Série “EaD na UFSCar”: Materiais didáticos em diferentes plataformas, produzidos integralmente dentro da Universidade, contribuem para o sucesso dos processos de ensino-aprendizagem

Apostando em inovação e para garantir processos de ensino-aprendizagem diferenciados e criativos nos cursos oferecidos na modalidade a distância, a UFSCar, por meio da sua Secretaria Geral de Educação a Distância (SEaD), trabalha na produção de ferramentas educacionais e materiais didáticos próprios utilizando diferentes mídias e tecnologias. Este é mais um dos motivos do sucesso da EaD da UFSCar.

Materiais didáticos impressos e audiovisuais produzidos para os cinco cursos de graduação da UFSCar oferecidos na modalidade a distância

Todo o trabalho de criação dos materiais didáticos em EaD é gerenciado pela Coordenadoria de Inovações em Tecnologias na Educação (CITE) da SEaD, sob responsabilidade da professora Joice Otsuka. A CITE é composta por diferentes equipes que cuidam desde a concepção até a confecção e entrega dos materiais aos alunos, tudo acompanhado pelos professores que conduzirão as disciplinas e por pedagogos especializados.
Nesta quarta reportagem da série “EaD na UFSCar”, o leitor poderá conhecer os processos de elaboração de materiais audiovisuais e impressos e, na próxima semana, apresentaremos os detalhes do trabalho relacionado à manutenção do Ambiente Virtual de Aprendizagem (Moodle), à realização das webconferências e ao desenvolvimento de novas tecnologias para a educação a distância.

Materiais audiovisuais
No conjunto de materiais audiovisuais produzidos pela CITE estão vídeos de apresentação de cada disciplina; videoaulas utilizando diferentes metodologias e recursos, como slides, lousa interativa digital, entrevistas etc.; animações didáticas em 2D e 3D; jogos educativos; e-books; podcasts e audiolivros. Apenas em 2011, por exemplo, a equipe de material audiovisual da SEaD desenvolveu mais de 700 produtos para os cinco cursos de graduação oferecidos na modalidade a distância pela UFSCar.
O processo de elaboração de todas essas ferramentas leva, em média, seis meses e começa ainda no momento de planejamento da disciplina, quando o professor prevê quais tipos de recursos serão mais adequados e eficientes diante das especificidades dos conteúdos que deverão ser trabalhados com os alunos. Definido o que será feito, a maioria dos materiais audiovisuais segue o mesmo ciclo produtivo: preparação – momento de elaboração e decupagem dos roteiros e checagem dos equipamentos; produção, quando são realizadas as gravações de som e imagem, produzidas as animações e os jogos; e pós-produção, quando o material é editado, finalizado e exportado para os seus devidos fins, seja no Ambiente Virtual de Aprendizagem (Moodle) ou em DVDs que, aliás, já estão sendo publicados pela editora da UFSCar (EdUFSCar).
A supervisora da equipe de audiovisual, Mariana Derigi Ambrózio, tem a visão do conjunto e coordena o trabalho dos produtores, diretores de vídeo, editores, animadores, ilustradores e assistentes de estúdio, num total de 17 colaboradores. Já o professor participa de três momentos-chave: definição dos materiais, desenvolvimento dos conteúdos e revisão. Mariana Ambrózio afirma que a maior preocupação da equipe é que o material audiovisual seja pensado e utilizado como um recurso a mais, com potencialidades próprias. Ou seja, não basta, por exemplo, que uma aula presencial seja filmada e transposta para o ambiente virtual: o objetivo é trabalhar a linguagem audiovisual para utilizá-la em todo seu potencial, com recursos interativos, ludicidade, criatividade, tempo de duração adequado e precisão de informações.
Nesse sentido, a SEaD também criou, em 2012, o Laboratório de Objetos de Aprendizagem (LOA), um laboratório interdisciplinar de apoio ao desenvolvimento de objetos de aprendizagem interativos. O LOA está sendo implantado no escopo do Programa de Extensão Universitária (ProExt 2011), do Ministério da Educação, e tem como objetivo produzir objetos didático-pedagógicos de natureza audiovisual, interativos e narrativos, a partir de tecnologias de software livre, bem como pensar estratégias para utilização de animações e jogos nos processos de ensino-aprendizagem.

Materiais impressos
Atualmente, a SEaD produz quatro coleções impressas: Coleção UAB-UFSCar, Coleção Especialização, Coleção Formação Continuada e uma coleção de textos e artigos científicos voltada para a pesquisa em EaD.
A Coleção UAB-UFSCar, direcionada aos alunos de graduação a distância, começou a ser produzida em 2007 e, desde 2009, tem seus livros publicados pela EdUFSCar. Em um total de 200 títulos, 70 são indexados, ou seja, já foram publicados pela editora universitária, o que resulta em uma média de quase dois títulos por mês desde o início das publicações pela EdUFSCar.
A produção de um livro da Coleção UAB-UFSCar também começa seis meses antes da oferta da disciplina, com o encontro entre o professor e o supervisor da equipe de material impresso, Douglas Pino, quando são definidas as características do produto e é estabelecido um cronograma de trabalho. A partir de então, o professor tem três meses para desenvolver o conteúdo e entregar os originais para uma primeira revisão. Depois, o material é diagramado e passa por uma segunda revisão. Essa versão final segue para impressão no Departamento de Produção Gráfica da própria UFSCar e, pronta, é encaminhada aos estudantes nos Polos de Apoio Presencial. Garantida a entrega no prazo, continua o processo para a indexação das obras e publicação pela EdUFSCar.
Hoje, a equipe de material impresso conta com 19 colaboradores, entre revisores, diagramadores, ilustradores, audiodescritores e técnicos responsáveis pela impressão, que primam pela qualidade textual, linguística e gráfica das obras, além de uma preocupação especial com a originalidade do conteúdo (textos e imagens). Douglas Pino destaca que, atualmente, os autores são os próprios docentes responsáveis pelas disciplinas e que um diferencial da Coleção UAB-UFSCar é a sua diversidade de temas, considerando que são produzidos livros para todas as disciplinas dos cinco cursos de graduação a distância.
A qualidade da Coleção UAB-UFSCar já é tão reconhecida que alunos dos cursos presenciais da Instituição procuram pelos livros na EdUFSCar para realizarem seus estudos e há o interesse de universidades públicas e privadas de diferentes regiões do País em adotar o material de EaD produzido pela UFSCar.

Acesso livre
É importante destacar que o processo de realização de todos os materiais didáticos, desde a concepção até a finalização e distribuição aos estudantes, acontece dentro da UFSCar, por servidores e colaboradores da Universidade, em um trabalho pioneiro no País. Vale lembrar também que o conjunto de materiais é oferecido gratuitamente aos estudantes dos cursos de graduação a distância da Universidade. Além disso, as ferramentas educacionais e recursos produzidos estão sendo disponibilizados no Repositório Digital da SEaD – Livre Saber (LiSa) –, um portal de acesso livre que visa a organização, o compartilhamento, a preservação e a divulgação da produção de conhecimento realizada na UFSCar. Para atestar a qualidade do material, está sendo implantado um processo de avaliação dos conteúdos por pareceristas, antes de sua disponibilização no LiSa.

Comentários desativados em Série “EaD na UFSCar”: Materiais didáticos em diferentes plataformas, produzidos integralmente dentro da Universidade, contribuem para o sucesso dos processos de ensino-aprendizagem

Filed under Educação a distância

Comments are closed.