Category Archives: Inovar

Departamento de Computação da UFSCar terá Espaço Maker

Na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), o Departamento de Computação (DC) contará com um Espaço Maker destinado ao desenvolvimento de protótipos e robôs, a aulas e à consolidação de diversas pesquisas. Localizado no térreo do Departamento, o Espaço contará com computadores e infraestrutura adequada à inovação tecnológica.

A cultura maker vem se fortalecendo e tem como lema a frase Faça Você Mesmo (“Do It Yourself”). Espaços destinados à inovação e à criação de soluções são parte importante do processo. Com 88 m², a construção de um Espaço Maker no DC foi solicitada pela Chefe do Departamento de Computação, Profª. Drª. Vânia Neris.

Projeto do Espaço Maker do Departamento de Computação (Foto: SeGEF/ UFSCar)

“Este Espaço é uma solicitação antiga do DC”, conta a Profª. Drª. Vânia Neris. “Um espaço destinado à construção de artefatos com tecnologias computacionais é de extrema importância para a pesquisa, extensão e para o ensino nos nossos cursos de Engenharia e Ciência da Computação”, complementa a Professora.

O projeto foi elaborado pela Secretaria-Geral de Gestão do Espaço Físico (SeGEF) da UFSCar. A aprovação para início da reforma foi realizada pela Reitoria por meio da Pró-Reitoria de Administração (ProAd) da Instituição.

Espaço contará com infraestrutura adequada à inovação tecnológica (Foto: SeGEF/ UFSCar)

Para a Reitora da UFSCar, Profª. Drª. Wanda Hoffmann, o Espaço “consolida o caráter inovador da UFSCar, presente ao longo destes 50 anos de história. É gratificante que nosso trabalho possa contribuir para o avanço da ciência, para o desenvolvimento de novas tecnologias e para a formação de pessoas, missões da Universidade pública”, finaliza a Reitora.

O Espaço Maker do DC está em vias de finalização. “Está ficando um espaço bem interessante, com layout e infraestrutura adequados para a experimentação, descoberta, criação, invenção e investigação de novas tecnologias computacionais. O espaço foi criado para deixar fluírem as ideias, favorecer o movimento, a cooperação, a colaboração e a autonomia dos nossos estudantes. Neste espaço, também esperamos receber estudantes das escolas da região para atividades relacionadas à cultura maker e à disseminação do conhecimento em computação”, finaliza a Profª. Drª. Vânia Neris.

Espaço está sendo finalizado e em breve estará disponível para a comunidade (Foto: SeGEF/ UFSCar)

 

 

 

Leave a Comment

Filed under Espaço físico, Gestão, Inaugurações, Infraestrutura, Inovar, Políticas de Educação e CTI

UFSCar inaugura espaço para empreendedorismo no campus Araras

O Núcleo de Inovação e Empreendedorismo será voltado para o agronegócio

 

O Núcleo de Inovação e Empreendedorismo, chamado “Fronteira Hub”, será inaugurado no Centro de Ciências Agrárias (CCA) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), campus Araras. A inauguração ocorrerá nesta quinta-feira (29), a partir das 9h30, de modo virtual.

Por meio do Programa de Aproveitamento de Estruturas Universitárias para Incentivo à Inovação, aprovado pelo Conselho de Inovação da UFSCar, foi aberto edital público para cessão deste Núcleo de Inovação. Assim, sua gestão será realizada junto ao Instituto PECEGE, que nasceu na Universidade de São Paulo, em sua Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ/ USP), no ano de 1986.

O 1º Hub da Inovação do campus de Araras será voltado ao agronegócio brasileiro. Para a Reitora da UFSCar, Profa. Dra. Wanda Hoffmann, “o espaço irá proporcionar um ambiente de inovação aos estudantes, técnicos, professores e está aberto à comunidade de Araras e região. O objetivo é transformar a sociedade por meio da disponibilização daquilo que produzimos na UFSCar”, afirma a Reitora.

Inauguração:
– Data: 29 de outubro de 2020
– Horário: 9h30
– Local: On-line
– Para participar, inscreva-se acessando aqui.

UFSCar inaugura Núcleo de Inovação no campus de Araras (Foto: PECEGE)

Leave a Comment

Filed under Espaço físico, Eventos, Gestão, Inaugurações, Infraestrutura, Inovar

Olimpíada de Satélites MCTI tem 114 equipes inscritas de todo País

Inscritos têm até quinta (22), às 23h59, para enviar projetos. Organização é feita em parceria à UFSCar.

