Category Archives: Permanência

UFSCar lança novo edital para apoio à permanência estudantil

Inscrições têm início hoje (27) e seguem até o dia 31 de agosto. Não é necessário que o estudante esteja na cidade do campus para se candidatar e receber o auxílio.

Estudantes de graduação que não sejam atendidos pelo Programa de Assistência Estudantil (PAE) poderão se inscrever para o Edital n° 06/2020 da Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis (ProACE) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). O objetivo é apoiar 520 estudantes em vulnerabilidade.

“Para se candidatar e receber o auxílio, o estudante deve se enquadrar nos critérios do Plano Nacional de Assistência Estudantil (PNAES) – que incluem ter renda per capita de até 1,5 salários mínimos. Não é necessário que o estudante esteja na cidade do campus (endereço acadêmico)”, ressalta o Prof. Dr. Leonardo Andrade, Pró-Reitor da ProACE. Além disso, podem participar do Edital calouros, veteranos e estudantes oriundos da transferência externa.

Para ser elegível o estudante não deve receber, no momento, nenhuma outra bolsa de assistência estudantil (PAE). O auxílio será no valor de R$ 139,64 a ser pago diretamente em conta corrente do beneficiário. Será realizada avaliação socioeconômica dos inscritos. Estes poderão, ou não, ter o recebimento do auxílio aprovado, de acordo com o previsto no Edital.

Documentação necessária para a candidatura:

• Preenchimento do formulário de avaliação socioeconômica – acesse aqui;
• Documentação de identificação do grupo familiar: Carteira de Identidade (RG) ou Carteira Nacional de Habilitação de todas as pessoas declaradas no grupo familiar, inclusive do candidato;
• Comprovação de emprego e de renda de todas as pessoas adultas declaradas.

Após o período de inscrições, a ProACE realizará a avaliação socioeconômica dos estudantes inscritos. O resultado classificatório (1º turno) será divulgado em 10/09. Haverá prazo para recursos e a classificação final será divulgada em 24/09.

De 21 a 25/09 haverá novo período para inscrição dos estudantes (2° turno) para recebimento do auxílio. O cronograma completo está disponível na página 8 do Edital.

Informações:
:: Edital completo – clique aqui

:: Para obter mais informações e sanar dúvidas, o contato deve ser feito pelo e-mail suportepermanencia@associal.com.br.

Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis (Foto: Daniela Zigante/ Reitoria UFSCar)

Leave a Comment

Filed under COVID-19, Educação a distância, Equidade, Gestão, Graduação, Oportunidades, Permanência, Processos seletivos

UFSCar oferece auxílio para acesso à internet e a computador

Destinado aos estudantes de graduação, os interessados no processo seletivo devem se inscrever até sexta-feira (04/09)

A Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) oferece auxílio a estudantes de graduação com renda familiar per capita de até 1,5 salário mínimo. A medida visa garantir a participação dos estudantes na retomada do semestre letivo, que terá início em 31 de agosto, com atividades a distância em razão da pandemia da COVID-19. A ação se dá em esforço conjunto entre a Reitoria e as Pró-Reitorias de Administração (ProAd), de Assuntos Comunitários e Estudantis (ProACE) e de Graduação (ProGrad).

As inscrições têm início nesta segunda-feira (24/08) e vão até sexta-feira (04 de setembro). Os estudantes interessados em receber os auxílios devem se inscrever por meio do endereço eletrônico https://www.associal.com.br/ufscar. Será realizada avaliação socioeconômica de todos os estudantes inscritos, conforme descrito no processo seletivo.

O auxílio poderá ser concedido em 2 modalidades cumulativas:

– R$ 1.500,00 depositados diretamente na conta bancária do estudante para aquisição de computador. O computador será do estudante, sem necessidade de devolução após o período de aulas remotas;

– Fornecimento de chips com acesso a pacote de dados de internet, sem necessidade de devolução e sem qualquer custo. O custeio será mantido durante o período de atividades remotas.

