Tag Archives: Saúde

Estratégia de vigilância participativa da UFSCar, Guardiões da Saúde, é apresentada ao ConsUni

Logo Guardiões da Saúde

UFSCar implementa estratégia de vigilância ativa e participativa em saúde (Divulgação)

Proteger a comunidade universitária da Covid-19 e garantir o avanço seguro das fases do Plano de Retomada das Atividades Presenciais são as propostas da implementação da estratégia de vigilância ativa e participativa em saúde da UFSCar Guardiões da Saúde (GdS), apresentada ontem (13/10) ao Conselho Universitário (ConsUni), em reunião extraordinária que pode ser assistida na íntegra na página UFSCar Oficial no YouTube.

A Vice-Reitora e Presidente do Comitê Gestor da Pandemia (CGP) destacou que a iniciativa integra a estratégia do Vencendo a Covid-19, plano da Universidade para o enfrentamento da pandemia, e que se dará a partir do uso do aplicativo Guardiões da Saúde. O aplicativo permite que cada pessoa interessada da comunidade reporte seu estado de saúde, com total sigilo dos dados, permitindo o acompanhamento pela equipe de profissionais de saúde da Vigilância Epidemiológica e o controle interno da pandemia.

“Desde que implementamos o Vencendo a Covid-19, o CGP e o Núcleo Executivo de Vigilância em Saúde (NEVS) têm trabalhado incansavelmente com o objetivo de garantir que possamos retornar às atividades presenciais protegendo a nossa comunidade. Nesta nova fase do plano que se inicia, com o comprometimento e engajamento de toda a comunidade participando da vigilância ativa, teremos um sistema robusto que irá proteger as pessoas que já realizam atividades presenciais e nos permitirá avançar”, destacou.

O Docente do Departamento de Medicina e Coordenador Técnico do NEVS, Bernardino Geraldo Alves Souto, apresentou dados referentes ao contexto da pandemia no Brasil e nas regiões onde estão localizados os campi, bem como os indicadores atualizados e como eles podem influenciar nas decisões futuras da Universidade.

Em sua apresentação, Bernardino destacou a importância de cortar a cadeia de transmissão da Covid-19 para o controle do vírus, a partir da adoção de cuidados individuais e coletivos que incluem a vacinação em massa, uso correto de máscaras de proteção, distanciamento físico, higienização frequente das mãos e a ampla testagem.

“Para cortar a cadeia de transmissão entre a comunidade universitária, reverter o cenário atual e possibilitar a ampliação das atividades presenciais, ter uma vigilância epidemiológica ativa e participativa é essencial. Com ela, a UFSCar vai, de forma robusta e ágil, proteger a comunidade interna, controlando a pandemia”, destacou.

Guardiões da Saúde – A apresentação detalhada do GdS foi feita pelo docente do Departamento de Medicina e integrante do NEVS, Gustavo Nunes de Oliveira, que apresentou aos conselheiros informações sobre a vigilância em saúde; vigilância digital e participativa, sobre a estratégia para a UFSCar e sobre como e por que a comunidade deve participar.

A Vigilância Ativa e Participativa é uma estratégia de cuidado que conta com a contribuição voluntária da comunidade universitária para o monitoramento da Covid-19 nos campi da UFSCar, a partir do informe diário, pelo aplicativo, do estado de saúde da pessoa.

Oliveira explicou que o projeto pretende ampliar os canais para que a comunidade seja parte da vigilância ativa ao aderir ao GdS e reportar seu estado de saúde, garantindo de forma ágil e eficaz que essa informação chegue à equipe de vigilância para que essas pessoas tenham a saúde monitorada e para que a cadeia de transmissão da Covid-19 seja interrompida.

“A vigilância participativa permite a constituição de comunicação multilateral entre profissionais da vigilância e população. Com o uso da ferramenta GdS, iremos ampliar os canais da Universidade para que essa vigilância seja realmente efetiva, de forma que a comunidade tenha mais facilidade para reportar seu estado de saúde. Além disso, ele irá permitir a redução dos níveis de subnotificação interna, o controle e detecção precoce de eventuais surtos e uma melhora no tempo de resposta da vigilância”, comentou.

