Série “EaD na UFSCar”: Atuação na educação a distância envolve esforços de formação inicial e continuada de docentes, tutores, coordenadores de polos e equipes de apoio

No oferecimento de educação a distância de qualidade, um dos principais focos da UFSCar é a formação de recursos humanos aptos a atuarem de modo inovador e eficiente na modalidade. Esses processos de formação – de professores, tutores, coordenadores de polos de apoio presencial e equipes técnicas e pedagógicas – são o tema desta terceira reportagem sobre o “jeito UFSCar” de concretizar a EaD.
A Coordenadoria de Desenvolvimento e Aperfeiçoamento Profissional (CoDAP) da Secretaria Geral de Educação a Distância (SEaD) é a responsável, na Universidade, pelo oferecimento de cursos por meio dos quais todos os envolvidos com a educação a distância são capacitados para exercerem adequadamente suas funções dentro dos processos de ensino-aprendizagem nessa modalidade.
O curso de formação docente para a modalidade a distância fundamenta-se, desde 2010, numa concepção que estimula o trabalho colaborativo do professor, em uma perspectiva de docência compartilhada. O objetivo final do curso é contribuir para a construção de uma nova identidade docente, a partir de uma (re)construção da base de conhecimentos em EaD que subsidie uma prática autônoma e comprometida com a qualidade do processo de ensino-aprendizagem na modalidade. A formação oferece oportunidades de conhecer os recursos pedagógicos e ferramentas do ambiente virtual de aprendizagem utilizado pela UFSCar – o Moodle – e discute as linguagens adequadas a novas formas de ensinar, privilegiando a interação entre os diversos atores do processo de ensino-aprendizagem. O professor que realiza o curso passa a entender e estará apto a ter participação efetiva na preparação das disciplinas (conteúdo e forma) e dos cursos a distância, juntamente com seu grupo de tutores e sempre com o apoio de equipes multidisciplinares para a elaboração dos recursos didáticos. Na perspectiva teórico-metodológica adotada pela equipe de formação em EaD da SEaD, predomina o paradigma do professor crítico – que desenvolve seu trabalho em virtude de um objetivo maior, como o desejo de transformação social – e reflexivo – que (re)pensa sua ação docente. Desde sua primeira oferta, o curso passa por análise e revisão contínuas, para atender de forma cada vez mais efetiva as demandas formativas dos docentes da Universidade.Outro componente fundamental dos processos educativos desenvolvidos pela UFSCar na modalidade a distância são os tutores virtuais e presenciais. Assim, a SEaD também trabalha para ofertar uma formação de qualidade aos interessados em atuar como tutores de EaD, de modo que, para exercer essa função em um curso da UFSCar, o profissional tem, necessariamente, de passar pela capacitação oferecida pela própria Instituição.
No caso dos tutores virtuais, o curso oferecido busca desenvolver as habilidades necessárias para o acompanhamento efetivo dos grupos de alunos. Nesse sentido e considerando o paradigma da docência compartilhada, o tutor também é docente, tendo sempre em mente as mediações das tecnologias e a relação técnico-pedagógica de cada recurso do Moodle. Além disso, busca-se oportunizar a compreensão a respeito do perfil do estudante de EaD e, particularmente, dos estudantes dos cursos de graduação a distância da UFSCar, e de como melhor interagir com esses estudantes.
Já o tutor presencial é o interlocutor que medeia as relações no polo de apoio e que conhece o aluno presencialmente, se diferenciando assim dos tutores virtuais e do professor. Tendo em vista a sua atuação como parceiro da Universidade no acompanhamento do estudantes, o curso oferecido pela SEaD para formação dos tutores presenciais garante arcabouços teóricos e atividades reflexivas que possibilitarão uma atuação eficaz, positiva e ética em suas atividades cotidianas no polo.
Também no que se refere ao apoio presencial, a UFSCar conta com o coordenador de polo, responsável pela parte administrativa e pela gestão acadêmica dos polos. O curso de formação destinado a esse público discute sobre como gerir de forma democrática e a partir de princípios administrativos atuais os componentes físicos e humanos do polo, valorizando o trabalho e a experiência pessoal do coordenador e destacando a sua importância como parceiro da UFSCar.
Além das ofertas regulares desses quatro cursos de formação inicial, a SEaD mantém o Programa de Aperfeiçoamento e Capacitação Continuada (PACC). O PACC visa atender às necessidades formativas da comunidade UAB-UFSCar (Universidade Aberta do Brasil) e, para isso, oferece cursos de formação continuada dos diferentes perfis profissionais interessados em atuar em EaD ou no uso de recursos tecnológicos para a educação. Os cursos do PACC são de curta duração e buscam fomentar e validar novas formas de ensinar e aprender no âmbito de uma educação de qualidade, sobretudo na modalidade a distância.
Alguns dos cursos oferecidos pelo PACC são: Explorando os recursos do Moodle; Feedback: aprimoramento e reflexão sobre o papel da tutoria virtual; Linux básico; Produção e Avaliação de Hipertextos; Uso dos recursos tecnológicos para o ensino de música, dentre outros. Atualmente, está em andamento, por exemplo, o curso “Aspectos Formativos de Apoio ao Planejamento Pedagógico em EaD”, que discute a formação e a função do profissional designado Designer Instrucional (DI) e objetiva desenvolver as competências e habilidades necessárias para sua atuação em diferentes processos educacionais que necessitem do apoio técnico-pedagógico para concretização de propostas pedagógicas em ambientes virtuais de aprendizagem. Considerando todos os cursos de formação ofertados pela SEaD, só em 2011 foram 858 concluintes capacitados a trabalharem em diferentes frentes da educação a distância.

Comentários desativados em Série “EaD na UFSCar”: Atuação na educação a distância envolve esforços de formação inicial e continuada de docentes, tutores, coordenadores de polos e equipes de apoio

Filed under Educação a distância

Comments are closed.