Os interessados devem preencher os seguintes pré-requisitos:

1. Ser estudante vinculado a um curso presencial de graduação da UFSCar;

2. Estar regularmente matriculado e com intenção de realizar as atividades acadêmicas no modo de ensino não-presencial emergencial (ENPE). Será preciso comprovar inscrição quando o estudante for chamado para ativar seus benefícios;

3.
 Apresentar renda familiar per capita de até 1,5 salário mínimo;

4.
 Autodeclarar não dispor de computador exclusivo que tenha condições para realização das atividades acadêmicas;

5. 
Autodeclarar não ter acesso à internet – ou ter acesso muito restrito, que gere irregularidades ou descontinuidades, prejudicando a realização das atividades acadêmicas.

Prestação de contas – Para aquisição de computadores serão concedidos auxílios de R$ 1.500,00. Após a compra, o estudante deverá enviar a Nota Fiscal correspondente à Universidade, conforme o Artigo 10 do Edital.

Recursos financeiros – O auxílio à compra de computador provém do orçamento da UFSCar, realocado de outras despesas previstas. O auxílio ao acesso à internet será custeado pelo Ministério da Educação (MEC) aos estudantes com renda per capita de até 0,5 salário mínimo. A UFSCar custeará o acesso à internet dos estudantes entre 0,5 e 1,5 salário mínimo.

De acordo com a Reitora da UFSCar, Wanda Hoffmann, esta ação vem sendo planejada desde o início da pandemia. “O orçamento da Universidade tem diminuído a cada ano, mas a permanência estudantil é nossa prioridade. A assistência estudantil da UFSCar já conta com a maior taxa de cobertura do Estado de SP“, relembra a Reitora. “Com grande esforço conseguimos redirecionar recursos à permanência dos estudantes. Parabenizo e agradeço a todos os envolvidos, principalmente aos Pró-Reitores de Administração (ProAd), de Graduação (ProGrad) e de Assuntos Comunitários e Estudantis (ProACE)”, finaliza Wanda Hoffmann.

Acesse o edital completo aqui.

Aulas na UFSCar – As aulas presenciais foram suspensas em 16 de março devido à pandemia. Naquele momento, a Universidade optou por interromper o período letivo da graduação, uma vez que nem todos teriam condições de acompanhar as atividades que viessem a ser realizadas a distância. Em abril foi lançado o Período Letivo Suplementar, com oferta de atividades de monografia, trabalhos de conclusão de curso (TCC) e Atividades Curriculares de Integração Ensino, Pesquisa e Extensão (ACIEPES). A oferta e a adesão às atividades foram facultativas tanto aos professores quanto aos estudantes. O período teve início em 4 de maio e duração de 2 meses.

Inscrições para o processo seletivo têm início nesta segunda-feira (24/08) e vão até 04/09

Leave a Comment

Filed under Assuntos Comunitários e Estudantis, COVID-19, Educação a distância, Equidade, Gestão, Graduação, Permanência, Saúde, Segurança, TIC

Consulta aos docentes e discentes baliza proposta de volta às aulas

Acesso aos meios virtuais dos estudantes e necessidades formativas dos professores para o ensino remoto foram os focos da pesquisa

A Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), via Pró-Reitoria de Graduação (ProGrad), realizou ampla consulta sobre as condições de acesso aos meios virtuais dos estudantes de graduação e necessidades formativas dos docentes para o ensino remoto. A pesquisa balizou a proposta de volta às aulas que considera o ensino não presencial emergencial (Enpe).

Ao todo, 10.709 respostas válidas foram recebidas na consulta aos discentes, o que equivale a 87,7% dos alunos ativos. Entre aqueles que participaram da pesquisa, 6,3% disseram ter acesso muito precário ou limitado à Internet e 93,7% relataram ter amplo acesso.

Sobre o acesso aos dispositivos para realizar as atividades acadêmicas, 6,3% do total de respondentes declararam não ter acesso a um equipamento apropriado (não têm qualquer acesso ou usam smartphone compartilhado); outros 6,6% têm acesso apenas a um telefone próprio ou tablet; 9,3% conseguem usar um computador compartilhado e 77,7% têm computador próprio para o uso.

