Tag Archives: Reuni

Inauguração dos departamentos de Educação e de Ciência da Informação marca conclusão das obras do Reuni na UFSCar

dcided

Cerimônia foi marcada por menções à relevância de celebrar conquistas coletivas (Foto: Mariana Pezzo / AECR)

Com a inauguração, no dia 11 de junho, do edifício que abriga os departamentos de Educação (DEd) e de Ciência da Informação (DCI), a UFSCar concluiu todas as obras realizadas com recursos do Reuni (Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais). O novo prédio – que é compartilhado pelos dois departamentos – tem 1.350 m2 e custou R$ 2,5 milhões.

Durante a cerimônia de inauguração, tanto a Chefe do DEd, Maria Cecília Luiz, quanto o Chefe do DCI, Rogério Ap. Sá Ramalho, destacaram a dimensão simbólica do novo espaço, no sentido do reconhecimento das atividades realizadas e, também, da potencialização das possibilidades de conquista de outros espaços. Já a Diretora do Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH), Wanda Ap. Machado Hoffmann, registrou e agradeceu os esforços de todos os envolvidos na concretização desse novo espaço para o Centro e, particularmente, destacou o papel do Pró-Reitor de Administração da UFSCar, Néocles Alves Pereira, na presidência do Grupo de Trabalho do Reuni. “Fico honrado em falar, na realidade, representando um grande número de pessoas que trabalharam muito para que pudéssemos ser bem sucedidos na implantação do Reuni. No Grupo de Trabalho, fui apenas um facilitador, apresentando propostas para que os Diretores de Centro pudessem tomar as decisões. Apesar de certamente termos enfrentado dificuldades, dada a dimensão do projeto da UFSCar, reitero que, considerando todo o sistema federal de Educação Superior, nós estamos entre as instituições mais bem sucedidas, e isto é devido ao envolvimento de um grande número de pessoas e unidades”, avaliou Pereira.

O Vice-Reitor da UFSCar, Adilson de Oliveira, destacou justamente a ousadia da Universidade ao elaborar sua proposta ao Reuni, bem como a competência com a qual a Instituição o concretizou. “O desafio de expandir a Universidade é sempre muito difícil, o primeiro sentimento pode ser o de conforto com a situação já consolidada, de confiança na excelência nas atividades já estabelecidas. No entanto, a missão da Universidade é enfrentar desafios, e a UFSCar o faz com muita competência. Além disso, todo o processo foi conduzido com muito cuidado, o que podemos ver neste prédio, que materializa a preocupação com condições adequadas de trabalho às pessoas que constroem, diariamente, a UFSCar”, afirmou o dirigente.

Homenagem

Na mesma ocasião, foi inaugurada a sala do grupo PET (Programa de Educação Tutorial), chamada de “Sala Prof.ª Dr.ª Vera Regina Casari Bocatto” em homenagem à docente do DCI que fundou o grupo, falecida em 2013. A homenagem contou com a presença de familiares de Bocatto e relembrou também a sua contribuição enquanto Chefe do DCI. A atual tutora do grupo PET, Luciana de Souza Gracioso, destacou a relevância da criação do grupo para o curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação e, também, a relação afetiva que Vera Bocatto mantinha com os estudantes.

Comentários desativados em Inauguração dos departamentos de Educação e de Ciência da Informação marca conclusão das obras do Reuni na UFSCar

Filed under Inaugurações

UFSCar inaugura edifício de Ciências Ambientais e Biotecnologia

predio_gestao

Vice-Diretor do CCBS, Reitor, Chefe do DCAm e Chefe do DGE, da esquerda para a direita. (Crédito: Beatriz Maia / AECR-UFSCar)

No dia 30 de março, foi realizada, no Campus São Carlos da UFSCar, a inauguração oficial do edifício de Ciências Ambientais e Biotecnologia, que abriga o Departamento de Ciências Ambientais (DCAm) e atividades dos cursos de graduação em Gestão e Análise e Ambiental e em Biotecnologia e do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais (PPGCAm). Estiveram presentes à cerimônia o Reitor da UFSCar, Targino de Araújo Filho; o Vice-Reitor, Adilson de Oliveira; o Vice-Diretor do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, Paulo Teixeira Lacava; o Chefe do DCAm, Luciano Elsinor Lopes; e o Chefe do Departamento de Genética e Evolução (DGE), Anderson Ferreira da Cunha, dentre outros membros da comunidade universitária.

