CoAd aprova proposta de projeto de extensão para a área de vegetação do Campus São Carlos e ProDIn voltado para a formação prática de estudantes

Reunião teve sua segunda sessão realizada na última-sexta feira (13/5)

O Conselho de Administração (CoAd) aprovou na última sexta-feira (13/5) dois importantes projetos. Um deles é a proposta de projeto de extensão para o manejo e conservação da biodiversidade e para atividades ligadas à elaboração da Secretaria Geral de Gestão Ambiental e Sustentabilidade (SGAS) da UFSCar e o outro é o Projeto de Desenvolvimento Institucional (ProDIn), proposto pela Secretaria Geral de Educação a Distância (SEaD) “Ensino-aprendizagem e formação do estudante em contextos práticos”.

Ao apresentar a proposta do projeto de extensão para o manejo e conservação da biodiversidade e para as atividades ligadas à elaboração do Sistema de Gestão Ambiental da UFSCar, a Reitora Ana Beatriz de Oliveira destacou que a iniciativa é fruto de uma das frentes de trabalho do Comitê Gestor Emergencial para as áreas de vegetação nos campi da UFSCar, criado para coordenar os esforços relacionados à avaliação de impacto e aos encaminhamentos necessários envolvendo o incêndio na área de vegetação do Campus São Carlos em setembro de 2021.

Além disso, evidenciou que a iniciativa visa promover um conjunto de ações integradas, envolvendo gestão, educação e comunicação ambiental, juntamente com a melhoria das condições de infraestrutura, para o manejo e conservação das áreas verdes do Campus São Carlos.

O projeto, com duração proposta de 12 meses, conta com cinco frentes de atuação que incluem as demandas de infraestrutura, diagnóstico, planejamento, plano de ação e execução das ações. Além disso, reflete a articulação do tripé universitário (ensino-pesquisa-extensão) para superar uma questão crônica e bastante importante. A Reitora esclareceu, durante a reunião, que o projeto está sendo tratado como uma experiência piloto, que poderá ser expandida para outros campi e poderá também ser aplicado em outras questões semelhantes.

Ao CoAd coube avaliar o mérito administrativo da proposta e manifestar-se quanto à cessão da área para a Fundação de Apoio Institucional ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FAI) da UFSCar, pelo período de vigência do projeto, e aprovar a proposta de contrapartida pelo uso do espaço, conforme descrito no projeto, que inclui ações ampliadas a toda a extensão de áreas verdes não apenas à área cedida (que está delimitada àquela atingida pelo incêndio – aproximadamente 106 hectares).

Foi esclarecido ao CoAd que a cessão não representa transferência de posse e que tem a mesma duração da vigência do projeto, de modo a garantir sua plena execução. À FAI-UFSCar caberá executar as ações previstas na proposta, com acompanhamento direto da equipe do projeto – composta pela área técnica da SGAS, docentes e estudantes. Questionada sobre os recursos para a implementação do projeto, a Reitora informou que serão provenientes da venda dos eucaliptos atingidos pelo incêndio.

Com a aprovação do CoAd, o projeto aguarda os trâmites previstos na tramitação de Atividades de Extensão junto à Pró-Reitoria de Extensão (ProEx), para então ser implementado.

Apresentado pela secretária geral da SEaD, Cleonice Maria Tomazzetti, o ProDIn “Ensino-aprendizagem e formação do estudante em contextos práticos”, foi planejado com o intuito de promover o desenvolvimento educacional em contextos aproximados do mundo do trabalho por meio de situações reais, sob a supervisão de profissional experiente; desenvolver competências e habilidades próprias do exercício profissional mediante a vivência de situações e responsabilidades relativas às funções atribuídas; e contribuir com o aprimoramento da formação dos estudantes que atuarão como bolsistas nas atividades por meio de treinamento e atualização nas práticas e conhecimentos de natureza técnico profissional oriundos da formação acadêmica. Dessa forma, será possível atingir objetivos específicos do PDI, ainda não alcançados.

Tomazzetti informou que os recursos financeiros para a implementação do ProDIn terão como fonte parte dos recursos oriundos das inscrições dos processos seletivos para os cursos de graduação a distância. Ela destacou a importância da iniciativa que irá integrar estudantes em formação com o mundo do trabalho, a partir da atuação junto aos profissionais da SEaD, contribuindo com a formação desses estudantes e a permanência deles na Universidade, uma vez que receberão bolsa para o desenvolvimento da atividade.

O CoAd também aprovou o mérito do projeto que será submetido à avaliação da Pró-Reitoria de Administração (ProAd) para a viabilidade de recursos financeiros para ser implementado assim que os recursos estiverem disponíveis. Também ficou deliberado que o edital deve atender às Políticas de Ações Afirmativas da UFSCar.

Leave a Comment

Filed under Conselhos, Gestão

Comments are closed.