Com base nas respostas coletadas, a UFSCar elaborou uma proposta de concessão de suporte à inclusão digital dos estudantes matriculados nos cursos de graduação presenciais. O edital de seleção para acesso ao auxílio será aberto pela Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis (ProACE), após homologação, pelo Conselho Universitário (ConsUni), da decisão já tomada no âmbito Conselho de Graduação (CoG), referente à abertura de calendário para oferta remota de atividades curriculares nos cursos presenciais. A proposta prevê auxílio financeiro aos estudantes para a compra de computadores, garantia de acesso à Internet e alocação de recursos para assinatura de biblioteca digital, que será disponibilizada gratuitamente a todos os discentes.

Sobre o isolamento social, 2,3% dos respondentes declararam não estar em isolamento. Todos os demais estão cumprindo a quarentena em isolamento total (39,9%) ou parcial (57,8%), sendo este último caracterizado por saídas eventuais para compras essenciais.

Entre os principais impactos causados pela pandemia de Covid-19, os estudantes apontaram efeitos financeiros e emocionais (angústias e incertezas), além de preocupações sobre atrasos nos cursos e na formação.
Para os alunos que, mesmo possuindo acesso à Internet e equipamentos, não se encontrarem neste momento em condições favoráveis para realizar as atividades acadêmicas, foi aprovado no CoG um conjunto de normativas que vão permitir que o estudante possa decidir participar ou não deste novo período letivo sem que corra risco de prejuízo acadêmico.

No levantamento, a preocupação da ProGrad era compreender as condições de acesso apropriadas e específicas para o aprendizado remoto. Isso porque a Universidade entende que 100% dos alunos têm acesso pontual à Internet, já que todos os procedimentos para ingresso na Instituição pressupõem alguma etapa realizada virtualmente. O resultado completo da consulta aos estudantes pode ser acessado no link Consulta Discente.

Consulta aos docentes – A ProGrad também ouviu os docentes sobre a oferta de atividades curriculares por meios virtuais. O principal objetivo da consulta foi levantar informações para subsidiar tanto as ações formativas que estão sendo planejadas e executadas pela própria ProGrad e pela Secretaria Geral de Educação a Distância (SEaD), quanto comunidade acadêmica nas discussões e processos decisórios da reestruturação das atividades de graduação ao longo da crise deflagrada pela Covid-19.

A consulta aos docentes recebeu 1.120 respostas válidas: 83,9% dos docentes efetivos da UFSCar e 55,8% dos professores substitutos participaram. Das demais categorias – visitantes, voluntários, colaboradores, pós-docs e sêniores – apenas 13 respostas foram encaminhadas.

A pesquisa apurou que os docentes estão muito ativos apesar do isolamento social, realizando atividades de pesquisa, gestão, extensão e ensino. Apenas 2,9% dos respondentes afirmaram que não estão realizando qualquer atividade e, entre esses, a maioria está? entre docentes substitutos, docentes afastados para estágio de pesquisa ou por licença maternidade/adotante ou docentes que exercem prioritariamente atividade prática.

43,8% dos docentes afirmaram ter pouca ou nenhuma familiaridade com os ambientes virtuais de aprendizagem e 36,9% consideram que não estão, ou estão pouco, preparados para conduzirem atividades curriculares por meios virtuais. As principais necessidades formativas apontadas pelos professores estão relacionadas ao uso de tecnologias de informação e comunicação, utilização dos ambientes virtuais de aprendizagem, produção de material didático em diferentes mídias, planejamento, estratégias metodológicas e avaliação.

Sobre os entraves para o ensino remoto durante a pandemia de Covid-19, 90,5% apresentam preocupação quanto a possíveis dificuldades dos estudantes relacionadas à falta de acesso à Internet, a equipamentos e a ambientes adequados ao estudo. Outros 61,4% demonstram preocupação com a dificuldade ou impossibilidade de adequar temas e transmitir conteúdos sem a presença física dos estudantes em sala de aula ou laboratório. A sobrecarga de trabalho, restrições de tempo e o estresse vinculado à crise também são motivos de preocupação bastante frequentes.

Com o objetivo de apoiar os professores neste processo emergencial de adequação das atividades, a ProGrad e a SEaD criaram uma sala virtual de assessoria pedagógica, aberta a todos os docentes da UFSCar, para estabelecer um canal de interlocução, partilha de aprendizagens e diálogo sobre como conduzir as atividades de ensino utilizando tecnologias digitais de informação e comunicação (TDIC) no atual contexto.

