oferecidas. Desde o ano passado são oferecidas 12 vagas por semestre, distribuídas entre os cursos de graduação em sistema de revezamento. Com o expressivo aumento das oportunidades de intercâmbio a partir da implantação do programa Ciência sem Fronteiras (CsF), a SRInter passou a priorizar os cursos que não são contemplados pelo CsF, e neste ano pôde incluir o Campus Lagoa do Sino, que pela primeira vez tem estudantes com mais de 40% do curso concluído para atender à exigência da AUGM.

O Escala (Espaço Acadêmico Comum Ampliado Latino-Americano)  é identificado pela AUGM como um programa que orienta o desenvolvimento de suas atividades, ao buscar impulsionar e fortalecer o processo de construção de um espaço acadêmico comum regional por meio da mobilidade de estudantes, docentes e pessoal técnico-administrativo. Seu princípio é que a convivência entre pessoas de diferentes universidades e países fomenta o intercâmbio acadêmico-cultural e promove o melhor conhecimento dos diferentes sistemas de Educação Superior instalados na América Latina. Fazem parte da AUGM 31 universidades, sendo 11 brasileiras e as outras da Argentina, da Bolívia, do Chile, do Paraguai e do Uruguai.
Outras informações devem ser consultadas no edital, disponível no site da SRInter. Informações sobre acordos de cooperação e programas de intercâmbio para estudantes de graduação podem ser consultadas pessoalmente na SRInter, localizada no edifício da Reitoria, na área Sul do Campus São Carlos, pelo e-mail srinter@ufscar.br ou pelo telefone (16) 3351-8402.

Comentários desativados em SRInter: UFSCar oferece vagas de intercâmbio para Argentina, Chile e Paraguai a estudantes de 14 cursos de graduação

Filed under Internacionalização, Oportunidades

UFSCar assina convênio de cooperação e de mobilidade estudantil com universidade holandesa

leiden_assinatura

O Reitor da Universidade de Leiden e o Vice-Reitor da UFSCar assinam convênios de cooperação entres as duas instituições (Foto: Beatriz Maia – AECR/UFSCar)

Na tarde da última terça-feira (15/3), o Vice-Reitor da UFSCar, Adilson de Oliveira, acompanhado da Diretora da Divisão de Convênios para Relações Internacionais da Secretaria Geral de Relações Internacionais (SRInter) da Universidade, Maria Estela Antonioli Pisani Canevarolo, esteve com comitiva da Universidade de Leiden, da Holanda, para a assinatura de dois convênios de cooperação. Os convênios – um geral de cooperação e outro de mobilidade estudantil com a Faculdade de Humanidades da universidade holandesa – foram assinados pelo Vice-Reitor e pelo Reitor de Leiden, Carel Stolker. Estiveram presentes também os docentes Wilson Aires Ortiz, do Departamento de Física (DF), e Leandro Innocentini Lopes de Faria, do Departamento de Ciência da Informação (DCI), e o pós-doutorando vinculado ao Departamento de Engenharia de Materiais (DEMa) Douglas Henrique Milanez. Participou também o docente aposentado da UFSCar João Roberto Martins Filho, responsável pelo contato inicial entre as duas universidades e pelas articulações que resultaram nas assinaturas, quando, em 2015, ocupou a Cátedra Rui Barbosa de Estudos Brasileiros em Leiden.

Durante a tarde, a comitiva da universidade holandesa, composta por dirigentes da Instituição e professores de diferentes áreas do conhecimento, pôde conversar com os representantes da UFSCar com o objetivo de trocar experiências e estabelecer novas possibilidades de parcerias de pesquisa. Fundada em 1575, a Universidade de Leiden possui mais de 25 mil alunos e é uma das mais importantes da Europa. Para o Vice-Reitor da UFSCar, os convênios representam uma grande oportunidade de formação de estudantes e de fortalecimento da parceria entre as instituições. “A Universidade de Leiden ministra cursos em mais de 80 línguas e possui uma grande diversidade de áreas de conhecimento. Acredito que a UFSCar pode aprender bastante com uma instituição tão antiga, e oferecer aos nossos estudantes e docentes oportunidades de desenvolver excelentes pesquisas nessa parceria”, afirma Oliveira.

Comentários desativados em UFSCar assina convênio de cooperação e de mobilidade estudantil com universidade holandesa

Filed under Internacionalização

Be_a_doc: UFSCar oferece 145 vagas em programas de pós-graduação para pesquisadores europeus

A UFSCar está participando da primeira oferta do programa BE_a_DOC, iniciativa conjunta do Grupo Coimbra (CG) de universidades europeias e do Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras (GCUB) para apoiar estudantes de doutorado e professores ou pesquisadores vinculados às universidades associadas aos grupos da Europa e do Brasil.

