Category Archives: Educação a distância

Tecnologias para ambiente digital de ensino são foco de formações realizadas pela SEaD

Formação mais recente foi para as ferramentas do Google Workplace for Education Plus (Foto: FreePik)

A Secretaria Geral de Educação a Distância (SEaD) tem desempenhado um papel essencial de suporte à comunidade universitária neste período de pandemia da Covid-19 que, dentre os inúmeros desafios, impôs a necessidade do distanciamento físico e a consequente adaptação, em um curto espaço de tempo, do ambiente de ensino presencial para o virtual, com o uso de ferramentas online para as aulas e demais atividades de docentes e estudantes.

“Como parte de suas atribuições, a SEaD sempre ofereceu formação aos docentes para a modalidade de Educação à Distância (EaD) e para o uso de tecnologias nas práticas pedagógicas. Esse tipo de formação é essencial para que os docentes ganhem autonomia no uso de tecnologias, podendo aprimorar e inovar sua prática pedagógica”, explica a secretária geral da SEaD, Cleonice Maria Tomazzetti.

A mais recente foi a formação de docentes para as ferramentas do Google Workplace for Education Plus, a partir de nova aquisição de licença feita pela Secretaria Geral de Informática (SIn). Essa licença trouxe novas funcionalidades, aprimorando os ambientes virtuais de ensino, com o aumento da capacidade das salas do Classroom e do Meet, mais possibilidades de interação com os usuários por meio da disponibilização de enquetes, lousa interativa, recurso de pergunta e resposta e salas temáticas no Meet, continuidade do recurso de gravação das aulas síncronas e emissão de registro de participantes da aula no Meet.

Para apresentá-las, a SEaD organizou, em parceria com a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) e a Bedu.Tech, duas ações de formação. A primeira ação foi um treinamento de 20 horas oferecido pela Bedu.Tech para um pequeno grupo de servidores da UFSCar, entre eles técnico-administrativos da SEaD, da SIn, do SIBi e professores convidados, que ocorreu entre janeiro e fevereiro de 2022.

Também foram promovidas apresentações gerais, via Google Meet, sobre as novas funcionalidades voltadas aos docentes da UFSCar. As gravações das apresentações podem ser consultadas na Sala de Assessoria Pedagógica disponíveis neste link.

Priscila Bianchi, vice-coordenadora da Coordenadoria de Inovações Pedagógicas e Formativas da SEaD, enfatiza a importância dessa iniciativa: “Aprender a usar de forma cada vez melhor as tecnologias que estão disponíveis possibilita aos docentes a realização de novas práticas pedagógicas, por vezes inovadoras, tanto agora no ensino remoto quanto depois do retorno das atividades presenciais”.

Desde o início da pandemia, a SEaD organizou diversos materiais (disponíveis neste link) para docentes e estudantes, buscando apoiá-los em suas atividades docentes e formativas.
Além disso, em parceria com a Pró-Reitoria de Graduação, organizou uma Sala de Assessoria Pedagógica no ambiente virtual de aprendizagem Moodle (acesso via autoinscrição neste link), a fim de estabelecer um canal de interlocução, partilha de aprendizagens e diálogo sobre possibilidades de desenvolvimento das atividades de ensino não presencial emergencial na UFSCar.

Leave a Comment

Filed under Educação a distância, Formação de professores, Graduação

Seminário de Ensino de Graduação, que inicia hoje sua 11ª edição, traz novas possibilidades de práticas pedagógicas na graduação e a integração dos docentes

Folder da 11ª edição do SeGrad

Pandemia foi o tema escolhido pelas mudanças que trouxe no ambiente do trabalho e que refletem na vida como um todo (Divulgação)

Lançar novos olhares ao desenvolvimento profissional dos docentes com realidades diversas. Essa é a proposta do Seminário de Ensino de Graduação (SEGrad) que nesta segunda e terça-feira chega a sua 11ª edição com o tema “Pandemia, docência e condições de trabalho do Ensino Superior”.

