Category Archives: Equidade

Relatório de 10 anos do Programa de Ações Afirmativas destaca promoção da equidade

Imagem da fachada da Área norte da UFSCar

Aprovação do documento reitera compromisso com a transformação da Universidade (Divulgacão)

A UFSCar foi pioneira na aprovação e implementação de seu Programa de Ações Afirmativas, em 2007, cinco anos da Lei Federal 12.711, conhecida como “Lei de Cotas”, que instituiu a reserva de vagas como política pública nacional aplicada a todas as Instituições Federais de Ensino Superior (IFES). Assim, a Instituição começou, a partir de 2007, a dar passos muito importantes rumo a uma universidade realmente diversa, justa e democrática.

Esse legado, construído a base de muito estudo e de debates plurais, está retratado no Relatório de Avaliação dos 10 anos do Programa de Ações Afirmativas e do Ingresso por Reserva de Vagas (2007-2017), apreciado e aprovado pelo Conselho Universitário em sua 248ª Reunião Ordinária, realizada na última sexta-feira (30/4).

Ao apresentar a pauta, a Reitora Ana Beatriz de Oliveira salientou sua alegria e emoção em presidir a reunião. “Estou na UFSCar desde 2000 e pude vivenciar toda essa transformação que faz a Universidade se tornar cada vez mais diversa, constituindo-se em um espaço representativo que se aproxima da realidade brasileira. O que vimos ser apresentado nesta reunião nos dá mais força para defender as políticas de ações afirmativas para que sigam sendo uma política pública, permitindo às universidades se consolidarem como o lugar da convivência das diversidades e fortalecendo uma formação cidadã e plural”, disse.

Construído a partir da análise das concepções estruturantes do Programa de Ações Afirmativas da UFSCar, do impacto do Programa para a vida acadêmica na UFSCar e da proposta permanente de sua avaliação, o estudo foi desenvolvido por uma comissão composta por discentes, docentes e técnico-administrativos e coordenada pela Secretaria Geral de Ações Afirmativas, Diversidade e Equidade (SAADE).

A partir da apresentação do Relatório, foi aprovada a criação de uma Comissão Permanente de Avaliação do Programa de Ações Afirmativas e do Ingresso por Reserva de Vagas, a ser instituída no âmbito da SAADE. Também foi deliberado que deverá haver aprimoramento das ferramentas de coleta e análise de dados sobre ingresso e sobre indicadores acadêmicos e de permanência estudantil; a operacionalização de diretrizes que já constam na Política de Ações Afirmativas, Diversidade e Equidade da UFSCar; e a criação de portal de egressos para acompanhamento de suas trajetórias após a conclusão da sua formação.

“Tão importante quanto garantir o acesso de todos e todas à Universidade é assegurar a sua permanência e, para isso, faz-se fundamental o compromisso com o acolhimento integral do estudante”, explicou Natalia Rejane Salim, docente do Departamento de Enfermagem (DEnf) e Secretária da SAADE.

A avaliação permanente do Programa foi vista como fundamental pelos conselheiros, assim como o trabalho formativo com a comunidade interna para uma mudança cultural voltada a que todos compreendam o processo de inclusão e sua importância para a transformação da sociedade.

Na reunião, Maria Sílvia de Assis Moura, docente do Departamento de Estatística (DEs) e integrante da comissão que coordenou os trabalhos, apresentou a avaliação quantitativa dos 10 anos do Programa de Ações Afirmativas, com destaque para dados referentes aos critérios de classificação dos ingressantes e ao desempenho dos discentes das diferentes modalidades de ingresso na UFSCar de 2008 a 2016.

“Diante dos dados, fica claro que não há diferenças relevantes entre as trajetórias dos estudantes em relação a modalidade de ingresso, desempenho e evasão. Porém, reitero que precisamos intensificar os cuidados com o Programa e com esses estudantes, para seguirmos alcançando seu propósito, que é o de fazer da UFSCar um espaço cada vez mais acolhedor e diverso”, defendeu Moura.

Na sequência, a docente do Departamento de Psicologia (DPsi) Maria Stella Coutinho de Alcântara Gil, que foi Vice-Reitora e, depois, Reitora da UFSCar no momento da elaboração e instalação do Programa, coordenando a comissão de elaboração, fez um detalhado relato sobre o início do processo e todo seu histórico, evidenciando o pioneirismo da UFSCar em adotar essas políticas.

“Foi um período de amplo e intenso debate e manifestações na Universidade e os órgãos colegiados tiveram um importante papel tanto na construção quanto na aprovação do Programa. O relatório nos deixa claro que precisamos preservar as conquistas e ampliar o alcance da democratização, acesso e permanência dos estudantes em todos os níveis de formação, com o planejamento de permanência, avançando na institucionalização das ações afirmativas”, destacou.