O Chefe do DCAm destacou o caminho percorrido desde o início do curso de Bacharelado em Gestão e Análise Ambiental, em 2009 – passando pela criação do PPGCAm e do DCAm, no ano de 2012 –, bem como os desafios vividos no presente. “Este prédio representa muitas conquistas e consolida um trabalho que vimos fazendo ao longo de todos esses anos. É uma reafirmação do compromisso que nós temos com o investimento público em ensino, pesquisa e extensão. É importante lembrar também dos esforços feitos por esta Universidade para implantar o Reuni [Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais], que possibilitou a criação dos cursos de Gestão e Análise Ambiental e de Biotecnologia, que são a razão do trabalho que realizamos neste novo edifício”, afirmou Lopes.

O edifício de 1.178 m2 abriga os 13 docentes do DCAm e outros quatro do DGE, relacionados mais especificamente com o curso de Biotecnologia, além das secretarias dos dois cursos de graduação e do programa de pós-graduação, salas de reunião e laboratórios. O prédio foi construído com recursos do Reuni, em um total de R$ 2.543.050,16.

Comentários desativados em UFSCar inaugura edifício de Ciências Ambientais e Biotecnologia

Filed under Inaugurações

Nota da Reitoria: Sobre segurança, processos democráticos e relação com a sociedade

A Administração Superior da UFSCar vem a público em defesa da história, princípios e diretrizes desta Instituição, especialmente aqueles relacionados à garantia de processos democráticos e participativos de gestão e ao seu compromisso social – expresso em todas as suas atividades acadêmicas e, muito especialmente, por seus programas e projetos de extensão. Este pronunciamento se faz necessário frente às afirmações públicas, por parte das entidades representativas dos estudantes de graduação e pós-graduação (Diretório Central dos Estudantes – DCE – e Associação de Pós-Graduandos – APG), de que as medidas emergenciais de segurança recentemente adotadas no Campus São Carlos seriam antidemocráticas e visariam a exclusão da sociedade do meio acadêmico.

Comecemos pela explicitação das razões que levaram o Conselho Universitário (ConsUni) da Instituição a decidir, no dia 18 de julho, pela implantação do controle de acesso ao Campus no período noturno. A medida foi motivada, essencialmente, pelo crescente número de ocorrências – roubos e furtos, depredação de patrimônio, consumo e tráfico de drogas, porte de armas, dentre outras – relacionadas às festas realizadas no interior da Universidade.

No dia 29 de agosto, foi realizada nova reunião do Conselho, para a qual estava prevista discussão e deliberação sobre o processo de construção da política de segurança a ser adotada nos campi da UFSCar, discussão esta que precisou ser adiada por solicitação do DCE e da APG (as razões para o adiamento podem ser conhecidas em nota publicada no dia 1º de setembro no Blog da Reitoria). Em relação à proposta apresentada ao Conselho naquela ocasião, é preciso esclarecer que, diferentemente do que vem sendo divulgado, tratava-se de um extenso calendário de debates para diálogo e aprofundamento sobre a questão – e não, como se quer fazer crer, da implantação definitiva do controle de acesso. É importante lembrar que também faziam parte da proposta medidas adicionais como aprimoramento da iluminação e revitalização de espaços de convivência – ou seja, proposições que contrariam a afirmação de que o controle de acesso está sendo entendido como medida única para garantia da segurança no Campus.

