Category Archives: Gestão

Governo Federal transforma bloqueio orçamentário em novo corte e UFSCar perde mais R$ 2,3 milhões do orçamento

A temida possibilidade de mais um corte no já deficitário orçamento das Universidades e Institutos Federais se concretizou na sexta-feira (24/6), com a nova decisão do Governo Federal de remanejar novo montante, de cerca de 3,6%, do orçamento do Ministério da Educação que estava bloqueado, desde 9 de junho. Esses recursos foram deslocados para o Programa de Garantia de Atividade Agropecuária (PROAGRO).
A decisão implica no corte de cerca de mais R$ 2,3 milhões no orçamento da UFSCar. Com isso, o orçamento da Universidade para 2022, que era de R$ 41 milhões originalmente, cai para R$ 36 milhões, tornando real o comprometimento do funcionamento diário da Universidade a partir de meados de outubro deste ano.
Diante deste cenário estarrecedor, a Reitora Ana Beatriz de Oliveira, junto a outros representantes da Administração Superior da UFSCar, fará pronunciamento na próxima segunda-feira, às 10 horas, nos canais UFSCar Oficial no Facebook e YouTube, sobre o impacto do novo corte para a Universidade e, também, encaminhamentos já planejados para a próxima semana.
A participação de toda a comunidade universitária é essencial.
O cenário orçamentário será abordado nos encontros que a equipe da gestão realizará com a comunidade universitária nos campi, a partir do dia 28 de junho, no Gestão em Conexão (confira aqui a programação). Além disso, deverá ser pauta única da próxima reunião do Conselho Universitário (ConsUni), que acontece no dia 1° de julho, às 9 horas, com transmissão ao vivo nos canais UFSCar Oficial no Facebook e YouTube.
É importante relembrar, por fim, como temos denunciado desde a aprovação da Lei Orçamentária Anual de 2022, que o orçamento da UFSCar para este ano já estava deficitário em R$ 14 milhões, o que levou a redução significativa de ações, como suspensão da descentralização de recursos para unidades administrativas e acadêmicas (o que dá autonomia para planejamento de ações), manutenção de infraestrutura predial, manutenção e modernização de laboratórios de ensino e compra de insumos para aulas práticas, dentre outras. A redução de um orçamento que já era significativamente deficitário causa impactos diretos, invariavelmente, no funcionamento diário da Universidade. Não há mais onde reduzir custo sem comprometer as atividades fim da UFSCar.

Leave a Comment

Filed under Gestão, Notas da Reitoria

Gestão em Conexão: equipe da Administração Superior realiza encontros com a comunidade universitária

Encontro terá início no Campus Sorocaba no dia 28 de junho (Arte: Matheus Mazini)

A equipe da Administração Superior da UFSCar participa nas próximas semanas do Gestão em Conexão, um encontro cultural e de conversa com a comunidade universitária nos quatro campi, promovido pela Reitoria e pela Coordenadoria de Cultura (CCult), da Pró-Reitoria de Extensão, em parceria com as diretorias de Campus. 

“Convidamos todas as pessoas a participarem deste que será o nosso primeiro encontro no formato presencial. Com a volta total das atividades presenciais, foi possível pensar nesta atividade que visa, além de promover um momento cultural, a aproximação da gestão com a comunidade, para apresentarmos presencialmente a equipe e o que tem sido realizado. É um momento ímpar, de troca direta com as pessoas da nossa comunidade”, disse a Reitora, Ana Beatriz de Oliveira. 

O primeiro encontro será no dia 28 de junho (terça-feira) no Campus Sorocaba, a partir das 15h30, em frente à área de vivência estudantil, com a apresentação cultural do grupo ExaustaSamba.

O segundo encontro será no dia 29 de junho (quarta-feira), no Campus Lagoa do Sino, a partir das 11 horas, na área de convivência, com apresentação musical de estudantes do Campus.

Em Araras, o evento será realizado no dia 6 de julho (quarta-feira), a partir das 16 horas, no prédio central, em frente à cantina, e contará com apresentação musical do trio Gil Gonçalves e Rafaelle Nascimento – violão instrumental e voz – e Marília Daniel – ballet e dança contemporânea.

Em São Carlos, no dia 7 de julho (quinta-feira), haverá a apresentação cultural do grupo de maracatu Rochedo de Ouro, às 12h30, no Restaurante Universitário, e cortejo até a Praça da Bandeira, atividade que precede o bate-papo com a equipe da gestão, neste mesmo local.

