Grupos PET da UFSCar se articulam para desenvolver atividades interdisciplinares de apoio e complementação aos cursos de graduação

interpet

Estudantes dos grupos PET da UFSCar se reúnem semanalmente na Comissão InterPETs para discutir as atividades realizadas na Universidade (Foto: Beatriz Maia – AECR/UFSCar)

Os grupos do Programa de Educação Tutorial (PET) da UFSCar têm se reunido semanalmente para articular as atividades desenvolvidas, com o objetivo de fortalecer sua atuação dentro e fora da Universidade. A UFSCar conta hoje com 18 grupos, sendo 13 vinculados a cursos de graduação específicos e cinco multidisciplinares. Destes grupos, 16 têm sede no Campus São Carlos, um no Campus Araras e um no Campus Sorocaba.

A chamada “Comissão do InterPETS”, que reúne mais da metade dos 18 grupos, realizou no final do último mês um evento que reuniu grupos e tutores para apresentar as atividades realizadas e discutir estratégias de aprimoramento das ações. O evento marcou uma nova fase de trabalho colaborativo, que busca promover a troca de experiências entre os estudantes. Dada a grande diversidade dos grupos da UFSCar, formados em diferentes momentos e com experiências distintas, a articulação permite não só o desenvolvimento de atividades em conjunto, mas também o compartilhamento de casos de sucesso.

O PET-Produção, por exemplo, do curso de Engenharia de Produção do Campus São Carlos, solicitou a colaboração do PET-BCC, da Ciência da Computação, para o desenvolvimento de aplicativo que informatiza um jogo de tabuleiro criado por eles. “Fazemos uma dinâmica com os estudantes recém-chegados à Universidade que busca apresentar conceitos de estratégia por meio de um jogo de tabuleiro. Para aplicar a dinâmica, precisávamos de um membro do PET para orientar cada quatro jogadores, além dos tabuleiros, fichas de papel e planilhas no computador. Tivemos a ideia de fazer um aplicativo que informatize o jogo, de forma que mais pessoas possam participar e a dinâmica fique mais simples e objetiva. Junto com o PET-BCC estamos trabalhando no desenvolvimento e combinando os conhecimentos das duas áreas para desenvolver um produto que vai beneficiar os estudantes da Universidade”, conta Julia Mello, estudante de Engenharia de Produção. Entre as atividades desenvolvidas pelos grupos também estão intervenções em escolas da rede pública; minicursos para os estudantes da UFSCar; e trabalhos com cooperativas de trabalhadores e grupos em desvantagem social.

Os próximos desafios para a Comissão são a maior integração à mobilização nacional que discute o funcionamento do Programa com os 842 grupos do País e a realização de um novo evento para avaliar as atividades na Universidade, partindo inclusive da observação de que, entre os objetivos do Programa recomendados pelo MEC, está a inclusão de gênero e social. “Estamos planejando uma roda de conversa com tutores, estudantes e outros professores para pensarmos juntos em como trabalhar essas questões no âmbito dos PETs da UFSCar, quais temas estão vinculados e como é possível estruturar essas atividades. Além disso, queremos sempre avançar mais nas parcerias que estabelecemos entre os grupos e seguir discutindo formas de contribuir com a formação dos estudantes de graduação”, relata a estudante de Estatística Márcia Barbosa da Silva.

Tutor do PET-Estatística e Coordenador do Comitê Local de Acompanhamento e Avaliação do Programa na UFSCar, o docente do Departamento de Estatística (DEs) Pedro Ferreira Filho explica que, em 2006, o Programa, vinculado ao Ministério da Educação, passou por uma reformulação, quando passou a ter o objetivo de desenvolver atividades de complementação aos cursos de graduação e oferecer apoio à consolidação dos projetos pedagógicos dos cursos. Desde então, o Comitê Local – composto por representantes dos tutores, discentes, coordenações de curso e pró-reitorias de Graduação (ProGrad) e Extensão (ProEx) – avalia os planos anuais de atividades, fazendo sugestões e propondo alterações, e emite pareceres sobre os relatórios de atividades, bem como, mais recentemente, também sobre a prestação de contas dos grupos. O docente participou também, com o apoio da ProGrad, dos eventos nacionais que discutem os rumos da iniciativa: o Encontro Nacional dos Grupos PET (Enapet) e o Encontro da Comissão Executiva Nacional (Cenapet).

Comentários desativados em Grupos PET da UFSCar se articulam para desenvolver atividades interdisciplinares de apoio e complementação aos cursos de graduação

Filed under Graduação

Comments are closed.