Tag Archives: Programa de Ações Afirmativas

100 dias de gestão: ProGPe e ProACE destacam o acolhimento e o diálogo como primordiais para uma gestão colaborativa e transformadora

Captura de Tela da live Na Pauta

Gestores da ProGPe e ProACE comentam as principais ações realizadas nos 100 primeiros dias de gestão (Reprodução)

Os 100 primeiros dias de gestão da nova equipe da Administração Superior da UFSCar foram marcados por desafios, conquistas e, principalmente, pela transparência e pelo comprometimento com o programa de gestão e diálogo constante com a comunidade universitária.

O balanço desses 100 dias foi apresentado pela equipe no “Na Pauta #11”, programa semanal realizado pela equipe de Comunicação da UFSCar. Para que toda a comunidade fique por dentro do que foi apresentado, estamos divulgando uma série de matérias sobre as atividades das Pró-Reitorias, direção de Campus e do Hospital Universitário nestes 100 dias. Nesta, evidenciaremos as ações das Pró-Reitorias de Gestão de Pessoas (ProGPe) e de Assuntos Comunitários e Estudantis (ProACE).

Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas
Durante estes primeiros meses, foram inúmeras as atividades na ProGPe, com foco na comunicação a partir da escuta e acolhimento dos servidores e gestores e na participação efetiva no Fórum de Gestores de Pessoas do Conselho da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes).

A Pró-Reitora de Gestão de Pessoas, Jeanne Liliane Marlene Michel, e o Pró-Reitor Adjunto, Antônio Roberto de Carvalho, falaram no programa “Na Pauta” (a partir de 58:17 a 1:12:33) sobre o trabalho na reorganização dos fluxos e da equipe de saúde do trabalhador e no levantamento das áreas críticas com relação à Segurança do Trabalho. Em tão pouco tempo, a unidade fez grandes avanços como a negociação de novas vagas, a seleção remota de substitutos e a criação do Conselho de Gestão de Pessoas (CoGePe).

“Uma importante pauta, presente na nossa campanha, foi a necessidade da escuta e do acolhimento, que tem sido atendida com reuniões semanais com toda a comunidade em todos os campi. Um passo fundamental para que essa escuta e diálogo ocorram foi a aprovação do CoGePe, que será um espaço democrático para a tomada de decisões. Trabalhamos para implementá-lo e o próximo passo será o processo de eleição para sua composição”, destacou Michel.

No sentido de buscar soluções para as demandas represadas, a ProGPe retomou as reuniões da comissão com o objetivo de criar um modelo matemático para estudar o esforço docente, com a participação dos diretores de centro. Esses esforços também têm sido realizados com foco nos técnico-administrativos.

Outro grande marco do início da gestão foi a conquista, a partir de negociação com o Ministério da Educação (MEC), de 22 vagas de servidores docentes. “Vamos iniciar o mesmo processo de negociação para novas vagas de técnico-administrativos, pois a Universidade cresceu, passou a contar com novos processos, o que demanda mais profissionais e vamos trabalhar muito para essa recomposição”, complementou a Pró-Reitora.

A Pró-Reitoria tem atuado na reorganização da equipe de Saúde do Trabalhador, que agora conta com uma assistente social que dará suporte e acompanhamento aos servidores que precisam fazer perícias.

Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis
O acolhimento, o diálogo e os esforços para assegurar os direitos dos estudantes e a mobilização contra os cortes orçamentários têm sido a tônica da ProACE, que, neste cenário desafiador, tem conseguido colocar em prática seus objetivos. “Esse movimento está presente na ProACE e em todas as Pró-Reitorias, pois somente através da escuta e do diálogo que vamos construir uma Universidade realmente democrática, inclusiva e participativa”, disse o Pró-Reitor da ProACE, Djalma Ribeiro Junior.

Nestes 100 primeiros dias, foram mantidos e criados novos canais de comunicação com a comunidade universitária, comunicação esta que se faz presente também em canais externos, como no Fórum Nacional de Pró-Reitores e Pró-Reitores de Assuntos Estudantis.