Idealizado pela Associação Brasileira de Profissionais de Epidemiologia de Campo (ProEpi) e desenvolvido pelo Ministério da Saúde em 2007, o Guardiões da Saúde é um aplicativo gratuito para dispositivos móveis que tem como objetivo estimular a vigilância participativa em saúde. Em 2020, ele foi reformulado para auxiliar na elaboração de soluções frente à Covid-19 e, desde então, tem sido utilizado com sucesso por diferentes instituições, como a Universidade de Brasília (UnB).

O lançamento oficial do Guardiões da Saúde será no dia 19/10, às 14h15, em edição especial do programa “Na Pauta”, transmitido nos canais UFSCar Oficial no Facebook e YouTube.

Leave a Comment

Filed under COVID-19

HU vai receber recursos para projetos de Farmácia Satélite e para a consolidação do núcleo e-Saúde por emenda parlamentar do Deputado Federal Paulo Teixeira

Ana Beatriz de Oliveira e Thiago Russo (esq.) em encontro com o deputado Paulo Teixeira

Ana Beatriz de Oliveira e Thiago Russo (esq.) em encontro com o deputado Paulo Teixeira (Analice Garcia)

A Reitora da UFSCar, Ana Beatriz de Oliveira, e o Gerente de Ensino e Pesquisa do Hospital Universitário da Universidade Federal de São Carlos (HU-UFSCar/Ebserh/MEC), Thiago Russo, participaram de reunião na última sexta-feira (27/8) com o Deputado Federal Paulo Teixeira (PT), para apresentar os projetos da Universidade referentes ao HU e os desafios enfrentados devido ao corte orçamentário, que atinge todas as Instituições Federais de Ensino Superior (IFES).

No encontro, foram destacados três projetos que necessitam de recursos para que sejam implementados no HU, sendo dois referentes a estruturação das farmácias satélites do Centro Cirúrgico e da Unidade de Terapia Intensiva Adulto e o outro a consolidação do Núcleo e-Saúde, ampliando as atividades de telessaúde e teleducação focadas no SUS, o que vai beneficiar todos os equipamentos de Saúde da UFSCar, como a Unidade Saúde Escola (USE), por exemplo.

“Apresentamos ao deputado a importância da aplicação dessas propostas para o desenvolvimento contínuo do HU em busca da formação dos estudantes a partir da excelência no atendimento à população regional e recebemos, com muita satisfação, o comprometimento para que possamos viabilizar mais essas etapas”, destacou a Reitora.

De acordo com Thiago Russo, a estruturação física das farmácias com mobiliários específicos vai permitir o armazenamento e a organização adequada das medicações, melhorando a eficiência da distribuição e o controle dos medicamentos, no sentido de evitar perdas e garantir agilidade na distribuição dos medicamento para as pessoas que estão no Centro Cirúrgico e na Unidade de Terapia Intensiva Adulto.

O investimento no Núcleo e-Saúde beneficia não apenas o HU e a Unidade de Simulação em Saúde (USS), mas também a USE. Juntas, essas unidades poderão receber apoio de infraestrutura tecnológica para atender a população regional a partir de teleatendimento, bem como realizar a capacitação de profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS).

Com relação ao orçamento, o deputado reforçou o apoio à mobilização dos reitores das IFES pela recomposição orçamentária e se comprometeu a agendar nas próximas semanas uma reunião com a senadora Rose de Freitas (MDB), que é relatora do projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), para avançar no debate.

Leave a Comment

Filed under Saúde

Prorrogado para 30/8 o prazo para admissão de propostas do edital temático de apoio a projetos de extensão com foco em Qualidade de Vida e Saúde Mental

Saúde Mental

Qualidade de Vida e Saúde Mental é o tema do edital especial (FreePik)

O prazo para a admissão de propostas do edital temático de apoio a projetos de extensão com foco em Qualidade de Vida e Saúde Mental foi prorrogado até o dia 30/8. As inscrições para a submissão das propostas devem ser feitas através de preenchimento de formulário específico disponível no sistema ProExWeb.

A prorrogação do prazo foi determinada pela Comissão de Acompanhamento do Edital Especial 01/2021 de Apoio à Realização de Projetos Temáticos de Extensão: Qualidade de Vida e Saúde Mental, considerando a instabilidade de acesso ao sistema ProExWeb, a fim de garantir que os interessados participem do edital. O cronograma retificado pode ser consultado através deste link. O edital completo pode ser acessado aqui.