Em atividade desde 2007, o SEGrad é um evento fundamental para acolher e entender as demandas dos docentes e proporciona momentos de discussão e reflexão junto a eles, conforme explica o Pró-Reitor de Graduação da UFSCar, Daniel Leiva. “Diante da diversidade do corpo docente, o SEGrad intensifica a integração entre eles e permite refletir sobre novas possibilidades de práticas pedagógicas no ensino de graduação”, destaca.

A técnica em assuntos educacionais na Divisão de Desenvolvimento Pedagógico (DiDPed) da Pró-Reitoria de Graduação (ProGrad), Ester Almeida Helmer, conta que a pandemia foi o tema escolhido pelas mudanças que trouxe no ambiente do trabalho e que refletem na vida como um todo.

“Nesses dois dias, vamos debater sobre as condições de trabalho levando em consideração a pandemia e os desafios que ela traz aos docentes. E esses desafios são vários, pois envolvem como ensinar no formato não presencial; o uso de novas tecnologias; a realização, ao mesmo tempo, das atividades de pesquisa, de extensão, de gestão, no ambiente familiar que também tem suas próprias demandas”, explica.

A 11ª edição do SEGrad tem um diferencial que é a sua construção de forma colaborativa, com a participação dos Centros dos quatro campi que construíram atividades buscando atender as suas próprias realidades.

Programação
O evento será realizado de forma online nesta segunda e terça-feira. A abertura será hoje às 9h30 com a mesa de debate “Pandemia, docência e condições de trabalho do Ensino Superior” que contará com a presença da Pró-Reitora de Gestão de Pessoas, Jeanne Liliane Marlene Michel; da Coordenadora do curso de Psicologia, Rachel de Faria Brino, e do Coordenador do curso de Administração,Fábio Grigoletto.
A programação inclui palestras, rodas de conversa, como por exemplo sobre o Ensino Não Presencial Emergencial (ENPE), e a oficina de edição, finalização e publicação de videoaulas. A programação completa e link de transmissão do evento estão disponíveis no site www.segrad.ufscar.br.

Leave a Comment

Filed under Educação a distância, Eventos, Graduação, Sem categoria

UFSCar participa de projeto piloto que utiliza inteligência artificial para reduzir a evasão no Ensino Superior

Logo Pró-Reitoria de Graduação

Pró-Reitoria de Graduação coordena o projeto na UFSCar (Divulgacão)

A UFSCar, através da Pró-Reitoria de Graduação (ProGrad), é uma das seis Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) que participam de um projeto piloto que utiliza inteligência artificial como ferramenta para reduzir a evasão no Ensino Superior, o “Inteligência Artificial para Auxílio de Ações que Visam à Redução da Evasão no Ensino Superior”.

O projeto foi desenvolvido pelo Centro de Excelência em Inteligência Artificial (Ceia) da Universidade Federal de Goias (UFG), em parceria com a Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação (Sesu/MEC). A ação inclui também as Universidades Federais de Itajubá (UNIFEI), do Pampa (UNIPAMPA), do Pará (UFPA) e a Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA).

“Com essa iniciativa, damos um passo significativo para a modernização dos nossos processos, tão necessária no momento atual em que as atividades remotas ganharam protagonismo. Essa tecnologia fará muita diferença na redução da evasão, vai nos auxiliar a identificar o que motiva esse movimento e a aprimorar processos e outros pontos que eventualmente forem identificados pelo sistema”, comenta o Pró-Reitor de Graduação da UFSCar, Daniel Leiva.

Com o uso de tecnologias digitais, o projeto permite identificar, com antecedência, sinais comportamentais dos estudantes que indiquem uma possível evasão e, a partir disso, orientar ações preventivas e de apoio a serem realizadas pelos professores e demais profissionais envolvidos com os estudantes.

Dentre as ferramentas tecnológicas desenvolvidas pela UFG, estão a construção do modelo de inteligência artificial preditiva e a criação de assistente inteligente para comunicação com os alunos.

A partir de dados de comportamento, perfil e desempenho dos estudantes, a inteligência artificial é capaz de fazer um prognóstico do que vai acontecer em um futuro próximo, utilizando informações como notas, cursos, disciplinas, frequência, estágios, entre outras.