No programa (do momento 1:12:41 ao 1:28:02), o Pró-Reitor e a Pró-Reitora Adjunta, Gisele Aparecida Zutin Castelani, destacaram que, com o engajamento de toda a equipe, a ProACE tem colocado em prática ações para contribuir com o enfrentamento da pandemia e com os cuidados com a comunidade e para fortalecer a Política de Ações Afirmativas e de permanência estudantil na Graduação e Pós-Graduação.

No enfrentamento da pandemia de Covid-19, a ProACe, através de seus Departamentos, tem se dedicado aos cuidados com a saúde física e mental da comunidade, sobretudo dos estudantes da moradia que têm sido monitorados semanalmente. As ações incluem a distribuição de máscaras e álcool em gel e, em parceria com a Prefeitura Universitária, a ampliação da limpeza das áreas comuns e das moradias.

Três importantes marcos da gestão foram a aprovação da Política Institucional de Saúde Mental, que agora vai começar a ser operacionalizada; a criação do programa de fomento à Assistência Estudantil, que receberá, através de doações, recursos financeiros para o custeio de moradia, alimentação, transporte, dentre outras necessidades de estudantes em situação de vulnerabilidade; e a aprovação do Relatório de Avaliação dos 10 anos do Programa de Ações Afirmativas e do Ingresso por Reserva de Vagas, que resultou na criação de uma Comissão Permanente de Avaliação do programa para seu aprimoramento e ampliação.

No Diário da Reitora, é possível conhecer o balanço apresentado pelo Gabinete da Reitoria e pelas Pró-Reitorias de Graduação e de Pós-Graduação e de Pesquisa e de Extensão em “Na Pauta #11”, edição especial, que pode ser conferida, na íntegra, nos canais UFSCar Oficial no Facebook e YouTube.

Leave a Comment

Filed under Assuntos Comunitários e Estudantis, Gestão de pessoas

Conselho Universitário (ConsUni) realiza 248ª Reunião Ordinária nesta sexta

O Conselho Universitário (ConsUni) realiza nesta sexta-feira (30/4) às 9 horas sua 248ª Reunião Ordinária. Na pauta, estão previstas a apreciação do relatório “Avaliação dos 10 anos do Programa de Ações Afirmativas e do Ingresso por reserva de vagas” e a apresentação do cenário referente ao orçamento 2021 a partir da recém sancionada Lei Orçamentária Anual (LOA), e da proposta de controle de circulação nos campi da UFSCar, elaborada pelo Comitê Gestor da Pandemia (CGP).

Serão apreciados o relatório Anual de Atividades da Auditoria Interna (RAINT 2020), as minutas de resolução do Programa de Gestão e Melhoria da Qualidade da Auditoria Interna, entre outros temas. Confira aqui a pauta na íntegra da 248ª Reunião Ordinária do ConsUni, que será transmitida ao vivo pelo canal UFSCar Oficial no YouTube.

 

Leave a Comment

Filed under Conselhos

Assistentes sociais da ProACE realizam análise de documentos de quase 400 ingressantes com declaração de vulnerabilidade socioeconômica

O Departamento de Serviço Social (DeSS) da Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis (ProACE) realiza, no início do ano, a conferência de documentos dos candidatos ingressantes nos cursos de graduação da UFSCar que declaram renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio. Na primeira chamada para a matrícula em 2016 foram recebidos os documentos de 397 ingressantes nos quatro campi da Universidade, analisados pelas assistentes sociais do DeSS, que deferem ou indeferem os processos, uma vez que a comprovação de renda é utilizada para validar a matrícula dos ingressantes pelo Programa de Ações Afirmativas. Concomitantemente, é realizada a análise dos mesmos documentos dos ingressantes, bem como dos demais estudantes que solicitam a entrada no Programa de Assistência Estudantil da UFSCar.
A Diretora do DeSS, Evellyn Aparecida Espíndola, explica que há um grande esforço das equipes do DeSS, no Campus São Carlos, e das seções de Serviço Social dos demais campi, para o andamento do processo. “Trabalhamos em conjunto com a Coordenadoria de Ingresso na Graduação desde a elaboração dos editais, garantindo a observação das legislações vigentes. No período de matrícula, analisamos a documentação entregue para validar a matrícula dos pertencentes aos grupos ingressantes pelo Programa de Ações Afirmativas, e já realizamos a análise dos que requerem o ingresso no Programa de Assistência Estudantil. São duas análises com dois critérios distintos, feitas minuciosamente para atender a todas as normativas e garantir o atendimento àqueles que se encaixem nos critérios de vulnerabilidade”, explica. Para as demais chamadas, está prevista a análise da documentação de cerca de outros 700 ingressantes.