Lançado pela Pró-Reitoria de Extensão (ProEX), o edital vai selecionar até 15 propostas de extensão para serem apoiadas, cada uma, com quatro meses de bolsa de extensão para estudantes de graduação regularmente matriculados na UFSCar.

As propostas precisam ser vinculadas a um Programa de Extensão e detalhar objetivo, plano de trabalho, pessoas, grupos e/ou coletivos a serem atendidos e cronograma de execução com início das atividades previsto para 1/11, com duração mínima de quatro meses e máxima de seis meses.

O edital conta com três eixos temáticos, e as propostas das atividades de extensão devem englobar ao menos um deles: Qualidade de Vida e Promoção da Saúde (ações de promoção à saúde sobre a Covid-19); Cultura e Promoção da Qualidade de Vida (atividades com foco na oferta de ações culturais em suas dimensões simbólica, econômica e cidadã) e Qualidade de Vida e Promoção dos Direitos Humanos (atividades com foco em educação em direitos humanos, educação das relações étnico-raciais, educação das relações de gênero, inclusão e acessibilidade).

Podem participar do edital servidores docentes e técnico-administrativos efetivos ou voluntários/seniores (desde que contemplem atividades de extensão em seu plano de trabalho e que o período de contratação engloba o período do Edital), sem atrasos na entrega de relatório (s) de Atividades de Extensão finalizadas até dezembro de 2020 sob sua responsabilidade. Só será aceita a submissão de uma única proposta por servidor, na função de coordenação do projeto.

Leave a Comment

Filed under Extensão

Pró-Reitoria de Extensão lança edital especial para a realização de projetos com foco em Qualidade de Vida e Saúde Mental

logo da Pró-Reitora de Extensão

16/8 é o prazo máximo para as propostas aprovadas pelas chefias darem entrada na área da ProEx no sistema ProExWeb (Reprodução)

A Pró-Reitoria de Extensão (ProEx) lança o edital especial de projetos temáticos de Extensão: Qualidade de Vida e Saúde Mental, que vai selecionar até 15 propostas de extensão para serem apoiadas, cada uma, com quatro meses de bolsa de extensão para estudantes de graduação regularmente matriculados na UFSCar.

“Neste edital, idealizado em parceria com as Pró-Reitorias de Assuntos Comunitários e Estudantis (ProACE) e de Gestão de Pessoas (ProGPe), colocamos em prática a nossa proposta de ampliar, fortalecer e incentivar as atividades de extensão de forma interdisciplinar, permitindo a atuação em rede na Universidade, com foco na promoção da qualidade de vida e na saúde mental”, disse a Pró-Reitora de Extensão, Ducinei Garcia.

O Pró-Reitor de Extensão Adjunto, Fábio Gonçalves Pinto, explica que o edital levou em consideração os impactos da pandemia da Covid-19 nas diferentes esferas da vida cotidiana e pretende promover a articulação de atividades de ensino e pesquisa com os cuidados necessários com a qualidade de vida da comunidade universitária.

A submissão de proposta, aberta a partir da data de publicação do Edital (19/7), é exclusivamente pelo sistema ProExWeb por meio de preenchimento de formulário específico disponível na opção “Propor uma nova atividade”. Confira as instruções detalhadas para o uso do sistema ProExWeb. As propostas precisam ser vinculadas a um Programa de Extensão e detalhar objetivo, plano de trabalho, pessoas, grupos e/ou coletivos a serem atendidos e cronograma de execução com início das atividades previsto para 1/11, com duração mínima de quatro meses e máxima de seis meses.

Cada proponente deve acompanhar o fluxo de sua proposta no ProExWeb tal a garantir que o trâmite de aprovação pelas chefias dos setores e/ou departamentos (da equipe de trabalho envolvida nas atividades) ocorra até o dia 16/8. Este é o prazo máximo para as propostas aprovadas pelas chefias darem entrada na área da ProEx no sistema ProExWeb. Também em 16/8, a etapa de análise de admissão se encerra e, em seguida, apenas as propostas admitidas serão encaminhadas para a avaliação de mérito dos consultores. Acesse o edital na íntegra para compreender todos os detalhes.