Previsão do tempo, jogos, entrega de comida e monitoramento de vulcões: Estas são algumas das utilidades dos satélites em nosso dia a dia. Para isso, os dados partem do espaço para as estações de monitoramento. “O Brasil contribui muito, no cenário mundial, com satélites de observação da Terra. Quando ocorre um terremoto ou um maremoto, por exemplo, nossos satélites colaboram com imagens que vão para bancos de dados internacionais”, conta Walter Abrahão, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

É possível montar um satélite? – Este é o Desafio proposto pela 1ª Olimpíada Brasileira de Satélites do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI). Na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), que acontece de 17 a 23 de outubro, “equipes de estudantes e entusiastas de todo País poderão apresentar trabalhos curtos sobre a tecnologia de satélites ou a arte envolvendo estas tecnologias”, explica Carlos Moura, Presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB).

São 114 equipes inscritas de 18 Estados do Brasil. Saiba mais sobre as equipes inscritas neste mapa interativo – acesse aqui. Os inscritos têm até quinta (22/10), às 23h59, para enviar projetos sobre aplicações de satélite, inteligência artificial e satélites, além de arte espacial. Os trabalhos serão avaliados por uma equipe de especialistas.

“Satélites não são do outro mundo!”, afirma o Coordenador da Olimpíada, Rafael Aroca, Professor da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). “As tecnologias usadas em satélites avançaram tanto, nos últimos anos, que é possível construir e lançar satélites usando processadores parecidos com os que temos em nossos computadores e celulares”, explica o Coordenador.

Arte e Ciência – Uma das modalidades para inscrição é “Arte Espacial”. A residente artística do INPE, Drª. Fabiane Borges, desenvolve pesquisas na área de “Arte, Tecnociência e Subjetividade”. Para a pesquisadora, arte de satélites “é quando você usa dados de satélites com uma missão artística. Os dados podem ser usados para fazer música, criar cartografias visuais sobre florestas e sobre centros urbanos, dentre outras aplicações”, explica Fabiane Borges.

A apresentação de Fabiane Borges está disponível no Facebook da Olimpíada – acesse aqui.

A 1ª Olimpíada Brasileira de Satélites do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) é organizada pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) em parceria à Agência Espacial Brasileira (AEB), ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e à Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo (EESC-USP).

Informações:
– Portal da Olimpíada – acesse aqui
– Facebook  – acesse aqui
– Instagram – acesse aqui
– YouTube – acesse aqui

Inscritos têm até quinta (22) para enviar projetos do Desafio da Olimpíada Brasileira de Satélites.

Leave a Comment

Filed under Divulgação científica, Eventos, Extensão, Gestão, Inovar, Políticas de Educação e CTI, Prêmios

Inscrições abertas para Desafio de Satélites da SNCT

Interessados podem se inscrever de 15 a 17 de outubro. A organização conta com a participação da UFSCar.

Estudantes do Ensino Fundamental II, Médio, Técnico e Superior, além de interessados que não estejam cursando nenhum destes níveis, podem se inscrever para o Desafio da Semana Nacional de Ciência e Tecnolocia (SNCT), no âmbito da 1ª Olimpíada Brasileira de Satélites do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI)Os eventos irão ocorrer de 17 a 23 de outubro.

A atividade é organizada pela 1ª Olimpíada Brasileira de Satélites MCTI, coordenada pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) por meio do Prof. Dr. Rafael Vidal Aroca*. O projeto se dá em parceria ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), à Agência Espacial Brasileira (AEB) e à Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo (EESC-USP).

O Desafio – Podem se inscrever equipes de 2 a 4 pessoas e mais um orientador (responsável legal), que deve ter mais de 18 anos. O desafio conta com palestras e minicursos e, ao final, os participantes deverão enviar seus projetos na forma de vídeos e documentos, os quais que serão avaliados por uma comissão de especialistas. Os melhores projetos poderão ser premiados. Confira a programação aqui.

Para a Reitora da UFSCar, Profª. Drª. Wanda Hoffmann, atuar na linha de frente da organização desta Olimpíada é uma oportunidade ímpar. “Formar pessoas por meio do conhecimento e transformar realidades por meio da Ciência é o que nos move”, explica a Reitora. “É uma honra, para a UFSCar, atuar na 1ª Olimpíada Brasileira de Satélites do MCTI, com enorme potencial de transformar o futuro de crianças, jovens e adultos por todo País”, conclui Wanda Hoffmann.