Comentários desativados em Assistentes sociais da ProACE realizam análise de documentos de quase 400 ingressantes com declaração de vulnerabilidade socioeconômica

Filed under Assuntos Comunitários e Estudantis, Equidade, Graduação

UFSCar realiza evento para debater ações afirmativas e Reitor apresenta Secretária Geral de Ações Afirmativas, Diversidade e Equidade

saade2

Professores e estudantes que fizeram parte da implantação do Programa de Ações Afirmativas na UFSCar apresentam suas experiências e realizam discussão sobre os novos desafios a serem enfrentados (Foto: Beatriz Maia – AECR/UFSCar).

Na última quarta-feira (25/11), a UFSCar realizou o evento “Equidade na UFSCar: do Programa de Ações Afirmativas à Secretaria Geral de Ações Afirmativas, Diversidade e Equidade”, promovido pela Administração Superior da Universidade para ampliar o debate sobre diversidade e equidade na Instituição. O evento integrou as comemorações dos 45 anos da Universidade, no contexto de implantação da Secretaria Geral de Ações Afirmativas, Diversidade e Equidade, cuja criação foi aprovada pelo Conselho Universitário (ConsUni) em maio deste ano. Na mesa de abertura, estiveram presentes o Reitor da UFSCar, Targino de Araújo Filho, e as pró-reitoras de Graduação, Claudia Raimundo Reyes, e de Extensão, Claudia Maria Simões Martinez.

Araújo Filho iniciou sua fala retomando o processo de construção do Programa de Ações Afirmativas da UFSCar (PAA), a partir das discussões realizadas durante a construção do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da Universidade em 2004 e, posteriormente, relembrando a reunião do Conselho Universitário que, em 2007, tomou a decisão histórica de aprovar o Programa. “Nas discussões que antecederam a aprovação do Programa, foram várias as manifestações relacionadas à constatação de que a maior beneficiada pela diversificação da comunidade universitária seria a própria Universidade e o conhecimento por ela produzido. Hoje, oito anos após a implantação efetiva da reserva de vagas para estudantes oriundos do ensino público, negros e indígenas, não nos faltam evidências da verdade dessa afirmação. Tomando por exemplo nossos estudantes indígenas, estes têm se destacado em fóruns de abrangência e relevância nacionais e internacionais. Se, de um lado, a inestimável contribuição que esses jovens, antes excluídos da Universidade, podem dar, foi reafirmada ao longo desses anos, de outro, foram clara e inequivocadamente rechaçadas as afirmações de que seu ingresso na Educação Superior resultaria em perda de qualidade. Isto porque, além dessa qualidade compreendida como indissociável do compromisso social, se considerarmos apenas as compreensões mais conservadoras da qualidade, da excelência acadêmica, também temos um conjunto significativo de dados que mostram que esses estudantes não só apresentam o mesmo desempenho acadêmico dos ingressantes por ampla concorrência, mas também, em alguns casos, superam essa média. Além disso, neste momento em que nos debruçamos sobre o percurso desde a criação do Programa de Ações Afirmativas até a concepção mais ampla de equidade que agora se consubstancia na criação da Secretaria de Ações Afirmativas, é fundamental registrar que é essa ampliação da diversidade acadêmica que nos coloca questões, demandas e desafios novos que resultam na necessidade de criação da Secretaria”, afirmou o Reitor.