O edital conta com três eixos temáticos, e as propostas das atividades de extensão devem englobar ao menos um deles: Qualidade de Vida e Promoção da Saúde (ações de promoção à saúde sobre a Covid-19); Cultura e Promoção da Qualidade de Vida (atividades com foco na oferta de ações culturais em suas dimensões simbólica, econômica e cidadã) e Qualidade de Vida e Promoção dos Direitos Humanos (atividades com foco em educação em direitos humanos, educação das relações étnico-raciais, educação das relações de gênero, inclusão e acessibilidade).

Podem participar do edital servidores docentes e técnico-administrativos efetivos ou voluntários/seniores (desde que contemplem atividades de extensão em seu plano de trabalho e que o período de contratação engloba o período do Edital), sem atrasos na entrega de relatório (s) de Atividades de Extensão finalizadas até dezembro de 2020 sob sua responsabilidade. Só será aceita a submissão de uma única proposta por servidor, na função de coordenação do projeto.

Leave a Comment

Filed under Extensão, Saúde

Em live sobre a Covid-19, comunidade universitária compartilha o impacto sofrido com a pandemia e destaca a importância da Educação e da Ciência para enfrentar essa realidade

Imagem de captura de tela do Na Pauta

Uma das convidadas foi a Vice-Reitora, Maria de Jesus Dutra dos Reis, que falou sobre as ações Vencendo a Covid-19 (Reprodução)

Mais de 500.000 mil vidas perdidas no Brasil para a Covid-19 desde o início da pandemia em março de 2020. Esse triste marco ao qual o país chegou no último sábado (19/6) foi o tema central do Na Pauta #18. A live semanal da equipe de Comunicação da UFSCar trouxe representantes de toda a comunidade universitária para compartilhar a diversidade de experiências vividas e o que têm feito neste mais de um ano para enfrentar a pandemia.

Os convidados também expressaram o sentimento de lamento e tristeza pelas vidas perdidas, e destacaram que grande parte dessas perdas teria sido evitada se medidas fortes, adotadas por parte dos governos, no que diz respeito à vacinação e às medidas sanitárias, tivessem sido priorizadas.

Esse lamento veio acompanhado também da constatação de como a Ciência e a Educação têm sido fundamentais nesse cenário, do debate do que ainda pode ser feito para evitar que o número de mortes no país avance ainda mais e no convite para que a comunidade se mobilize para transformar a sociedade no futuro. A live pode ser conferida na íntegra nos canais UFSCaroficial no YouTube e Facebook.

O programa contou com a presença da Vice-Reitora e Presidente do Comitê Gestor da Pandemia (CGP), Maria de Jesus Dutra dos Reis, que resgatou a criação do plano da UFSCar de enfrentamento da pandemia, Vencendo a Covid-19, a fim de articular, integrar e fomentar ações para superar os desafios impostos por essa nova realidade.

“O retorno presencial, a partir de indicadores favoráveis referentes ao controle da pandemia, de forma segura e controlada, é a nossa meta, uma vez que, quando isso ocorrer, teremos estudantes de diversas regiões do Brasil circulando nos nossos campi. Diante disso, o Núcleo Executivo de Vigilância em Saúde (NEVS) e o CGP identificaram as atividades consideradas essenciais neste momento de não controle da pandemia e implementaram normativas para que elas possam ocorrer através de planos de contingência de forma segura”, disse a Vice-Reitora.

A dirigente comentou ainda que outras ações importantes são o monitoramento responsável, através da Vigilância Epidemiológica interna, dessas atividades em todos os campi e a construção do Plano de Retomada das Atividades Presenciais, para um momento futuro de controle da pandemia, que será apresentado na próxima reunião do Conselho Universitário (ConsUni), no dia 25/6, e debatido com a comunidade para posteriormente ser deliberado.

As respostas da Universidade à pandemia no âmbito da Saúde, no que diz respeito ao acolhimento à comunidade interna, à articulação com o município e à transmissão de conhecimento e informação precisa à sociedade, foram apresentadas pelos convidados Carla Polido, docente do Departamento de Medicina (DMed) e Assessora de Articulação em Saúde da UFSCar; Carla Vieira, enfermeira do Departamento de Atenção à Saúde (DeAS); Fábio Neves, Superintendente do Hospital Universitário (HU-UFSCar/Ebserh); Thiago Russo, Gerente de Ensino e Pesquisa do HU-UFSCar/Ebserh, e Gustavo Nunes de Oliveira, docendo do DMed e Coordenador do InformaSUS.

