Tag Archives: Campus Sorocaba

Reitora da UFSCar e Prefeito de Sorocaba assinam a escritura definitiva do Campus

A escritura definitiva do Campus Sorocaba da UFSCar foi assinada na Prefeitura Municipal. Fotos: Stela Martins (AECR/UFSCar)

Em reunião na Prefeitura Municipal de Sorocaba nesta terça-feira, dia 13 de março, a Reitora da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Wanda Hoffmann, e o Prefeito de Sorocaba, José Crespo, assinaram a escritura pública de doação da área onde está instalado o Campus Sorocaba da UFSCar.Em reunião na Prefeitura Municipal de Sorocaba nesta terça-feira, dia 13 de março, a Reitora da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Wanda Hoffmann, e o Prefeito de Sorocaba, José Crespo, assinaram a escritura pública de doação da área onde está instalado o Campus Sorocaba da UFSCar.
O Campus Sorocaba da UFSCar foi implantando em 2006, em terreno hoje avaliado em R$ 52 milhões, e que agora foi formalmente doado pela Prefeitura Municipal à Universidade. “A UFSCar já é há muitos anos uma das universidades mais renomadas do Brasil com projeção internacional. E o nosso Campus Sorocaba também se projeta com cursos muito bons. Para mim é um privilégio receber a Reitora e a equipe dirigente da UFSCar em Sorocaba, para doar a área do Campus que já está consolidado”, afirmou Crespo. Instalado em uma área de 70 hectares de extensão às margens da Rodovia João Leme dos Santos (SP-264), o Campus Sorocaba da UFSCar já dispõe de 48 mil m² de aŕea construída, com três centros acadêmicos – Centro de Ciências e Tecnologias para a Sustentabilidade (CCTS), Centro de Ciências Humanas e Biológicas (CCHB) e Centro de Ciências em Gestão e Tecnologia (CCGT), dois edifícios de aulas teóricas, 44 laboratórios, três auditórios, biblioteca, restaurante universitário, lanchonete, ambulatório, quadra esportiva e pista de atletismo.  Na reunião para assinatura da escritura, o Prefeito José Crespo estava acompanhado do Secretário de Comunicação e Eventos, Eloy de Oliveira; do Presidente do Parque Tecnológico de Sorocaba, Roberto Freitas; e, representando o Secretário de Gabinete Central, Eric Vieira, a Diretora Liliana Aparecida dos Santos de Jesus. Também estiveram presentes representantes do Cartório de Registo de Imóveis. Com a Reitora Wanda Hoffmann estavam a Diretora do Campus Sorocaba, Ana Lucia Brandl; o Prefeito Universitário do Campus Sorocaba, Rogério José Hoffart Mello Ribeiro; o Assessor Multicampi de Gestão de Pessoas, Antonio Augusto Soares; e o Pró-Reitor Adjunto de Administração, Aparecido Junior de Menezes.  “Para nós, é uma honra muito grande estarmos instalados em Sorocaba. Vamos continuar desenvolvendo o Campus, empreendendo todos os esforços para termos uma Universidade de qualidade, que leve novos conhecimentos para a sociedade, ajudando a transformar o território de Sorocaba e região. Ou seja, a intenção é sempre fortalecermos a nossa missão de universidade pública e gratuita: formar pessoas, gerar conhecimento e ser parceira da sociedade que nos mantêm”, disse Hoffmann, durante a assinatura da escritura.

 

Leave a Comment

Filed under Assuntos Comunitários e Estudantis, Espaço físico, Infraestrutura

Reitora recepciona os novos estudantes nos quatro campi da UFSCar

A Reitora Wanda Hoffmann proferiu Aula Magna em todos os campi. Foto: Stela Martins (ACER/UFSCar)

