Conselho Editorial da Rádio UFSCar delineia diretrizes e ações voltadas à qualidade da emissora

Ao longo das últimas semanas, após encerrar o processo de avaliação de propostas que resultou em uma nova programação para a Rádio UFSCar, o Conselho Editorial da emissora continuou seu trabalho voltado ao delineamento de diretrizes e ações voltadas ao aprimoramento constante da qualidade da programação da Rádio. “Quando foi estabelecido pelo Conselho de Extensão como seu órgão consultivo, no início deste ano, a composição do Conselho Editorial foi definida como provisória e, dentre as suas atribuições, estão as de proposição de uma composição definitiva e de um regimento. No entanto, após uma fase de aproximação do cotidiano da Rádio e de diálogo com a equipe e com os programadores voluntários, percebemos a necessidade de uma série de definições anteriores, relacionadas a esse cotidiano, sobre as quais vimos trabalhando nas últimas semanas”, relata o Coordenador de Cultura da Pró-Reitoria de Extensão e Vice-Presidente do Conselho, Wilson Alves-Bezerra.

Dentre as ações em andamento está a elaboração de proposta para a regulamentação da inserção de apoio cultural na Rádio, a ser submetida ao CoEx. “Esta é uma questão que envolve aspectos legais, mas, também, uma decisão da Universidade sobre a pertinência do uso do mecanismo do apoio cultural, que pode ser bastante relevante mas também demanda uma reflexão sobre suas implicações”, esclarece Alves-Bezerra. A proposta deverá ser apresentada ao CoEx no mês de agosto, juntamente com a demanda do Campus Araras de também contar, no futuro, com concessão de rádio naquele município. Em relação a essa demanda, algumas ações já estão programadas, envolvendo um projeto de web rádio que integrará os campi – coordenado pela professora do Departamento de Artes e Comunicação Débora Burini – e, também, apoio técnico para a elaboração do projeto de engenharia necessário para solicitar a concessão. “É preciso também uma reflexão sobre o projeto editorial de uma nova emissora, dentre outros aspectos a serem considerados. A Direção do Centro de Ciências Agrárias já indicou o desejo de integrar a programação já estabelecida com produções locais, e estes são justamente os pontos que deveremos levar para debate no CoEx”, afirma o Coordenador de Cultura da ProEx.

Outra frente de atuação do Conselho Editorial tem sido voltada à capacitação dos programadores voluntários que atuam junto à emissora, bem como à formação dos estudantes que estão inseridos na Rádio como bolsistas e estagiários. “Estamos encaminhando essa frente por meio de propostas configuradas como projetos de extensão e, também, da Aciepe ‘Comunicação dialógica no rádio: um estudo sobre a linguagem radiofônica’, a ser oferecida no seguinte semestre deste ano. Além disso, estamos buscando nos aproximar de outros docentes da Universidade que se interessem em atuar em parcerias com a Rádio, o que é muito importante no processo de formação dos estudantes que trabalham conosco”, conta o Vice-Presidente.

Por fim, o Conselho Editorial também está acompanhando o processo que deverá resultar, ainda neste ano, na transferência da torre de transmissão da Rádio UFSCar para o Campus São Carlos – já que, atualmente, ela está localizada na Vila Nery – e no encaminhamento de projeto para aumento da potência da emissora. “Estas são ações que dependerão da aprovação do Ministérios das Comunicações, mas que, uma vez concretizadas, resultarão em um imenso ganho de qualidade das transmissões em FM da emissora”, explica Alves-Bezerra.

Comentários desativados em Conselho Editorial da Rádio UFSCar delineia diretrizes e ações voltadas à qualidade da emissora

Filed under Conselhos

Comments are closed.