Durante o evento, Araújo Filho também apresentou à comunidade universitária a primeira Secretária Geral de Ações Afirmativas, Diversidade e Equidade, Maria Waldenez de Oliveira, docente do Departamento de Metodologia do Ensino (DME). Continue reading

Comentários desativados em UFSCar realiza evento para debater ações afirmativas e Reitor apresenta Secretária Geral de Ações Afirmativas, Diversidade e Equidade

Filed under Equidade

Evento nesta quarta-feira debaterá percurso do Programa de Ações Afirmativas à Secretaria de Ações Afirmativas, Diversidade e Equidade na UFSCar

ATENÇÃO: O evento foi transferido para o Anfiteatro Bento Prado Junior

Acontece na próxima quarta-feira, dia 25 de novembro, o evento “Equidade na UFSCar: do Programa de Ações Afirmativas à Secretaria Geral de Ações Afirmativas, Diversidade e Equidade”, promovido pela Administração Superior da Universidade para ampliar o debate sobre diversidade e equidade na Instituição no contexto de implantação da Secretaria Geral de Ações Afirmativas, Diversidade e Equidade, cuja criação foi aprovada pelo Conselho Universitário (ConsUni) em maio deste ano. Durante o evento, os debates deverão constituir uma avaliação do percurso da Universidade na promoção da equidade desde a aprovação de seu Programa de Ações Afirmativas, em 2007, até o momento atual.

A abertura do evento será às 18 horas, com a participação do Reitor da UFSCar, Targino de Araújo Filho, e das pró-reitoras de Graduação, Claudia Reyes, e de Extensão, Claudia Maria Simões Martinez. Às 18h30, a professora Petronilha Beatriz Gonçalves e Silva, que integrou a comissão do ConsUni responsável pela elaboração da proposta do Programa de Ações Afirmativas da UFSCar (PAA) e coordenou, de 2007 a 2011, o Grupo Gestor do Programa, falará sobre a iniciativa.

Às 19 horas, será realizada a mesa-redonda “Ações Afirmativas: Perspectivas de pesquisas de estudantes da reserva de vagas”, relacionada ao livro de mesmo nome cujo lançamento acontece em seguida, às 20h30. A obra, publicada pela EdUFSCar, é composta por artigos resultantes de trabalhos de iniciação científica realizados por estudantes que ingressaram na UFSCar pelo PAA e participaram do programa de Bolsas de Assistência a Estudantes e Incentivo à Pesquisa, que contou com apoio da Fundação Ford. Participarão da mesa, além de Gonçalves e Silva, que organizou o livro, Danilo de Souza Morais, também organizador da obra e doutorando na UFSCar; e Denise Dourado Dora, que integrava a seção de Direitos Humanos da Fundação Ford à época do programa de bolsas e, hoje, é Ouvidora Geral da Defensoria Pública do Rio Grande do Sul. Também participam três ex-alunos da UFSCar que são autores de capítulos do livro – Agenor Custódio, graduado em Imagem e Som; Marlon A. de Oliveira, graduado em Psicologia; e Vanicléia do Carmo Carvalho, graduada em Terapia Ocupacional – e uma das orientadoras que participaram do programa de iniciação científica, Débora Cristina Morato Pinto, que é Pró-Reitora de Pós-Graduação da Universidade. Por fim, o professor e pesquisador Valter Roberto Silvério, do Departamento de Sociologia, falará sobre ações afirmativas no Brasil.

O evento – organizado pela Pró-Reitoria de Graduação, por meio de sua Coordenadoria de Ações Afirmativas e Políticas de Equidade, com apoio executivo do Gabinete da Reitoria – acontece no Anfiteatro Bento Prado Junior (e não mais no Anfiteatro da Reitoria, como divulgado inicialmente) e será transmitido pela Secretaria Geral de Educação a Distância (SEaD), no endereço http://webconferencia.sead.ufscar.br/eventos. A participação é aberta a todos os interessados e, para acompanhar via webconferência, basta acessar o endereço da sala virtual na data e horário do evento, utilizar o campo “Entrar como convidado”, digitar seu nome completo e aguardar alguns segundos pela autorização do administrador da sala.

Comentários desativados em Evento nesta quarta-feira debaterá percurso do Programa de Ações Afirmativas à Secretaria de Ações Afirmativas, Diversidade e Equidade na UFSCar

Filed under Equidade