Tag Archives: Gerontologia

UFSCar cria Programa de Pós-Graduação em Gerontologia

No início deste mês, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) divulgou a aprovação de mais um curso de mestrado acadêmico na UFSCar. O mestrado em Gerontologia foi submetido à Capes a partir das propostas aprovadas pelo Conselho de Pós-Graduação (CoPG) no ano passado, das quais mais um mestrado acadêmico e dois doutorados foram aprovados para 2016. Com os novos cursos, a UFSCar soma o total de 43 mestrados acadêmicos, 7 mestrados profissionais e 30 doutorados em seus campi, além da participação em dois outros mestrados profissionais em rede nacional.

O novo mestrado está organizado em duas linhas de pesquisa – “Saúde, Biologia e Envelhecimento” e “Gestão, Tecnologia e Inovação em Gerontologia” – e é multidisciplinar, agregando pesquisadores de diferentes áreas da Saúde envolvidos na produção de conhecimento sobre a prevenção do envelhecimento fragilizado e sobre políticas públicas para a população envelhecida. A Vice-Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Gerontologia (PPGero), Márcia Regina Cominetti, explica que o mestrado vem complementar a formação de profissionais graduados pela UFSCar, que abriu o primeiro curso de graduação em Gerontologia de universidades federais em 2008, e que a expectativa é a de alavancar a pesquisa básica sobre o processo de envelhecimento. “Temos urgência no desenvolvimento do conhecimento científico em Gerontologia focado nas diferentes realidades sociais existentes no Brasil, que possa se refletir em ações e políticas públicas que contribuam na redução de situações como a fragilidade e da incidência de incapacidade na população idosa. Nosso mestrado será o quarto do Estado e o único fora da região metropolitana de São Paulo, o que nos traz grandes expectativas de formação no Interior, onde percebemos uma demanda reprimida ao longo dos últimos anos”, afirma Cominetti.

A docente conta que a proposta encaminhada à Capes foi desenvolvida coletivamente por um grupo de docentes da UFSCar que se debruçou sobre as necessidades da produção de conhecimento interdisciplinar na área. “Propor o PPGero foi uma meta estabelecida pelos docentes, que ao longo dos últimos anos se prepararam para essa proposta, buscando recursos de apoio à pesquisa, orientando alunos de iniciação cientifica, credenciando-se em programas já existentes e realizando estágios de pós-doutorado, além do incremento em suas produções científicas”, relata.

“Com mais esse programa de pós-graduação, temos concretizado um salto, um desenvolvimento da área da Saúde na UFSCar que chama a atenção. Parabenizo todos os docentes envolvidos, especialmente por se tratar de uma área emergente, fomentada a partir de um departamento novo, o Departamento de Gerontologia, criado em 2012”, registra a Pró-Reitora de Pós-Graduação da Universidade, Débora Cristina Morato Pinto. Já o Reitor da UFSCar, Targino de Araújo Filho, destaca a interface do desenvolvimento da área na Universidade com a extensão. “Lembro-me de, quando eu fui Pró-Reitor de Extensão, no final da década de 1990, termos debatido um projeto de levantamento das necessidades dos cuidadores de idosos, a partir do qual se pretendia iniciar um processo de formação, produção de conhecimento e extensão na área. Daí vieram o curso de graduação, o Departamento de Gerontologia e, agora, o mestrado, em uma configuração exemplar no que diz respeito à indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão”, resgata o dirigente.

O PPGero realizará seu processo seletivo ainda em 2016, em datas a serem definidas nas próximas semanas. Outras informações podem ser obtidas pelo e-mail gerontologia@ufscar.br ou pelo telefone (16) 3351-9628.

Comentários desativados em UFSCar cria Programa de Pós-Graduação em Gerontologia

Filed under Pós-graduação, Saúde

Primeiras defesas do Mestrado Profissional em Gestão de Organizações e Sistemas Públicos apresentam pesquisas e intervenções na administração pública

defesa_junior_ppggosp

Foto: Da esquerda para a direita, em pé, Sérgio Azevedo Fonseca (orientador de Junior Aparecido Assandre), Luciano Mitidieri Bento Garcia (membro da banca) e Assandre. Sentado, Antônio Roberto Bono Olenscki, também integrante da banca. (Foto: Arquivo Pessoal)

As primeiras defesas do Mestrado Profissional em Gestão de Organizações e Sistemas Públicos da UFSCar foram realizadas nas últimas semanas, quando os estudantes apresentaram suas pesquisas, intervenções e propostas de soluções relacionadas à administração pública. Os agora mestres em Gestão de Organizações e Sistemas Públicos ingressaram no curso nas três categorias previstas no programa de pós-graduação: servidores estáveis da UFSCar, funcionários de instituições conveniadas e público geral.