Porém, talvez mais graves do que as afirmações inverídicas que agridem o papel do Conselho Universitário enquanto órgão que, historicamente, defendeu processos democráticos e participativos de gestão não apenas na UFSCar, mas em todo o sistema federal de Educação Superior, são aquelas que acusam um movimento de exclusão da sociedade do meio acadêmico.

Para além de ações de democratização do acesso à Educação Superior – como a recente expansão dos cursos de graduação da UFSCar, combinada a um Programa de Ações Afirmativas que é referência em todo o País pela sua ousadia –, o compromisso social de nossa Universidade é reconhecido e referência também na área da extensão universitária, não só pela sua prática, mas pela sua concepção do papel da extensão, que norteou, ao longo dos anos, políticas de extensão em inúmeras outras instituições de Ensino Superior e, mais do que isso, políticas e programas nacionais de extensão universitária.

Para se ter apenas uma pequena ideia, em 2013, a comunidade universitária da UFSCar foi responsável pela oferta de 270 programas de extensão, aos quais estiveram vinculadas 1.095 ações de extensão (projetos, cursos, eventos, atividades artístico-culturais e Aciepes), com a participação registrada de 774 docentes (cerca de 70% do total de docentes da Universidade!), 225 servidores técnico-administrativos, 1.427 estudantes de graduação e 409 estudantes de pós-graduação. Essas atividades acontecem em todas as áreas temáticas previstas na Política Nacional de Extensão – Comunicação, Cultura, Direitos Humanos e Justiça, Educação, Meio Ambiente, Saúde, Tecnologia e Produção e Trabalho – e envolvem ações que vão desde a interação com empresas e indústrias até os inúmeros projetos voltados a populações historicamente excluídas e socioeconomicamente desfavorecidas. Dentre elas, há várias já extremamente consolidadas, responsáveis por profundas transformações nos contextos local, regional e nacional e que foram e continuam sendo modelo para iniciativas similares em todo o País e, inclusive, internacionalmente.

Cabe ainda registrar que tais ações são realizadas dentro e fora dos campi da Universidade e que sua continuidade não é ameaçada pelo controle de acesso ao Campus no período noturno. Exemplo disso foi o cuidado tomado para que fosse previsto, no caso de eventos e outras atividades de ensino, pesquisa ou extensão no período noturno, procedimentos para identificação das pessoas externas à comunidade universitária e, consequentemente, possibilidade de acesso ao Campus (como, por exemplo, a emissão de convites). Da mesma forma, todas as situações específicas e pontuais vêm sendo encaminhadas para que tais atividades não sejam prejudicadas.

Assim, é no mínimo uma questão de desconhecimento e, em última instância, de irresponsabilidade e má fé, afirmar que a Universidade, seu Conselho Universitário ou sua Administração Superior estariam operando para “aprofundar o abismo existente entre a Universidade e a população”, quando, no passado e no presente, a UFSCar sempre empreendeu todos os seus esforços para aproximação e transformação de nossa sociedade, com ações que, incluindo o acesso ao seu espaço físico, instalações e equipamento, vão muito além deste, em uma perspectiva que assume que a contribuição a ser dada pela Universidade ao desenvolvimento de nosso país é de natureza incomparavelmente mais ampla do que o acesso aos seus campi, ainda que este sempre tenha sido e continue garantido.

Comentários desativados em Nota da Reitoria: Sobre segurança, processos democráticos e relação com a sociedade

Filed under Notas da Reitoria

Laboratórios de cursos de graduação receberão R$ 5 milhões para aquisição de equipamentos, mobiliário e custeio

