Novo contrato do RU prioriza a segurança alimentar e padronização dos serviços nos quatro campi

Durante o período de seis meses serão servidas mais de 550 mil refeições nos quatro campi (Foto: Analice Garcia)

Os Restaurantes Universitários (RUs) da UFSCar estão com um novo contrato – válido para os quatro campi – e que tem como base a sustentabilidade ambiental, social e econômica, atendendo à proposta da Coordenadoria da Rede Integrada de Segurança Alimentar (Crisa) de realizar um trabalho em rede, com foco no conceito de segurança alimentar ampla e estruturado em eixos: alimentação saudável, higiene, meio-ambiente, cultura alimentar e a solidariedade, fornecendo refeições acessíveis aos beneficiários subsidiados e adquirindo parte dos produtos da agricultura familiar. Representantes da Crisa e das pró-reitorias de Administração e Assuntos Comunitários e Estudantis deram detalhes sobre o projeto na edição #64 de Na Pauta. Confira!

O contrato é um projeto piloto e tem a validade de seis meses, enquanto o processo licitatório para um novo contrato é elaborado. A proposta é que esse contrato emergencial, válido entre julho e dezembro, seja avaliado e aprimorado conforme as necessidades dos usuários e o conceito da segurança alimentar. Durante o período, serão oferecidas mais de 550 mil refeições em todos os campi.

O novo contrato inclui a oferta de almoço e jantar, a inserção de proteína extra, suco, maior comprometimento com pratos vegetarianos e veganos, a opção de sopa, no lugar da salada, nos dias frios, entre outros.

Fernando Henrique Donizette Paganelli, coordenador da Crisa, explica que o contrato tem uma preocupação com a sustentabilidade dos Restaurantes Universitários, que envolve o aspecto ambiental, a partir do descarte responsável dos resíduos não orgânicos, da compostagem, da redução de desperdício de alimentos e do uso racional dos recursos naturais. Há preocupação também com os aspectos social e econômico, a partir de um contrato que protege os profissionais, respeitando os acordos coletivos da categoria, valorização da agricultura familiar e do comércio local, e uma atuação conjunta com a Universidade para desenvolver e implementar políticas voltadas para a diversidade e acessibilidade dos espaços, com a implementação do projeto Descobrindo Talentos e Potencialidades no Mundo do Trabalho que atua com a empregabilidade das pessoas com deficiência.

Outro ponto de destaque é a tecnologia dos serviços e processos de preparo, armazenamento e entrega dos alimentos, a partir do sistema de preparação cook chill, que consiste no cozimento do alimento, seguido imediatamente pelo resfriamento (ultracongelamento) para o armazenamento até o momento do consumo, proporcionando maior durabilidade, qualidade e padronização do prato.  

As melhorias contempladas na forma de gestão dos RUs, a partir da atuação da Crisa-ProAd em parceria com a Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis (ProACE), têm grande influência da atuação do Grupo de Apoio à Gestão dos Restaurantes, que conta com a participação dos discentes, os principais usuários dos serviços dos RUs, de forma que contribuam com a construção coletiva das melhorias.