Tag Archives: Apoio à permanência

Assistência estudantil: Pró-Reitores e estudantes realizam reunião de seguimento das providências relacionadas a novas ações na área

Na última terça-feira (26/4), representantes da Administração Superior da UFSCar realizaram reunião com representantes de estudantes que são bolsistas do Programa de Assistência Estudantil, com o objetivo de garantir o acompanhamento das providências em andamento relacionadas aos acordos firmados durante a ocupação da Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis (ProACE) e da Reitoria. Participaram, pela Administração, a Pró-Reitora de Assuntos Comunitários e Estudantis em exercício, Maria Aparecida Mello, a Pró-Reitora de Graduação, Claudia Reyes, e o Pró-Reitor de Gestão de Pessoas Mauro Rocha Côrtes.

Na reunião, foi acordado um cronograma de encontros permanentes, a cada 10 dias, para que seja dada continuidade ao diálogo e ao processo de construção de soluções conjuntas iniciados durante as negociações. Também foi destacado o papel da representação dos estudantes na construção de estratégias que permitam a participação efetiva do conjunto de bolsistas nas discussões sobre demandas, necessidades e soluções a serem adotadas, para que possam ser firmados compromissos que contemplem todos esses aspectos e possam ser mantidos ao longo do tempo.

O principal ponto de pauta foi a implantação do auxílio alimentação emergencial. O grupo de representantes da Administração detalhou as diferentes etapas envolvidas, estimativas de prazos e responsabilidades. Neste momento, está sendo feita a coleta, por meio de formulário eletrônico, dos dados bancários de estudantes que já são bolsistas alimentação. Essa etapa vai até amanhã (29/4), e é essencial que o prazo seja cumprido, de modo que outras etapas não sofram atrasos. Para que o processo não seja interrompido frente a eventualidades que impeçam algumas pessoas de realizar o cadastro, quem não fizer o preenchimento até sexta receberá a bolsa posteriormente, retroativa ao primeiro mês de pagamento, que é o próximo mês de maio. Estudantes que estejam com dificuldades para abrir conta bancária – por exemplo, por serem menores de idade – devem procurar a Seção de Moradias da ProACE para orientações.

Paralelamente à coleta dos dados, é necessária a verificação das informações apresentadas. A ProACE já está realizando a verificação em relação ao vínculo de quem preencheu o formulário ao Programa de Assistência Estudantil – ou seja, em relação a serem ou não bolsistas alimentação – e, também, em relação a casos de preenchimento duplicado do formulário. A Secretaria Geral de Informática (Sin) está colaborando nessa etapa para compatibilização entre os dados informados e aqueles cadastrados no Sistema Integrado de Gestão Acadêmica (SIGA), com o objetivo de obter a maior precisão possível, já que, como informado na reunião, um dos principais problemas enfrentados no momento de pagamento de bolsas é a informação de dados incorretos por algumas pessoas, o que atrasa esse pagamento. Essa etapa de verificação está prevista para acontecer até o dia 3 de maio.

Depois, a Pró-Reitoria de Administração (ProAd) ficará responsável pelo cadastramento dos dados no Siafi (Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal), condição para a realização dos pagamentos. A previsão é que isto seja realizado de 4 a 6 de maio e que, até o dia 13, o Governo Federal tenha processado a liberação de recursos financeiros para o pagamento, que, considerando prazos bancários, deve acontecer até, no máximo, o dia 17 de maio. As bolsas já existentes – como, por exemplo, a Bolsa Moradia em Espécie – serão pagas normalmente no início do mês e, em junho, também o auxílio emergencial já estará na rotina de pagamentos, ou seja, será creditado no início do mês.

“Trabalhamos com prazos máximos, para não gerar falsas expectativas, mas há a possibilidade de que o pagamento seja feito antes, caso, por exemplo, consigamos todos os dados antes de sexta-feira. Assim, é fundamental o auxílio de estudantes para que as informações sobre os procedimentos sejam disseminadas”, destaca Mello. “Consideramos fundamental a compreensão do funcionamento da Administração, de nossas possibilidades e dificuldades, como também a compreensão e a valorização dos esforços empreendidos pelo grupo de profissionais que trabalha na implementação das decisões tomadas. Entendemos que isto faz parte da formação para a participação nesses processos de debate e tomada de decisões. Vemos como um dos nossos principais desafios encontrar, a partir do diálogo iniciado durante a ocupação, as maneiras de garantir a continuidade desse diálogo e, também, superarmos tensões e conflitos que eventualmente tenham existido anteriormente, ou que tenham surgido durante o movimento. Isto é fundamental para o sucesso das ações já acordadas e, muito mais do que isso, das políticas de apoio à permanência como um todo”, complementa Côrtes.

