Série “EaD na UFSCar”: Permanente avaliação das diferentes etapas, aspectos e atores dos processos de ensino garante qualidade na formação oferecida

A qualidade dos cursos de graduação oferecidos na modalidade a distância pela UFSCar é acompanhada permanentemente por meio da avaliação das diferentes etapas, aspectos e atores dos processos de ensino e aprendizagem. Esse trabalho – sob responsabilidade da Coordenadoria de Processos de Ensino-Aprendizagem (CoPEA) da Secretaria Geral de Educação a Distância (SEaD) – envolve os planos de ensino; as estratégias metodológicas adotadas para o desenvolvimento dos conteúdos; as atividades dos docentes, tutores virtuais e designers das salas de aula virtuais; e os materiais didáticos, além de avaliações junto aos estudantes sobre sua participação e sobre o desenvolvimento das disciplinas.
Um dos principais instrumentos utilizados no trabalho de avaliação dos processos educativos em EaD é o “Roteiro Avaliativo de Disciplinas”. Sua aplicação tem como objetivo obter elementos para a melhoria contínua das disciplinas ofertadas na modalidade a distância, a partir da avaliação, com base na percepção do estudante, do material didático, da adequação da proposta pedagógica e da atuação de docentes e tutores virtuais. Avalia-se, nesse processo, se o material didático proporcionou ao estudante a aprendizagem do conteúdo para o qual foi pensado e desenvolvido e se as atividades, tempos, critérios de avaliação e estratégias metodológicas estão adequadas ao Ambiente Virtual de Aprendizagem, ao perfil do ingressante e ao projeto pedagógico do curso. Em suma, busca-se responder em que medida a proposta executada foi bem sucedida, segundo a percepção do próprio aluno. Também por meio do “Roteiro Avaliativo de Disciplinas” é possível avaliar a atuação do tutor em relação ao tempo de resposta às dúvidas, sua postura incentivadora, o feedback oferecido aos alunos e o seu conhecimento a respeito dos conteúdos específicos das disciplinas. Assim como os tutores, os docentes são avaliados pelos estudantes nos aspectos interacionais, ou seja, verifica-se em que medida o professor apresentou feedback adequado e manteve boas interações com a turma, durante a oferta da disciplina.
Como o “Roteiro Avaliativo de Disciplinas” é executado sempre ao final de cada oferta, há também a preocupação de realizar uma outra avaliação, ainda com a disciplina em andamento, para que possam ser feitas correções imediatas no processo educativo que está sendo desenvolvido. Assim, na terceira semana da disciplina, é aplicado um questionário que visa obter as opiniões dos estudantes sobre as interações realizadas pelo tutor virtual e se elas aconteceram atendendo aos parâmetros de tempos de resposta e aos padrões de bom comportamento para o uso da Internet (“netiqueta”). Busca-se verificar também se o acompanhamento contínuo ao estudante foi suficiente para a realização das atividades propostas. Caso sejam identificados problemas, é possível rever a atuação dos tutores e as estratégias de ensino e aprendizagem no sentido de garantir elevada qualidade na formação oferecida.
Durante a oferta da disciplina, a CoPEA procura também obter elementos para subsidiar seu replanejamento no futuro. Esse acompanhamento pedagógico verifica o desempenho de professores, tutores virtuais e estudantes por meio da observação de algumas ferramentas do Ambiente Virtual de Aprendizagem, como o “Fórum de Dúvidas”; o fórum “Fale com o Professor”; a ferramenta “Notas” – para verificar a evolução dos estudantes ao longo do desenvolvimento de uma unidade de aprendizagem e eventuais discrepâncias de notas atribuídas nas atividades –; e o feedback.
Em paralelo a todo esse trabalho avaliativo, a equipe de Planejamento Pedagógico da CoPEA atua no acompanhamento das disciplinas por meio de um checklist pedagógico, um instrumento cujo objetivo é auxiliar o professor na organização das unidades de aprendizagem que compõem as disciplinas e as respectivas atividades. Esse checklist – que, de maneira simplificada, pode ser descrito como uma lista que contempla todos os elementos para o bom funcionamento de uma disciplina – torna mais fácil ao professor checar se todas as ferramentas de ensino estão à sua disposição e à disposição dos alunos. Por exemplo, o docente confere se há materiais em pelo menos três mídias diferentes, se há um cronograma geral com todas as atividades a serem desenvolvidas, se há bibliografia etc. O checklist segue os Referenciais Mínimos de Qualidade sugeridos pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).
Outra preocupação das equipes de Processos Avaliativos e de Planejamento Pedagógico é com o mapeamento do perfil do aluno ingressante. Assim, procura-se levantar os dados socioeconômicos (formação escolar, trabalho profissional, dedicação aos estudos etc.) dos ingressantes dos cursos de graduação, com o objetivo de oferecer um apoio eficaz no sentido de garantir a permanência do aluno ao longo de todo o curso. Esse questionário é aplicado no dia da aula inaugural nos polos de apoio presencial. Além disso, Priscila Cristina Fiocco Bianchi, Supervisora de Avaliação, conta que recentemente foi lançado um questionário de acompanhamento dos egressos, para verificar como tem ocorrido a inserção no mercado de trabalho dos estudantes formados pela UFSCar nos cursos oferecidos na modalidade a distância.

Comentários desativados em Série “EaD na UFSCar”: Permanente avaliação das diferentes etapas, aspectos e atores dos processos de ensino garante qualidade na formação oferecida

Filed under Educação a distância

Comments are closed.