De forma muito didática e clara, ao longo de toda a live, o docente do DMed e integrante do Vencendo a Covid-19, Bernardino Geraldo Alves Souto, trouxe importantes informações sobre como, somente com o cumprimento das medidas sanitárias como respeito ao isolamento social, uso correto e constante de máscaras de proteção e higienização das mãos, aliadas à vacinação em massa para todos os públicos, será possível superar esse momento desafiador de descontrole da pandemia no Brasil para que possamos retomar, de forma gradual e segura, as atividades em todas as esferas da sociedade.

Entre os convidados, os discentes, através da participação de Raisa Cortez Rosado, do Diretório Central dos Estudantes (DCE), Maíra Neme, da Associação de Pós-Graduandos (APG), e dos estudantes indígenas Geovane Diógenes da Silva (Gege), da etnia Pankararu, e Jocimara Braz de Araújo (Uara), da etnia Pataxó, compartilharam suas experiências, dificuldades e impactos sofridos pela pandemia.

Os representantes dos Sindicato dos Trabalhadores Técnicos-Administrativos (SinTUFSCar), Antonio Donizetti da Silva (Doni), e dos Docentes em Instituições Federais (ADUFSCar), Ricardo Ciferri, também falaram sobre os desafios vividos pelos servidores e servidoras e como têm feito para superá-los.

A forma como a pandemia afetou a educação em todos os seus níveis também foi debatida na live com a participação da docente do Departamento de Teorias e Práticas Pedagógicas (DTPP), Luana Costa Almeida, que também destacou como os professores e professoras tiveram que se reinventar para a realidade do ensino remoto e as dificuldades enfrentadas nos diversos níveis educacionais.

O Pró-Reitor de Assuntos Comunitários e Estudantis, Djalma Ribeiro Junior, falou sobre como a Universidade tem se organizado neste momento, agravado ainda mais pelos cortes no orçamento que afetam diretamente os programas de assistência estudantil, com ações para auxiliar e garantir a permanência dos estudantes na Universidade.

Ainda em relação à pergunta sobre como a Universidade tem atuado, o Pró-Reitor de Pesquisa (ProPq), Ernesto Chaves Pereira, e a Coordenadora de Informação em Pesquisa da ProPq, Andrea Rodrigues Ferro, trouxeram para o debate a resposta dos pesquisadores da UFSCar, que nestes 15 meses de pandemia desenvolveram mais de 240 projetos de pesquisas das mais diversas naturezas.

A Reitora, Ana Beatriz de Oliveira, encerrou a live especial com uma mensagem de lamento pelas vidas perdidas e de agradecimento aos profissionais de saúde, pela atuação incansável nos últimos meses, e também à comunidade universitária, que se adaptou a essa nova realidade e segue desempenhando suas atividades de forma primorosa.

Oliveira evidenciou que a pandemia mostrou o quão essencial é o papel e atuação das universidades públicas que tão rapidamente responderam a ela. Para isso, apresentou dados da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) que indicam que as instituições federais foram responsáveis pela produção de mais de 691 mil litros de álcool em gel, 651 mil máscaras de proteção e 515 mil face shields. “A Universidade, através da dedicação de seus profissionais, reagiu e se adaptou a esse contexto muito rapidamente, tanto para o ensino como para as pesquisas e programas de extensão, o que nos aproximou da sociedade”, disse a Reitora.

Com relação às perspectivas para a UFSCar, Oliveira comentou sobre o movimento junto aos Reitores das instituições federais de ensino no estado de São Paulo em defesa da vacinação em massa e irrestrita para todos os adultos, o que vai permitir, a partir do controle da pandemia e do cumprimento das demais medidas sanitárias, o retorno presencial e escalonado das atividades.

“Entendemos as aflições dos estudantes e de seus familiares para que as atividades presenciais retornem, porém, isso precisa ser feito de forma segura, preservando as vidas, e, para isso, defendemos que a vacinação deve abranger todos e todas. No contexto do Ensino Superior não podemos pensar na vacinação de forma segmentada. Além disso, ela por si só não permite o retorno seguro. Para que ele ocorra o quanto antes for possível, deve estar acompanhado de um planejamento, o qual começa a ser debatido com a comunidade”, destacou.

Leave a Comment

Filed under COVID-19, Eventos