Além disso, estão sendo produzidas e transmitidas orientações técnicas para os professores, por meio de lives, que discutem temas relacionados a? prática docente em tempos de pandemia, todas as quartas-feiras, das 10h30 às 12 horas.

Informações sobre a sala de assessoria pedagógica, as lives e outras ações propostas pela ProGrad e SEaD podem ser consultadas aqui.

A SEaD também, via Inovae – Espaço de Apoio ao Ensino Híbrido, reuniu e disponibilizou uma série de materiais destinados a professores, estudantes e demais interessados para prática pedagógica apoiada em TDIC. O acesso pode ser feito no site.

O resultado completo da consulta aos docentes pode ser acessado no link Consulta Docente.

Leave a Comment

Filed under Avaliação, COVID-19, Educação a distância, Formação de professores, Graduação, Permanência, Políticas de Educação e CTI, Saúde, Segurança

UFSCar tem maior assistência estudantil dentre as Federais de SP

A Assistência Estudantil na UFSCar tem como foco prioritário a assistência aos estudantes em condição de vulnerabilidade socioeconômica. Cabe à Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis (ProACE) planejar, elaborar, executar e avaliar as ações, projetos e programas dentro dos princípios do Programa Nacional de Assistência Estudantil (PNAES).

Em 2019, a cobertura de bolsas de auxílio no Programa de Assistência Estudantil (PAE) da UFSCar foi de 19,3% da população universitária. Em comparação às outras Universidades Federais do Estado de São Paulo, a UFSCar apresenta a maior taxa de cobertura: Na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), 9,3% dos estudantes são atendidos pela assistência estudantil; na Universidade Federal do ABC (UFABC), 6% dos estudantes são atendidos.

Além disso, não existe fila de espera para a assistência estudantil, na UFSCar: todos os estudantes que se enquadram nos critérios de seleção são rapidamente atendidos. Um exemplo é o da estudante Thais Sena, do curso de Engenharia Civil. Ela ingressou na UFSCar em 2016 e desde seu ingresso conta com a bolsa alimentação. Em 2019, por causa de um problema de saúde, a estudante não conseguiu arcar com os custos da república em que morava e procurou apoio na Universidade. “Foi muito rápido e tranquilo. Meu perfil de ingresso já possibilitava a vaga na moradia. Eu fiz o pedido, marquei um horário para levar os documentos e explicar os motivos. No mesmo dia, avaliei os apartamentos disponíveis, escolhi um e peguei a chave”, conta Thaís.

Segundo a estudante, o PAE é fundamental para a manutenção e conclusão do curso universitário. “A assistência estudantil é o que tem me mantido na faculdade. É o que mantém muitos estudantes na Universidade. Quando eu precisei, percebi o quanto essas pessoas se importam com os estudantes. Estão sempre tentando fazer o máximo para que as nossas necessidades sejam atendidas“, finalizou.

Informações:
– Os estudantes podem entrar em contato com a ProACE pelo e-mail proace@ufscar.br.

Assistência estudantil da UFSCar não possui fila de espera (Foto: CCS/ UFSCar)

Assistência estudantil da UFSCar não possui fila de espera (Foto: CCS/ UFSCar)

Leave a Comment

Filed under Assuntos Comunitários e Estudantis, Gestão, Graduação, Permanência

Assistência Estudantil, inclusão e diversidade

A estudante indígena Guanice Falcão Soares está no 2° ano do curso de Educação Física. Da etnia Tariano, sua casa fica em São Gabriel da Cachoeira, no Amazonas, na fronteira com a Colômbia e a Venezuela. Em 2018, pela primeira vez, o processo de seleção da UFSCar para candidatos indígenas foi realizado lá. Mesmo sem muita esperança de se tornar estudante universitária, Guanice se inscreveu para a prova. “Meus pais são agricultores, tenho 7 irmãos e, mesmo com todo estímulo do meu pai, achava que seria impossível eu sair da minha cidade”, conta Guanice.