Durante essa semana, com a chegada dos novos estudantes à UFSCar, a Reitora Wanda Hoffmann ministrou Aulas Magnas nos quatro campi da Universidade apresentando a Instituição aos ingressantes de 2018.
Na segunda-feira, dia 5 de março, ela esteve no Campus Araras, recepcionando os novos alunos dos cursos de graduação em Engenharia Agronômica, Biotecnologia, Agroecologia, Física, Ciências Biológicas e Química. A Aula Magna foi realizada no auditório do Centro de Ciências Agrárias (CCA) e contou com a participação de dezenas de estudantes. No mesmo dia, a Reitora também realizou Aula Magna no Campus São Carlos, no Teatro Universitário Florestan Fernandes e, a exemplo do que já havia feito em Araras, explicou o funcionamento da Universidade e apresentou um panorama com as principais atividades de ensino, pesquisa e extensão desenvolvidas na UFSCar. A Aula Magna em São Carlos foi encerrada com a apresentação da Bateria UFSCar.
Já na terça-feira, dia 6 de março, Hoffmann esteve no Campus Lagoa do Sino, onde se encontrou com uma parte significativa dos ingressantes de 2018, nos cursos de Engenharia Agronômica, Engenharia Ambiental, Engenharia de Alimentos, Biologia da Conservação e Administração oferecidos no Campus. Em seguida, no dia 7 de março, ela visitou o Campus Sorocaba dando as boas-vindas aos novos alunos dos 14 cursos de graduação distribuídos nos Centros de Ciências e Tecnologias para a Sustentabilidade (CCTS), de Ciências Humanas e Biológicas (CCHB) e de Ciências em Gestão e Tecnologia (CCGT). Ainda no dia 7, a Reitora participou do início da Gincana organizada pela Associação Atlética Acadêmica UFSCar, no Ginásio de Esportes do Campus São Carlos.
“Essa é uma época muito importante na comunidade UFSCar. Para o aluno que chega à Universidade e está começando uma nova etapa em sua vida, tomando contato com novas formas de aprender e de atuar. E para nós, gestores, porque recebemos esses jovens, com acolhimento adequado e compartilhando todas as informações necessárias para que ele aproveite ao máximo o período que passará aqui na UFSCar. Estando na Universidade, o estudante tem a oportunidade de melhorar não apenas a sua vida, mas também a da sua família, da comunidade de onde ele vem e do Brasil”, afirma Hoffmann.

 

 

Leave a Comment

Filed under Eventos, Graduação

UFSCar implantará projetos de eficiência energética em seus campi

Na UFSCar Sorocaba serão trocadas 7.433 lâmpadas nas áreas externa e interna. Foto: Banco de Imagens UFSCar.

A Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) teve aprovados projetos de eficiência energética em três dos seus quatro campi, para implantação já em 2018. As chamadas públicas das quais a Instituição participou e saiu vitoriosa fazem parte do Programa de Eficiência Energética da CPFL e da Elektro, concessionárias de energia elétrica que atendem as cidades de São Carlos, Araras e Sorocaba, onde a UFSCar tem campus.
O Programa de Eficiência Energética é regido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Anaeel) com o objetivo de promover o uso eficiente da energia elétrica em todos os setores da economia. Para isso, a Anaeel determina que as concessionárias de energia elétrica realizem chamadas públicas de projetos que demonstrem a importância e a viabilidade econômica de melhoria da eficiência energética de equipamentos, processos e usos finais de energia com o desenvolvimento de novas tecnologias e práticas e usos racionais da energia elétrica. As chamadas públicas de projetos abrangem os segmentos industrial, residencial (condomínios), comercial, iluminação pública e rural, poder público e serviço público disponibilizando recursos financeiros para essas classes de clientes.
“O nosso primeiro projeto aprovado foi o do Campus Araras pela concessionária Elektro, cuja chamada pública foi iniciada no primeiro semestre de 2017. No segundo semestre do ano passado, foram aprovados os projetos dos campi Sorocaba e São Carlos, pelas concessionárias CPFL Piratininga e CPFL Paulista, respectivamente. Juntos, os recursos para implantação dos projetos de eficiência energética nos três campi somam R$ 3.868.148,74”, conta o Vice-Reitor da UFSCar, Walter Libardi, coordenador da participação da Universidade nas chamadas públicas. Também foi apresentado um projeto de eficiência energética para o Campus Lagoa do Sino que não foi selecionado pela Elektro.
Os projetos preveem a troca das lâmpadas usadas atualmente pelas de LED. No Campus Araras a troca será feita nas áreas internas e externas, num total de 5.547 lâmpadas. Em Sorocaba, ao todo serão trocadas 7.433 lâmpadas, nos ambientes externo e interno. E no Campus São Carlos serão substituídas 2.454 lâmpadas da área externa. Essas propostas foram feitas de forma a atender os limites de recursos determinados pelo regimento das chamadas públicas. Também serão implantadas usinas de energia fotovoltaicas nos três campi com geração própria estimada em 134,44 MWh/ano, ao todo.
“O projeto também prevê o descarte adequado das lâmpadas retiradas, de acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos [Lei n° 12.305, de 02 de agosto de 2010],  do Conselho Nacional do Meio Ambiente, com a separação dos componentes como o alumínio, plástico, vidro, pó fosfórico e o mercúrio, que será extraído e recuperado evitando a contaminação do meio ambiente”, explica o Vice-Reitor. Além das lâmpadas, serão descartados adequadamente todos os reatores retirados. Para tanto,  a Universidade disponibilizará um espaço coberto e arejado para a instalação temporária de todo o equipamento de descontaminação das lâmpadas, com a proteção adequada das pessoas que vão trabalhar nesse processo.
“Esses projetos aceitos vêm ao encontro das nossas necessidades de melhorar a eficiência na utilização de recursos e de buscar soluções com sustentabilidade, principalmente, na área energética. Além disso, eles também possibilitam a redução dos custos das nossas despesas com energia”, conclui a Reitora da UFSCar, Wanda Hoffmann.