Leave a Comment

Filed under Eventos, Gestão

UFSCar Sorocaba é homenageada pelos 16 anos e pela contribuição com a transformação social e tecnológica da região

Representantes da comunidade universitária receberam homenagem na câmara (Foto: Analice Garcia)

Os avanços, desafios e conquistas dos 16 anos da UFSCar Sorocaba foram muito bem relatados na última segunda-feira (6/6) em sessão solene da Câmara Municipal de Sorocaba, a partir de proposta da vereadora Iara Bernardi, que homenageou o Campus pelos seus 16 anos de atividades. A cerimônia pode ser assistida neste link.

Dirigentes da UFSCar, estudantes e servidores evidenciaram o papel transformador da Universidade em suas vidas. Representantes da comunidade externa evidenciaram a contribuição do Campus Sorocaba para a formação de cidadãos altamente capacitados em diferentes áreas do conhecimento e a contribuição para o desenvolvimento tecnológico e para a inovação na região metropolitana de Sorocaba.

Em seu pronunciamento, a Reitora, Ana Beatriz de Oliveira, agradeceu ao legislativo de Sorocaba pela homenagem e reconhecimento à UFSCar pelo seu importante papel educacional na oferta de acesso gratuito ao ensino superior de qualidade e ao desenvolvimento social, tecnológico e científico na região.

A Reitora agradeceu a comunidade universitária do Campus Sorocaba e parabenizou todos e todas pelo comprometimento com a implementação do projeto do Campus Sorocaba, que tem a sustentabilidade como seu eixo norteador. Ela estendeu o agradecimento à sociedade civil, empresas e demais órgãos públicos da região que cada vez mais têm se aproximado da UFSCar Sorocaba, contribuindo para o fortalecimento da Universidade. “Através destas parcerias, a UFSCar Sorocaba tem contribuído significativamente com o desenvolvimento regional em frentes como a educação básica pública, o meio ambiente e o turismo regional”, disse.

De 2006, quando iniciou suas atividades, para 2022, o Campus Sorocaba ampliou sua área construída de 8 mil para 48 mil m², e de quatro para 14 cursos de graduação. Hoje, são 2.885 estudantes de graduação, sendo 43% da região metropolitana de Sorocaba e 25% de Sorocaba, 545 de pós-graduação, 294 servidores e 60 colaboradores terceirizados no Campus. O Campus conta com 17 cursos de pós-graduação e, em 2021, registrou um aumento de 22% no número de ingressantes nos programas de pós-graduação.

Sua atuação junto à comunidade externa acontece por meio de ações de extensão, como a recente contribuição para o enfrentamento regional da Covid-19 com a produção e doação de álcool em gel, álcool glicerinado e equipamentos de proteção individual para entidades da região. Somam-se a essa iniciativa outras atividades de extensão, como o cursinho pré-vestibular Educação e Cidadania, implementado em 2009, o Programa Futuro Cientista, criado em 2010 e destinado à formação de futuros cientistas e empreendedores em escolas públicas e unidades de acolhimento, o Projeto Esperans, de 2017, que ensina língua portuguesa para a comunidade haitiana de Sorocaba e Votorantim.

As atividades de extensão do Campus Sorocaba incluem ainda projetos nas áreas de biodiversidade e ecologia, agricultura familiar e agroecologia, gênero e sexualidade, tecnologia assistiva, administração de empresas, gestão e negócios, biotecnologia, ciências ambientais, turismo, produção florestal, empreendedorismo e indústria 4.0.

“Nós, da comunidade UFSCar Sorocaba, temos muito orgulho da nossa história e do trabalho que desenvolvemos em prol do desenvolvimento regional. A UFSCar é conhecida, desde a sua criação, por sua defesa da educação pública, gratuita, inclusiva e de excelência. São estes os ideais que nos orgulhamos de exercer enquanto profissionais e que buscamos transmitir aos nossos estudantes. Parabenizo toda a comunidade universitária de Sorocaba pelo belo trabalho que tem feito nestes 16 anos e agradeço à sociedade sorocabana e da região metropolitana pela confiança no nosso trabalho”, disse a Diretora do Campus, Karina Martins.

Leave a Comment

Filed under Efemérides, Eventos, Gestão, Homenagens

CoGePe aprova resolução para implementar Programa de Gestão na UFSCar

Com a proposta aprovada, plano de trabalho serão opção para a mensuração da realização das atividades (FreePik)

O Conselho de Gestão de Pessoas (CoGePe) aprovou a minuta da resolução para a implementação do Programa de Gestão, que concretiza uma concepção mais moderna da gestão do trabalho no serviço público. A proposta, que será apresentada agora ao Conselho Universitário (ConsUni), oferece uma alternativa ao acompanhamento das atividades desenvolvidas por servidores técnico-administrativos e docentes da carreira de magistério do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (EBTT) – que atuam na Unidade de Atendimento à Criança (UAC) -, feito comumente com base apenas no registro do cumprimento do horário de trabalho.