Os candidatos europeus poderão concorrer às 74 vagas de doutorado-sanduíche e 71 vagas de pesquisador visitante oferecidas em 21 programas de pós-graduação da UFSCar pelo período de um ano. Os selecionados terão os mesmo direitos de estudantes regulares de pós-graduação da Universidade, como acesso às bibliotecas e restaurantes universitários, além de cursos de Português para estrangeiros. A lista com os programas de pós-graduação e as vagas oferecidas na UFSCar pode ser consultada aqui.

Na Universidade, a iniciativa é coordenada pela Coordenadora Acadêmica de Pós-Graduação da Pró-Reitoria de Pós-Graduação (ProPG), Márcia Regina Cominetti, e pela Secretária de Relações Internacionais, Camila Höfling. A partir do aceite da UFSCar em integrar o grupo de instituições participantes do programa, a coordenação do BE_a_DOC na UFSCar entrou em contato com as coordenações dos programas de pós-graduação para organizar o oferecimento de vagas. “O BE_a_DOC é um programa de fomento à cooperação internacional entre universidades brasileiras e europeias que se propõe a articular o oferecimento de vagas nas instituições. O objetivo é criar um grande catálogo de oportunidades internacionais para alunos de doutorado e professores ou pesquisadores. Ainda que não haja pagamento de bolsas pelo programa, os visitantes têm os mesmo direitos dos alunos regulares, o que abre a possibilidade de buscar financiamento por agências de fomento”, afirma Cominetti.

Candidaturas

No Brasil, são oferecidas mais de mil vagas em cerca de 50 universidades. Para os candidatos brasileiros, são 240 vagas em 11 universidades da Espanha, Itália, Portugal e República Tcheca. As inscrições devem ser feitas até 31 de março em formulário eletrônico específico disponível no site do programa, onde também é possível consultar todas as vagas oferecidas. Os resultados serão divulgados até junho e o início das atividades ocorrerá em agosto nas instituições brasileiras e em setembro nas instituições europeias.

Comentários desativados em Be_a_doc: UFSCar oferece 145 vagas em programas de pós-graduação para pesquisadores europeus

Filed under Internacionalização, Pesquisa, Pós-graduação

Novos encontros consolidam cooperação entre UFSCar e Universidad de Playa Ancha, do Chile

upla_bia

A docente da UFSCar Ana Beatriz Oliveira (no centro) e professores da UPLA em conversa com professores e estudantes de Playa Ancha (Foto: Divulgação/UPLA)

No final de novembro, a docente do Departamento de Fisioterapia (DFisio) e Diretora do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS) da UFSCar Ana Beatriz de Oliveira esteve na Universidad de Playa Ancha (UPLA), no Chile, para o estabelecimento de novas fases de cooperação entre a universidade chilena e a UFSCar. Durante a viagem, apoiada pela Pró-Reitoria de Pós-Graduação (ProPG), a docente representou a UFSCar na continuidade dos esforços de consolidação da cooperação entre as duas universidades especificamente na área da Saúde. Oliveira reuniu-se com dirigentes da Instituição e com a comunidade acadêmica da UPLA, que inaugurou sua Faculdade de Ciências da Saúde recentemente, há cerca de cinco anos, e busca oportunidades de formação para seu corpo docente. A Diretora do CCBS também ministrou aulas sobre metodologia de pesquisa; práticas que envolvem ensino, pesquisa e extensão; e especificamente sobre sua área de pesquisa – processos de avaliação e intervenção em fisioterapia do sistema musculoesquelético.

A docente explica que a UPLA identificou, a princípio, essa área específica da Fisioterapia, na qual possui maior concentração de docentes, para dar início à cooperação com o Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia (PPGFt), e que no próximo ano deverão ser consolidados os acordos que possibilitem a mobilidade de professores entre as instituições. “Estamos dando os primeiros passos dessa colaboração na pesquisa em Fisioterapia entre a UPLA e a UFSCar, e minha visita à universidade chilena foi importante para mostrarmos a pesquisa produzida aqui. Os professores da UPLA já estiveram na UFSCar e têm bastante interesse em realizar suas formações conosco, para que possamos, juntos, produzir pesquisas internacionais capazes de gerar impacto na sociedade”, afirma Oliveira. Continue reading

Comentários desativados em Novos encontros consolidam cooperação entre UFSCar e Universidad de Playa Ancha, do Chile

