Pós-graduação: Balanço do PAEC aponta crescimento da visibilidade da UFSCar na América Latina

A coordenação do Programa de Alianças para a Educação e Capacitação (PAEC OEA/GCUB) divulgou nos últimos dias um balanço do Programa, iniciativa conjunta da Organização de Estados Americanos (OEA) e do Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras (GCUB). Implantado em 2011, o programa de bolsas para oriundos dos 34 países membros da OEA, em especial aqueles com baixo nível de desenvolvimento humano, abrange 58 universidades brasileiras, já tendo ofertado quase duas mil vagas de pós-graduação. Na avaliação realizada pelos estudantes participantes da primeira edição do PAEC, 44% dos entrevistados classificaram o Programa como excelente e 40% como muito bom. Na avaliação do ensino, 56% avaliou como excelente, e 84% dos entrevistados indicou não haver um programa de estudos melhor ou compatível em seus países de origem, e que não poderiam ter realizado seus estudos sem a ajuda financeira da universidade de acolhimento e do subsídio da OEA. Questionados se recomendariam o Programa, 100% dos entrevistados responderam positivamente.

A UFSCar aderiu ao PAEC em 2014, quando ofertou 19 vagas, às quais mais de 100 candidatos concorreram, e 14 foram aprovados. No ano seguinte, foram ofertadas 30 vagas, com cerca de 800 candidatos e 25 aprovados de 12 países da América Latina. Para o Pró-Reitor Adjunto de Pós-Graduação da UFSCar, Guillermo Antonio Lobos Villagra, o sucesso da participação em 2014 estimulou outros programas de pós-graduação da UFSCar a ofertarem vagas, o que faz com que a Universidade avance no cenário internacional. “Quando a UFSCar decidiu aderir ao PAEC, estivemos entre as 12 instituições brasileiras que mais receberam estudantes. No ano seguinte, mais programas se interessaram em oferecer vagas, e nos tornamos a sexta que mais recebeu estudantes, na frente de instituições que participaram da iniciativa desde seu primeiro ano. A ProPG mantém o diálogo com os programas de pós-graduação incentivando-os a disponibilizar vagas para o PAEC e explicando os impactos que essa participação traz para a visibilidade dos programas e da Universidade nos países da América Latina e Caribe”, relata Villagra.

Em sua avaliação, um dos resultados desse aumento da visibilidade da UFSCar é a sua inclusão na lista de universidades contempladas pelo programa de bolsas de mestrado e doutorado do governo da República Dominicana. Os programas de pós-graduação em Engenharia Urbana (PPGEU), em Fisioterapia (PPGFt), em Genética Evolutiva e Microbiologia Molecular (PPGGEv) e em Terapia Ocupacional (PPGTO) foram selecionados, de forma que os aprovados daquele país poderão se candidatar a bolsas pagas pelo seu governo. “Atribuo essa escolha da UFSCar em grande medida à visibilidade ocasionada pelo PAEC. Estamos ao lado de 60 instituições de 14 países, como Inglaterra, Estados Unidos e França, com programas de pós-graduação que são reconhecidamente inovadores, e em áreas bastante estratégicas para o desenvolvimento. A partir do momento em que nos dispomos a receber os estudantes pela OEA, levamos o nome da UFSCar para esses países, e vamos, assim, construindo nossas redes e avançando na internacionalização”, avalia o Pró-Reitor.

Comentários desativados em Pós-graduação: Balanço do PAEC aponta crescimento da visibilidade da UFSCar na América Latina

Filed under Internacionalização, Pós-graduação

Comments are closed.