Satélites no nosso dia a dia – São utilizados para comunicações, monitoramento ambiental, segurança de fronteira, serviços de localização e até em jogos. Na Olimpíada, o objetivo é aproximar estas tecnologias de estudantes de todas as idades.

“A área de Satélites é cativante. Queremos motivar os estudantes e capacitá-los para que possam criar, projetar e participar da 1ª Olimpíada Brasileira de Satélites – isso tudo em equipe e se desafiando a cada dia”, afirma o Prof. Dr. Rafael Vidal Aroca, Coordenador da Olimpíada na UFSCar.

Inscrições – O prazo para inscrição é de 15 a 17 de outubro, pela internet. Interessados de todo Brasil podem participar.

São 3 categorias:

1. Satélites e Inteligência Artificial
2. Arte espacial
3. Aplicações de satélites

OBS: Destacamos que este Desafio faz parte da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT). A 1ª Olimpíada Brasileira de Satélites ocorrerá em 2021.

Informações:
-> Edital – acesse aqui
-> Facebook da 1ª Olimpíada de Satélites MCTI – clique aqui
-> Site da 1ª Olimpíada de Satélites MCTI – clique aqui

*Rafael Vidal Aroca é Professor do Departamento de Computação (DC) da UFSCar, Diretor da Agência de Inovação da Universidade e Coordenador da 1ª Olimpíada Brasileira de Satélites MCTI.

Desafio da 1ª Olimpíada Brasileira de Satélites MCTI tem inscrições abertas

Leave a Comment

Filed under Divulgação científica, Efemérides, Eventos, Extensão, Gestão, Inovar, Oportunidades, Políticas de Educação e CTI, Prêmios

Estudantes da UFSCar poderão participar de capacitação à Indústria 4.0

Promovida pelo Ministério da Educação, Universidades com Unidades EMBRAPII poderão participar. A UFSCar foi credenciada em junho deste ano.

Lançado nesta quinta-feira (8), estudantes de Institutos e Universidades Federais com Unidades EMBRAPII poderão participar do Programa Capacitação 4.0. O lançamento foi feito pelo Ministério da Educação (MEC) em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e à Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EMBRAPII).

De modo remoto, estiveram presentes no lançamento a Reitora da UFSCar, Wanda Hoffmann, e o Diretor da Agência de Inovação da UFSCar, Rafael Vidal Aroca.

A capacitação abordará soft e hard skills – ou seja, habilidades socioemocionais, liderança, empreendedorismo, criatividade, data science, big data, inteligência artificial, aprendizado de máquina, dentre outros aspectos. “Investir em nossos estudantes, possibilitando que se capacitem cada vez mais, é trabalhar pela Ciência e pelo futuro do País”, afirma a Reitora da UFSCar, Wanda Hoffmann.

Conforme explica o Diretor da Agência de Inovação da UFSCar e Vice-Coordenador da Unidade EMBRAPII-CCET-UFSCar, Rafael Vidal Aroca, “termos uma Unidade EMBRAPII nos torna, enquanto Instituição, mais competitivos no cenário nacional. Nossa possibilidade de transformação da sociedade é potencializada”, conclui.

“O ensino técnico da UFSCar é sólido, mas trabalhar em níveis de chefia e gerência exige outras habilidades, como as de relacionamento, que são chamadas de soft skills“, ressalta Ernesto Chaves Pereira de Souza, Coordenador da Unidade EMBRAPII-CCET-UFSCar.

O Programa – A EMBRAPII será condutora do Programa Capacitação 4.0. Referência no setor de inovação e tecnologia industrial, em 2020 a UFSCar foi aprovada para possuir uma Unidade EMBRAPII. O credenciamento ocorreu em maio de 2020. Ao todo são 49 unidades credenciadas em todo o Brasil.

A UFSCar aguarda novas orientações do MEC para apresentar mais informações à comunidade.

A UFSCar foi aprovada para possuir uma Unidade EMBRAPII em maio de 2020 (Foto: Freepik)

Leave a Comment

Filed under Graduação, Inovar, Oportunidades, Pesquisa, Pós-graduação