Filed under Internacionalização, Pós-graduação, Saúde

UFSCar sedia seminário sobre cooperação entre países da América do Sul e Europa no Ensino Superior

alisios

Representantes do projeto Ulises discutem estratégias de internacionalização em evento realizado na UFSCar (Foto: Izabela Cardoso – CCS/UFSCar)

Durante os dias 12 e 13 de novembro, a UFSCar sediou a reunião final do projeto Ulises (Universities Linking Initiatives and Synergies in Europe and South America), com o tema “Relacionando mobilidade, empregabilidade e desenvolvimento local: Novas prioridades na cooperação entre Europa e América Latina na Educação Superior”. O encontro, organizado pela Diretora da Divisão de Convênios para Relações Internacionais da Secretaria Geral de Relações Internacionais (SRInter) da Universidade, Maria Estela Antonioli Pisani Canevarolo, reuniu representantes das instituições participantes do projeto e a comunidade universitária da UFSCar e promoveu mesas que apresentaram o projeto e discutiram seus objetivos. Uma das ênfases do Ulises é a empregabilidade associada à internacionalização e, para abordar o tema, estudantes e ex-alunos da Universidade que participaram de programas de mobilidade compartilharam suas experiências, relacionando-as com os desdobramentos da vida profissional.

Um dos destaques do evento foi a apresentação do Vice-Reitor de Relações Internacionais e Mobilidade da Universidade de Coimbra, Joaquim Ramos de Carvalho, sobre os impactos do programa Ciência sem Fronteiras (CsF) nas instituições de Ensino Superior europeias. O tema foi investigado no âmbito do projeto Alisios (Academic Links and Strategies for the Internationalisation of the High Education Sector), coordenado por Carvalho, que reuniu informações institucionais das universidades europeias para traçar um amplo diagnóstico. Uma das questões investigadas foi em que medida o CsF promoveu cooperações mais fortes do que o simples intercâmbio de estudantes. De acordo com os relatórios, 35% das respostas apontaram positivamente para parcerias aprofundadas, enquanto 85% das instituições afirmaram que gostariam de estabelecer mais parcerias com universidades brasileiras. A pesquisa apontou também alguns desafios para a internacionalização, como o reconhecimento por parte das instituições de origem das atividades realizadas pelos estudantes nas universidades europeias, bem como entraves na comunicação entre as instituições. O estudo sugere, também, que se estabeleçam parcerias interinstitucionais que enquadrem a mobilidade, tanto para desenvolver ainda mais o potencial do CsF, como para aumentar a mobilidade de estudantes europeus para o Brasil.

Para o Vice-Reitor da Universidade de Coimbra, é necessário que as instituições de Ensino Superior brasileiras e europeias pensem em novos projetos para aprimorar suas estratégias de internacionalização. “O Ciência sem Fronteiras colocou o Brasil na agenda das universidades da Europa quando promoveu a mobilidade de uma enorme quantidade de estudantes. Como esse processo foi bastante rápido, começamos agora a avaliar os impactos e a pensar em estratégias para o que tenho destacado ser fundamental nesse aspecto – o estabelecimento de relações profundas e consistentes entre as universidades. Para que uma universidade seja verdadeiramente internacional, não basta que ela promova a mobilidade. É necessário que ela atue em diferentes vertentes, inclusive para receber bem seus estudantes de outros países. É preciso investimento, é evidente, mas também é preciso questionamento: será que estamos sendo realmente globais? O estímulo à diversidade é fundamental nesse aspecto, precisamos trabalhar com tradições diferentes e não permitir que as barreiras culturais permaneçam dentro de nossas instituições”, afirma Carvalho.

Ulises

O projeto Ulises foi iniciado em outubro de 2013 e vai até dezembro deste ano, no contexto do programa de cooperação e mobilidade Erasmus Mundus. A UFSCar é a única instituição brasileira participante e, juntamente com a AUGM (Associação de Universidades Grupo Montevidéu), a Universidad Nacional de Chilecito (Undec, da Argentina) e a Universidad de La República (Udelar, do Uruguai), compõe o bloco da América Latina. Nos países da Europa, os parceiros são o Observatório das Relaciones Unión Europea – América Latina (Obreal, da Espanha), a Agencia Nacional de Evaluacion de la Calidad y la Acreditacion da Espanha (Aneca), a Tilburg University (holandesa), a Université de Montpellier (França) e a Università degli Studi di Roma “La Sapienza” (italiana). Entre seus objetivos esteve a promoção da mobilidade dentro das regiões e entre elas e, também, das condições de empregabilidade dos graduados, pelo fomento às relações entre as instituições de Ensino Superior e representantes das indústrias.

Comentários desativados em UFSCar sedia seminário sobre cooperação entre países da América do Sul e Europa no Ensino Superior

Filed under Internacionalização