Assessoria de Comunicação da Reitoria da UFSCar

Leave a Comment

Filed under Espaço físico, Gestão, Infraestrutura

Reitora participa de evento internacional na área de Materiais

Mesa de abertura do evento. Foto: Divulgação.

Mesa de abertura do evento. Foto: Divulgação.

Na última segunda-feira, dia 14 de agosto, a Reitora da UFSCar, Wanda Hoffmann, participou da abertura do II Workshop Internacional em Nanocelulose e seus compósitos, realizado no Campus Sorocaba da Universidade entre 14 e 15/8. O evento, que reuniu especialistas brasileiros e estrangeiros, apontou as direções futuras nesse campo de estudo da Ciência e da Engenharia de Materiais.

Além disso, os pesquisadores abordaram os tópicos mais importantes relacionados ao tema dos compósitos da nanocelulose e discutiram possibilidades e desafios de aplicações com estudantes de graduação, pós-graduação e profissionais da área.

“A aplicação da nanocelulose e de seus compósitos vai desde sua utilização como reforço em embalagens, conhecido como nanocompósitos, até sistemas eletrônicos”, exemplifica o professor Aparecido Júnior de Menezes, Pró-Reitor Adjunto de Administração da UFSCar e um dos organizadores do evento. Entre os temas das palestras estiveram também a nanocelulose a partir de resíduos de plantas fibrosas, monitoramento de nanocelulose, aplicações fotônicas da biocelulose, entre outros.

Para a Reitora, é sempre uma satisfação para a Universidade receber especialistas internacionais de diferentes áreas do conhecimento que colaboram com a formação dos estudantes. Ela também frisou o papel relevante da UFSCar nas pesquisas em Ciência e Engenharia de Materiais, tendo em vista que muitos estudos realizados na Instituição ganham destaque em periódicos científicos internacionais.

Na ocasião, acompanharam a Reitora, o Pró-Reitor de Pesquisa, João Batista Fernandes, e a Pró-Reitora de Pós-Graduação, Audrey Borghi e Silva. O workshop foi organizado pela UFSCar, por meio do Departamento de Engenharia de Materiais (DEMa) e seus programas de pós-graduação em Ciência e Engenharia de Materiais (PPGCEM) e Ciência dos Materiais (PPGCM-So), com a parceria da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) Midas, Universidade Estadual Paulista (Unesp), Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel (ABTCP) e Grenoble INP Pagora.

Leave a Comment

Filed under Eventos

Programa de Pós-Graduação em Educação do Campus Sorocaba adota reserva de vagas para negros e indígenas

O Programa de Pós-Graduação em Educação do Campus Sorocaba da UFSCar (PPGEd-So) adotou, no processo seletivo de candidatos a ingressar no curso de mestrado em 2017, política de reserva de vagas por critérios étnico-raciais para negros (pretos e pardos) e indígenas. O Programa é o primeiro da Universidade a adotar política de ações afirmativas dessa natureza, em um contexto em que a Instituição como um todo está debatendo as ações afirmativas na pós-graduação.

O PPGEd-So possui três linhas de pesquisa: “Formação de Professores e Práticas Educativas”, “Educação, Comunidade e Movimentos Sociais” e “Teorias e Fundamentos da Educação”. Das 30 vagas que serão disponibilizadas para 2017, 8 serão reservadas para negros (2 na primeira linha e 3 em cada uma das outras) e 3 para indígenas (uma em cada linha de pesquisa). As inscrições podem ser realizadas de 8 a 23 de setembro, segundo procedimentos e critérios disponíveis no edital publicado na página do Programa.

Dentre as referências legais que fundamentam o sistema de reserva de vagas pelo critério étnico-racial – juntamente com as discussões institucionais em curso na UFSCar – estão o Estatuto da Igualdade Racial (Lei nº 12.288, de 20 de julho de 2010), a chamada “Lei de Cotas” (Lei nº 12.711, de 29 de agosto de 2012) e a Portaria Normativa nº 13 do Ministério da Educação, de 11 de maio de 2016, que dispõe sobre a indução de ações afirmativas na pós-graduação.

Comentários desativados em Programa de Pós-Graduação em Educação do Campus Sorocaba adota reserva de vagas para negros e indígenas

Filed under Equidade, Pós-graduação