Com o prognóstico traçado, o assistente inteligente para comunicação é acionado e inicia um bate-papo virtual com o aluno para entender suas necessidades e problemáticas. Nesta fase experimental, participam do projeto na UFSCar os cursos de Ciência da Computação e Pedagogia do Campus São Carlos e o de Ciências Biológicas do Campus Araras.

Na UFSCar, o projeto é desenvolvido em parceria com a Secretaria Geral de Informática (SIn), que tem utilizado sua experiência interna no uso de tecnologia para redução da evasão neste projeto piloto, e coordenado pelas professoras Cleonice Maria Tomazzetti, do Departamento de Teorias e Práticas Pedagógicas (DTPP) e Secretária Geral da Educação a Distância (SEaD), e Marcela Xavier Ribeiro, do Departamento de Computação (DC). As docentes explicam que as atividades tiveram início em 2020 com o levantamento de dados para traçar o perfil dos estudantes e os indicativos de evasão dos últimos dez anos.

“As informações dos cursos que são indicativas de evasão estarão em uma só plataforma, permitindo uma atuação ágil e precisa, pois, ao primeiro sinal de uma possível evasão, a coordenação do curso será notificada e vai entrar em contato com o estudante para entender o que está acontecendo com ele e dar o suporte necessário para que ele permaneça na Universidade. A ferramenta também irá contribuir com a melhoria contínua dos processos da Universidade em ensino, pesquisa e extensão”, explica Tomazzetti.

No momento, os dados dos cursos que participam da fase piloto na UFSCar estão sendo levantados para abastecer o sistema desenvolvido pelo Ceia, e a expectativa é que a ferramenta entre em funcionamento experimental no ano que vem.

Leave a Comment

Filed under Educação a distância, Graduação

ProACE e ProPG lançam primeiro processo seletivo para a inclusão digital de estudantes da Pós-Graduação

Processo seletivo para a inclusão digital de estudantes da Pós-Graduação

Edital irá fornecer 200 chips com acesso a pacote de dados de Internet (Divulgação)

As pró-reitorias de Assuntos Comunitários e Estudantis (ProACE) e de Pós-Graduação (ProPG) da UFSCar lançam um edital inédito para promover a inclusão digital de estudantes de pós-graduação em situação de vulnerabilidade, a partir do fornecimento de 200 chips com acesso a pacote de dados de Internet, dentro do escopo do Projeto Alunos Conectados RNP/MEC.

Os chips serão destinados, sem custo, para estudantes vinculados aos programas de pós-graduação da Universidade com renda familiar per capita de 1,5 salário mínimo, enquanto estiver vigente o projeto Alunos Conectados.

“Diante dos impactos da pandemia de Covid-19, e mesmo diante de um cenário desafiador no que diz respeito ao orçamento para assistência estudantil, que tem sofrido cortes sistemáticos nos últimos anos, estamos buscando formas de garantir aos estudantes em situação de vulnerabilidade as condições necessárias para realizarem suas atividades acadêmicas”, destaca Djalma Ribeiro Junior, Pró-Reitor da ProACE.

Os estudantes que preencherem os requisitos devem se inscrever no processo seletivo entre os dias 26/3 e 5/4, exclusivamente pelo site www.associal.com.br/ufscar. As pessoas interessadas que, devido a dificuldades de comunicação pela Internet, não conseguirem realizar a inscrição online, podem registrar seu interesse justificando a impossibilidade de envio online por correspondência com Aviso de Recebimento (AR), com data de postagem até 7/4.

Todos os candidatos devem preencher as declarações que constam no edital. Os que fizerem a inscrição online devem responder o Anexo 2 e os que manifestarem o interesse  por correspondência devem enviar para o endereço listado no edital o Anexo 3 devidamente preenchido. Além disso, os estudantes devem apresentar documentos que comprovem a renda de cada membro da família. Todas as informações sobre o processo seletivo estão disponíveis aqui. As dúvidas sobre este edital devem ser enviadas exclusivamente para o e-mail apoiodigital@associal.com.br.