A partir da aprovação da proposta, os servidores terão como opção a mensuração da realização das atividades por meio de planos de trabalhos construídos em parceria com as chefias, excluindo a necessidade do ponto eletrônico. A novidade oferece mais flexibilidade e permite a regulamentação do teletrabalho, integral ou parcial, para esses servidores. De acordo com o documento aprovado no CoGePe, a chefia de cada unidade organizacional deverá avaliar, em conjunto com a sua equipe, a viabilidade de implementação do Programa de Gestão naquela unidade e quais atividades podem ser realizadas no regime de teletrabalho e, a partir deste levantamento, um edital deverá ser publicado pelas unidades-mãe (Centros Acadêmicos, Pró-Reitorias, Secretarias Gerais, dentre outras), para que os servidores candidatem-se às vagas disponíveis.

A proposta prevê que o plano de trabalho do servidor com adesão ao Programa de Gestão seja acompanhado mensalmente e passe por readequações conforme necessário. Para os casos nos quais haja interesse de mais de um servidor pela mesma vaga, haverá rodízios estabelecidos por critérios pré-definidos. Já aqueles servidores que não entrarem no Programa de Gestão, deverão registrar sua frequência em sistema eletrônico a ser implantado.

“A maioria das chefias da Universidade, com quem conversei nas últimas semanas, tem essa clareza de que é preciso modernizar e ter flexibilidade. Além disso, o plano de trabalho vai otimizar a transparência nas relações organizacionais. A minha expectativa é que em breve a gente tenha adesão gradual de todo mundo”, disse Jeanne Liliane Marlene Michel, Pró-Reitora de Gestão de Pessoas.

Michel também ressaltou durante a reunião que o acompanhamento das atividades no âmbito do Programa de Gestão não constitui um processo de avaliação de desempenho, que é muito mais amplo. Trata-se de uma medida que vai oferecer mais flexibilidade para a organização da produção de trabalho pelos servidores, com responsabilidade pelo cumprimento das atividades pactuadas, oferecendo uma alternativa interessante para quem tem a obrigatoriedade do registro de ponto eletrônico na Universidade. “Os docentes do magistério Superior já têm a possibilidade de organizar os seus horários e os seus períodos de presencialidade ou de trabalho à distância. Isto já está consagrado na organização desta categoria, mas não existe para os servidores técnico-administrativos e nem para docentes de carreira EBTT”, explicou.

A minuta foi elaborada por uma comissão composta por representantes da comunidade universitária e do Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos da UFSCar (SinTUFSCar), que vem debatendo desde 2021 a legislação existente e as possibilidades de implantação do Programa de Gestão na UFSCar.

O documento se baseou na Instrução Normativa 65, publicada pelo Ministério da Economia em 2020, nas experiências de outras universidades federais, como a de São Paulo (Unifesp) – que já está na fase de implementação do Programa -, e também nas preocupações e demandas da comunidade, principalmente dos servidores técnico-administrativos, com relação à perspectiva de retorno integral às atividades presenciais.

A necessidade de definição de uma estratégia de gestão desta natureza surge também de uma demanda legal, que está sendo supervisionada por órgãos de controle como Tribunal de Contas da União (TCU) e Controladoria Geral da União (CGU), que exigem das universidades federais a implementação de algum tipo de métrica para o acompanhamento do trabalho realizado pelos servidores públicos. Essa questão vem sendo acompanhada também pelo Ministério Público Federal, em processo que já tramita desde 2018, e que recentemente questionou o andamento da implantação do ponto eletrônico ou de uma alternativa para essa métrica de mensuração do trabalho dos servidores da UFSCar, considerando a perspectiva do retorno às atividades presenciais.

A operacionalização do sistema informatizado para registro dos planos de trabalho deve acontecer a partir da aprovação da resolução pelo Conselho Universitário (ConsUni) e, posteriormente pelo Ministério da Economia (ME). Para a implementação, será criada uma Câmara Técnica no CoGePe, que vai fazer o acompanhamento, a capacitação para uso da ferramenta, e também será o órgão recursal, para mediação de conflitos, em caso de divergências no cumprimento dos planos de trabalho. Cada categoria representada no CoGePe poderá sugerir nomes para a composição da Câmara.