Considerando o compromisso da UFSCar com a qualidade da formação oferecida a todos os seus estudantes, bem como a necessidade de priorizar a consolidação dos 20 novos cursos de graduação criados no âmbito do Reuni (Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais), a Administração Superior da Universidade empreendeu esforços que resultaram na possibilidade de destinar, em 2013, R$ 3 milhões aos laboratórios didáticos desses cursos. Os recursos permitirão a aquisição de equipamentos e mobiliários e representam um acréscimo de cerca de 65% aos valores já aplicados em material permanente para os cursos do Reuni. Além disso, outros R$ 2 milhões serão aplicados em laboratórios didáticos dos demais cursos da Universidade.
Com a utilização de critérios e percentuais já definidos anteriormente pelo GT-Reuni – comissão que coordena a implementação do Programa na UFSCar, com participação dos diretores dos Centros Acadêmicos e de representantes das pró-reitorias de Graduação e de Administração –, os R$ 3 milhões foram assim distribuídos: R$ 780.000 para o Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (26%); R$ 600.000 para o Centro de Ciências e Tecnologias para a Sustentabilidade (20%); R$ 600.000 para o Centro de Educação e Ciências Humanas (20%); R$ 540.000 para o Centro de Ciências Agrárias (18%); e R$ 480.000 para o Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (16%). Esses percentuais foram definidos em relação ao número de cursos e de estudantes em cada Centro.
A distribuição interna dos recursos entre os diferentes cursos é responsabilidade dos Diretores de Centro. Laboratórios de cursos já existentes que ampliaram suas vagas a partir do Reuni também poderão ser contemplados, mas a prioridade deverá ser dada aos cursos novos. As requisições de compras deverão ser encaminhadas entre os dias 5 e 30 de agosto; porém, por solicitação dos próprios Diretores, foi autorizado que os recursos sejam utilizados apenas em 2014, caso seja de interesse do Centro.
Em relação aos R$ 2 milhões destinados aos cursos mais antigos – incluindo aqueles que ampliaram o número de vagas no Reuni –, a Pró-Reitoria de Graduação está preparando edital a ser lançado neste segundo semestre de 2013, para encaminhamento de requisições contemplando o início do período letivo em 2014. Neste caso, R$ 1,8 milhão será destinado à aquisição de material permanente e R$ 200 mil ao custeio dos laboratórios.

Comentários desativados em Laboratórios de cursos de graduação receberão R$ 5 milhões para aquisição de equipamentos, mobiliário e custeio

Filed under Graduação

“Pude viver um momento histórico para a Educação Superior brasileira”, declara Reitor da UFSCar em cerimônia de posse no Ministério da Educação

Destaque às transformações vividas pela Educação Superior brasileira nos últimos anos deu o tom à cerimônia realizada no Ministério da Educação (Foto: Diego Rocha/MEC)

O Reitor da UFSCar, Targino de Araújo Filho, foi reconduzido ontem (8/11) ao cargo em Brasília, em cerimônia no Ministério da Educação que contou com a presença do Ministro Aloizio Mercadante; do Secretário de Educação Superior do MEC, Amaro Lins; do Deputado Federal Newton Lima, presidente da Comissão de Educação e Cultura da Câmara; e do Presidente da Andifes (Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior), Carlos Edilson de Almeida Maneschy, dentre outras autoridades.
Em seu discurso, o Reitor da UFSCar destacou o fato de ter tido a oportunidade de viver, durante o seu primeiro mandato, um momento histórico para a Educação Superior brasileira e, particularmente, para a UFSCar, marcado pela expansão inédita proporcionada pelo Reuni (Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais); pelo fortalecimento dos cursos de graduação a distância; e pela consolidação do Programa de Ações Afirmativas, dentre outras transformações importantes. Araújo Filho afirmou que o período à frente da Administração Superior da Universidade foi um imenso aprendizado não só em relação à própria UFSCar, mas também no que diz respeito a todo o Sistema Federal de Educação Superior, devido ao seu intenso envolvimento na defesa dos interesses do Sistema por meio da Andifes. Continue reading

Comentários desativados em “Pude viver um momento histórico para a Educação Superior brasileira”, declara Reitor da UFSCar em cerimônia de posse no Ministério da Educação

Filed under Gestão