“Sabemos das dificuldades enfrentadas por conta das atividades remotas e, por isso, as pró-reitorias têm trabalhado em conjunto para traçar estratégias que possibilitem aos estudantes minimizar esses entraves, para que possam realizar seus estudos e pesquisas de forma não presencial”, comenta o Pró-Reitor da ProPG, Rodrigo Constante Martins.

Confira os prazos do processo seletivo:

• Inscrição online: 26/3 a 5/4

• Postagem de correspondência com AR (exclusivo para quem não tem acesso à Internet):  até 7/4

• Resultado preliminar: 12/4

• Interposição de recursos: 13/4 a 15/4

• Entrevistas remotas: 15/4 a 23/4

• Resultado do recurso: 26/4

• Resultado final: 27/4

Leave a Comment

Filed under Assuntos Comunitários e Estudantis, Educação a distância, Pós-graduação

Pró-Reitoria de Graduação (ProGrad) intensifica ações para garantir a acessibilidade das pessoas com deficiência ao ensino e trabalho remoto

Logo Portal Acessibilidade

O GTI Acessibilidade trabalha na construção do Portal Acessibilidade UFSCar (Divulgação)

Com a proposta de assegurar a acessibilidade da comunidade universitária para realizar as atividades acadêmicas e do Ensino Não Presencial Emergencial (ENPE), a Pró-Reitoria de Graduação (ProGrad) criou em 2020 o Grupo de Trabalho Interdisciplinar Acessibilidade (GTI Acessibilidade).

O grupo é multidisciplinar e conta com representantes de outras pró-reitorias, de todos os campi, departamentos, docentes e discentes das áreas de Ciências Humanas, Biológicas e Exatas, que realizaram um levantamento com as demandas dos estudantes autodeclarados pessoas com deficiência para identificar seus cursos, recursos, projetos e estágios, bem como as necessidades para o ENPE.

“A pandemia intensificou as ações remotas e nos mostrou como precisamos aprimorar nossas ferramentas para que todos, sem exceção, consigam realizar as tarefas para sua formação e trabalho. Com essa premissa, o GTI Acessibilidade tem levantado a demanda das áreas e desenvolvido inúmeras atividades para orientar a comunidade e criar mecanismos para garantir a acessibilidade de todos”, explica a Pró-Reitora Adjunta de Graduação, Luciana Cristina Salvatti Coutinho.

Alguns exemplos são os encontros virtuais da ProGrad com a Secretaria Geral de Educação a Distância (SEaD), com o tema “Promoção da Acessibilidade em período de atividades não presenciais”, voltado para os docentes; a formação de 21 bolsistas treinamento com foco em legislações específicas de acessibilidade, reserva de vagas, letramento digital, legendagem de vídeos, audiodescrição, entre outras.

“A partir dessa formação, os bolsistas elaboraram e adaptaram materiais acessíveis e legendaram as vídeo-aulas para docentes, e oferecem apoio constante aos estudantes com deficiência”, explica Eliana Marques Ribeiro Cruz, coordenadora do GTI Acessibilidade e pedagoga da Coordenadoria de Acompanhamento Acadêmico e Pedagógico para Estudantes (CAAPE/ProGrad).

O GTI também trabalha na construção do Portal Acessibilidade UFSCar, a ser implementado no próximo mês, que vai disponibilizar aos docentes, estudantes e técnicos administrativos recursos e suportes para o desenvolvimento de atividades de ensino, pesquisa e extensão.

Para as atividades deste ano do ENPE, o GTI Acessibilidade vai concentrar esforços na elaboração de vídeos institucionais acessíveis e na adaptação de edital virtual para o ingresso de reservas de vagas para pessoas com deficiência. Além disso, vai manter os serviços já realizados para o ENPE de 2020, como o apoio acadêmico aos estudantes no que diz respeito à adaptação de materiais e organização para o estudo; legendagem de vídeo-aulas e formação sobre acessibilidade no Ensino Superior para os integrantes do grupo e para os bolsistas.

Leave a Comment

Filed under Acesso à informação, Educação a distância, Graduação