Leave a Comment

Filed under Conselhos, Gestão, Gestão de pessoas

CoAd aprova proposta de projeto de extensão para a área de vegetação do Campus São Carlos e ProDIn voltado para a formação prática de estudantes

Reunião teve sua segunda sessão realizada na última-sexta feira (13/5)

O Conselho de Administração (CoAd) aprovou na última sexta-feira (13/5) dois importantes projetos. Um deles é a proposta de projeto de extensão para o manejo e conservação da biodiversidade e para atividades ligadas à elaboração da Secretaria Geral de Gestão Ambiental e Sustentabilidade (SGAS) da UFSCar e o outro é o Projeto de Desenvolvimento Institucional (ProDIn), proposto pela Secretaria Geral de Educação a Distância (SEaD) “Ensino-aprendizagem e formação do estudante em contextos práticos”.

Ao apresentar a proposta do projeto de extensão para o manejo e conservação da biodiversidade e para as atividades ligadas à elaboração do Sistema de Gestão Ambiental da UFSCar, a Reitora Ana Beatriz de Oliveira destacou que a iniciativa é fruto de uma das frentes de trabalho do Comitê Gestor Emergencial para as áreas de vegetação nos campi da UFSCar, criado para coordenar os esforços relacionados à avaliação de impacto e aos encaminhamentos necessários envolvendo o incêndio na área de vegetação do Campus São Carlos em setembro de 2021.

Além disso, evidenciou que a iniciativa visa promover um conjunto de ações integradas, envolvendo gestão, educação e comunicação ambiental, juntamente com a melhoria das condições de infraestrutura, para o manejo e conservação das áreas verdes do Campus São Carlos.

O projeto, com duração proposta de 12 meses, conta com cinco frentes de atuação que incluem as demandas de infraestrutura, diagnóstico, planejamento, plano de ação e execução das ações. Além disso, reflete a articulação do tripé universitário (ensino-pesquisa-extensão) para superar uma questão crônica e bastante importante. A Reitora esclareceu, durante a reunião, que o projeto está sendo tratado como uma experiência piloto, que poderá ser expandida para outros campi e poderá também ser aplicado em outras questões semelhantes.

Ao CoAd coube avaliar o mérito administrativo da proposta e manifestar-se quanto à cessão da área para a Fundação de Apoio Institucional ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FAI) da UFSCar, pelo período de vigência do projeto, e aprovar a proposta de contrapartida pelo uso do espaço, conforme descrito no projeto, que inclui ações ampliadas a toda a extensão de áreas verdes não apenas à área cedida (que está delimitada àquela atingida pelo incêndio – aproximadamente 106 hectares).

Foi esclarecido ao CoAd que a cessão não representa transferência de posse e que tem a mesma duração da vigência do projeto, de modo a garantir sua plena execução. À FAI-UFSCar caberá executar as ações previstas na proposta, com acompanhamento direto da equipe do projeto – composta pela área técnica da SGAS, docentes e estudantes. Questionada sobre os recursos para a implementação do projeto, a Reitora informou que serão provenientes da venda dos eucaliptos atingidos pelo incêndio.

Com a aprovação do CoAd, o projeto aguarda os trâmites previstos na tramitação de Atividades de Extensão junto à Pró-Reitoria de Extensão (ProEx), para então ser implementado.

Apresentado pela secretária geral da SEaD, Cleonice Maria Tomazzetti, o ProDIn “Ensino-aprendizagem e formação do estudante em contextos práticos”, foi planejado com o intuito de promover o desenvolvimento educacional em contextos aproximados do mundo do trabalho por meio de situações reais, sob a supervisão de profissional experiente; desenvolver competências e habilidades próprias do exercício profissional mediante a vivência de situações e responsabilidades relativas às funções atribuídas; e contribuir com o aprimoramento da formação dos estudantes que atuarão como bolsistas nas atividades por meio de treinamento e atualização nas práticas e conhecimentos de natureza técnico profissional oriundos da formação acadêmica. Dessa forma, será possível atingir objetivos específicos do PDI, ainda não alcançados.

Tomazzetti informou que os recursos financeiros para a implementação do ProDIn terão como fonte parte dos recursos oriundos das inscrições dos processos seletivos para os cursos de graduação a distância. Ela destacou a importância da iniciativa que irá integrar estudantes em formação com o mundo do trabalho, a partir da atuação junto aos profissionais da SEaD, contribuindo com a formação desses estudantes e a permanência deles na Universidade, uma vez que receberão bolsa para o desenvolvimento da atividade.

O CoAd também aprovou o mérito do projeto que será submetido à avaliação da Pró-Reitoria de Administração (ProAd) para a viabilidade de recursos financeiros para ser implementado assim que os recursos estiverem disponíveis. Também ficou deliberado que o edital deve atender às Políticas de Ações Afirmativas da UFSCar.

Leave a Comment

Filed under Conselhos, Gestão