Comentários desativados em Assistência estudantil: Pró-Reitores e estudantes realizam reunião de seguimento das providências relacionadas a novas ações na área

Filed under Assuntos Comunitários e Estudantis, Gestão

Andifes: Dirigentes de universidades federais debatem causas da evasão e da retenção de alunos e formas de ocupar vagas remanescentes

A Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) promoveu no dia 16 de março o seminário “Eficiência e qualidade na ocupação das vagas discentes nas universidades federais”. O Reitor da UFSCar, Targino de Araújo Filho, acompanhou o evento, que contou com a participação do Secretário de Educação Superior do Ministério da Educação, Jesualdo Farias, e de representantes do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (INEP) e de fóruns e colégios de pró-reitores vinculados à Andifes, além dos reitores das universidades que compõem a Associação. Continue reading

Comentários desativados em Andifes: Dirigentes de universidades federais debatem causas da evasão e da retenção de alunos e formas de ocupar vagas remanescentes

Filed under Graduação, Políticas de Educação e CTI

UFSCar assina termo de adesão a programa de Bolsa Permanência do MEC mas, junto com outras universidades, questiona critérios de concessão

O Ministério da Educação lançou, no início deste mês de maio, o Programa de Bolsa Permanência, destinado a estudantes de graduação em situação de vulnerabilidade socioeconômica, bem como a estudantes indígenas e quilombolas. Os estudantes que comprovarem renda familiar per capita não superior a 1,5 salários mínimos poderão receber o benefício no valor de R$ 400 mensais, que poderá ser acumulado a outras bolsas auxílio (alimentação, moradia, transporte etc.) ou acadêmicas (iniciação científica, extensão etc.), desde que o valor total não ultrapasse 1,5 salários mínimos. Porém, outro critério para participação no Programa é que o estudante esteja matriculado em curso cuja média diária da carga horária total seja de no mínimo 5 horas, o que, no caso da UFSCar, atinge apenas alunos dos cursos de Medicina (9.620 horas em 12 semestres), Terapia Ocupacional (4.300 horas em 8 semestres) e Fisioterapia (4.020 horas em 8 semestres), de acordo com informações da Pró-Reitoria de Graduação. No caso dos estudantes indígenas e quilombolas, não valem os critérios relativos à renda familiar e à carga horária do curso; o valor da bolsa, nesses casos, também é diferente, estipulado em R$ 900.
O Fórum Nacional de Pró-Reitores de Assuntos Comunitários e Estudantis (Fonaprace) – a partir de reunião realizada nos dias 15, 16 e 17 de maio, com a participação do Pró-Reitor da UFSCar, Geraldo Costa Dias Júnior – manifestou-se pela necessidade de retificação da portaria que cria o Programa, por considerar que há quebra da equidade pelo estabelecimento da carga horária como critério de seleção, “excluindo a quase totalidade dos alunos dos cursos de graduação em situação de vulnerabilidade socioeconômica”. A manifestação foi encaminhada ao Ministério da Educação, por meio de ofício em que o Fórum reconhece os esforços do Governo Federal para democratização do acesso e da permanência na Educação Superior e, concomitantemente, questiona este e outros pontos do Programa de Bolsa Permanência, colocando-se à disposição para participar de sua discussão e revisão.
Na expectativa de que essa manifestação seja acolhida pelo Ministério, a UFSCar, paralelamente, está tomando as providências para viabilizar a participação de seus estudantes no Programa. O Termo de Adesão assinado já foi encaminhado ao MEC e, nos próximos dias, serão divulgadas as instruções para cadastro dos alunos da Universidade. Mais informações também podem ser obtidas no site do Programa, em http://permanencia.mec.gov.br.

Comentários desativados em UFSCar assina termo de adesão a programa de Bolsa Permanência do MEC mas, junto com outras universidades, questiona critérios de concessão

Filed under Permanência