Compras sustentáveis

Servidor técnico-administrativo da UFSCar, Junior Aparecido Assandre investigou processos de compras públicas sustentáveis e defendeu uma dissertação que indicou entraves e caminhos para a implementação de procedimentos que levem em conta os critérios de sustentabilidade e melhor aproveitamento de recursos. “Notamos que o mercado de produtos sustentáveis ainda é bastante limitado no Brasil, o que resulta em preços pouco competitivos. Quando falamos de compras públicas, realizadas por meio de licitações, esse fator geralmente é um impedimento, mas pode ser contornado com planejamento, como, por exemplo, compartilhamento do registro de preço, que aumenta a escala da compra e barateia o custo. Trabalhamos também com a hipótese da necessidade de assessoria jurídica para executar processos de compras de formas diferentes, o que não é exatamente assim. Os critérios de compras sustentáveis não são sempre tão complicados quanto pode parecer, e este é um caminho possível não só na UFSCar, como em outras instituições”, explica Assandre. Ele destaca que a convivência com estudantes oriundos de diferentes instituições e com experiências distintas foi fundamental para compreender o contexto da administração pública, permitindo a troca de conhecimentos.

Envelhecimento

Giovana de Oliveira Padula é graduada em Gerontologia pela UFSCar e ingressou no mestrado profissional pela categoria “público geral”, com o objetivo de compreender como a administração pública lida com o envelhecimento de seus funcionários. Padula analisou a produção científica sobre o tema e constatou que pouco se fala sobre o tema. Para ela, a experiência com o mestrado complementou a sua formação, possibilitando pensar a Gerontologia em um contexto mais amplo. “Fiz parte da primeira turma do curso de Gerontologia da UFSCar e também da primeira turma do mestrado profissional, então tive experiências bastante interessantes de acompanhar a consolidação dessas áreas na Universidade e poder fazer uma interface entre as duas. Foi uma surpresa encontrar tão poucos resultados analisando grupos de pesquisa e revistas científicas que poderiam abordar o envelhecimento na gestão pública, e tornou-se claro para mim que precisamos fortalecer nossa produção de conhecimento sobre o tema”, afirma. Continue reading

Comentários desativados em Primeiras defesas do Mestrado Profissional em Gestão de Organizações e Sistemas Públicos apresentam pesquisas e intervenções na administração pública

Filed under Gestão de pessoas, Pós-graduação

UFSCar cria primeiro Departamento de Gerontologia do Brasil

Na última sexta-feira (13/4), o Conselho Universitário (ConsUni) da UFSCar aprovou a criação do Departamento de Gerontologia, no Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Foi aprovada também a criação do Departamento de Ciências Ambientais, vinculado ao mesmo Centro.
O Departamento de Gerontologia será o primeiro departamento acadêmico dedicado especificamente a essa área do conhecimento implantado em universidades brasileiras. Sua criação é decorrente da implantação, em 2009, do curso de graduação em Gerontologia, no âmbito do Reuni. A atual coordenadora do curso e uma das principais responsáveis por sua criação, Sofia Cristina Iost Pavarini, relata que a preocupação da UFSCar com questões ligadas ao envelhecimento da população está presente desde a década de 1980, quando a Universidade, de forma pioneira no País, criou a primeira disciplina obrigatória relacionada à saúde dos idosos. “Naquele momento, ainda não se falava em envelhecimento populacional. Hoje, a população brasileira envelhece em ritmo acelerado e precisamos de ações específicas para essa faixa etária, bem como pensar nas consequências desse envelhecimento. A criação do curso de graduação em Gerontologia já foi uma ação ousada da Universidade, que contou com a experiência dos docentes do curso de Enfermagem. Sinto um imenso orgulho com a criação do Departamento de Gerontologia, o primeiro dentro de uma universidade brasileira, e fico feliz que o ConsUni tenha sido sensível a essa questão. Hoje foi plantada uma semente de crescimento muito significativa para o futuro da UFSCar e do Brasil”, celebra a professora. Continue reading

Comentários desativados em UFSCar cria primeiro Departamento de Gerontologia do Brasil

Filed under Gestão