Um panfleto mudou os rumos da jovem. “Não pude acreditar quando recebi um panfleto, no dia da prova, com informações sobre os inúmeros auxílios que a UFSCar oferecia aos estudantes em vulnerabilidade”, conta. “Não seria fácil, mas, ao menos, teria um lugar para dormir e alimentação”, diz Guanice.

Aprovada no vestibular, chegou a São Carlos com ajuda de amigos, desconhecidos e de uma missionária. No mesmo dia, assinou os termos e ingressou no Programa de Assistência Estudantil da UFSCar (PAE) com apoio das bolsas moradia e alimentação. Mais tarde, conquistou uma bolsa atividade e, hoje, integra o programa da Bolsa Permanência.

Como ela, 2.400 estudantes tiveram algum tipo de apoio do Programa de Assistência Estudantil (PAE), em 2019. O Programa oferece bolsa alimentação (acrescida do auxílio alimentação emergencial e do auxílio jantar, no campus Lagoa do Sino), bolsa moradia (modalidades: vaga, auxílio moradia e auxílio moradia mãe/pai), bolsa atividade e auxílio transporte para o campus Lagoa do Sino.

Nos últimos anos, o Programa avançou de forma significativa para ampliar a assistência estudantil aos alunos da Universidade. Entre os avanços, a reserva de vagas na Unidade de Atendimento a Criança (UAC). Agora, 25% das vagas da UAC são destinadas a dependentes legais de bolsistas do PAE.

Outro avanço foi o aumento no valor das Bolsas Moradia em Espécie e Mãe/Pai. Desde a criação do benefício, em 2012, o valor da bolsa não havia sido reajustado. “Mesmo com a redução nos valores disponíveis para o custeio de toda a universidade, esforçamo-nos e reorganizamos nosso orçamento para reajustar as bolsas e garantir que elas atendam às demandas dos nossos estudantes”, afirma o Vice-Reitor da UFSCar, Walter Libardi.

A gestão da Universidade também a atendeu uma demanda antiga dos estudantes e implantou, no campus de São Carlos, o café da manhã; além disso, ampliou o período de funcionamento do Restaurante Universitário (RU) que, agora, funciona 365 dias por ano. “A demanda pelo café da manhã era de 2016, inclusive foi motivo de ocupação da Reitoria. Para atender aos outros campi, de maneira provisória, até que seja viável a oferta de café da manhã e todas as refeições aos finais de semana, foi criado o “Auxílio Alimentação Emergencial” para os bolsistas alimentação”, conta o Pró-Reitor de Assuntos Comunitários e Estudantis, Leonardo Antônio de Andrade.

A UFSCar criou o subsídio “Discente – Categoria Intermediária” para os estudantes da graduação que não integram o PAE e são ingressantes por meio dos grupos 1 e 2 do Sistema de Seleção Unificada (SiSU). Estudantes ingressantes por meio de outros grupos do SiSU que se encontrem em situação de vulnerabilidade socioeconômica também podem solicitar o subsídio. Nesse caso, a refeição do estudante tem o valor de R$2,50. Além disso, estudantes de graduação e pós-graduação têm suas refeições parcialmente subsidiadas, pagando metade do valor nos Restaurantes Universitários. Em 2019, a Universidade disponibilizou R$ 2 milhões do orçamento para atender a esta demanda.

Todas as ações são planejadas e executadas para promover a democratização do ensino superior de forma efetiva, colaborando com o acesso, permanência e êxito dos estudantes na Universidade. “Se eu não tivesse recebido o panfleto no dia do vestibular falando dos auxílios, com certeza não teria me inscrito na UFSCar. Quando eu vi que a Universidade oferecia essa assistência, abracei a oportunidade. A assistência estudantil é a esperança para aqueles que não têm condições de continuar seus estudos”, finaliza a estudante indígena Guanice Falcão Soares.

Apoio da UFSCar aos estudantes vem sendo ampliado (Foto: CCS/ UFSCar)

Apoio da UFSCar aos estudantes vem sendo ampliado (Foto: CCS/ UFSCar)

Leave a Comment

Filed under Assuntos Comunitários e Estudantis, Equidade, Gestão, Graduação, Permanência