Petronilha Beatriz Gonçalves e Silva, Professora Emérita da UFSCar, referência nacional na área de educação das relações étnico-raciais e também integrante da comissão de elaboração do Programa de Ações Afirmativas, esteve presente à reunião do ConsUni, durante a qual foi cumprimentada reiteradas vezes pelo recente recebimento do título de Doutora Honoris Causa pela Universidade Federal do ABC (UFABC).

“O trabalho para constituir a política foi de muita paciência e de um avanço de cada vez para conseguir construir os argumentos para que a comunidade universitária pudesse compreender a relevância desse movimento para corrigir distorções históricas de desigualdade social e abrir as portas da Universidade para que se tornasse um espaço democrático, composto pelas pessoas de baixa renda, negras, indígenas e com deficiência, que sempre estiveram sub-representadas no ambiente universitário”, destacou.

“Vida longa para as ações afirmativas. Que continuemos avaliando e aprimorando o Programa para que a UFSCar seja um ambiente cada vez mais diverso e acolhedor para todos e todas”, concluiu.

O Pró-Reitor de Assuntos Comunitários e Estudantis (ProACE) Djalma Ribeiro Junior destacou a mobilização da ProACE juntos às entidades externas através de manifestos em defesa da continuidade da Lei 12.711 que será alvo de debates por conta da sua revisão 2022.

“Diante do cenário que temos, de ataque às universidades e cortes no orçamento, sabemos que será desafiador esse debate, mas é nosso dever manter o tema das Ações Afirmativas sempre em pauta para que elas sejam não somente mantidas, mas também fortalecidas”, destacou o Pró-Reitor.

Leave a Comment

Filed under Assuntos Comunitários e Estudantis, Conselhos, Equidade

Manifesto: Dia Nacional da Consciência Negra

No dia 20 de novembro, Dia Nacional da Consciência Negra (Lei 12.519 de 10/11/2011, que institui o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra) – data em que se comemora a morte de Zumbi dos Palmares, símbolo da luta e resistência do povo negro, a UFSCar primeiramente relembra à Comunidade Universitária nosso pioneirismo e nossa tradição na implementação das ações afirmativas.

“Comemorar” é uma palavra oriunda do Latim – “commemorare” – e remete a “trazer à memória“, “recordar junto ao outro“. Nesta data, e sempre, devemos nos unir à comunidade afro-brasileira no combate ao racismo, no combate a toda forma de intolerância e discriminação.

Mudanças e ações significativas foram implementadas na UFSCar, nos últimos anos. Porém, considerando os lamentáveis episódios de racismo e violência ligados a questões raciais que vemos noticiados até hoje, conclamamos a Comunidade Universitária à contínua reflexão, ao debate e ao aprimoramento das Políticas de Ações Afirmativas.

Foto: Daniela Zigante/ Reitoria UFSCar

Leave a Comment

Filed under Equidade, Homenagens

Quase mil estudantes recebem R$ 1.500 para compra de computadores

Estudantes da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) puderam se inscrever no Edital para Inclusão Digital. O objetivo é auxiliar no acompanhamento das aulas do período de Ensino Não-Presencial Emergencial (ENPE). As aulas remotas tiveram início em função da pandemia da COVID-19.

Na graduação, os inscritos em disciplinas do ENPE, com renda per capita de até 1,5 salários mínimos, puderam solicitar auxílio para acesso à internet e para a compra de computadores. Estes requisitos foram estipulados pela Procuradoria Federal (PF) junto à UFSCar.

Auxílio computador – A Universidade realocou a verba de seu orçamento para disponibilizar auxílios destinados a compra de computadores. Cada auxílio oferecido para aquisição de computadores foi no valor de R$ 1.500 a ser depositado diretamente na conta do estudante habilitado. “Para nossa satisfação, foi possível atender a todos aqueles que se enquadraram nos critérios definidos pelo Edital”, afirma Wanda Hoffmann, Reitora da UFSCar.

Auxílio internet – Para os estudantes com renda per capita de até meio (0,5) salário-mínimo, o Ministério da Educação (MEC) irá custear a entrega de um chip para acesso à internet. Por esforço da gestão superior da UFSCar, estudantes com renda per capita de 0,5 até 1,5 salário-mínimo também receberão chip para acesso à internet, o qual será custeado pela Universidade.

Trabalho em equipe – Desde o início da pandemia que a Reitora da UFSCar, Wanda Hoffmann, defende o acesso a computadores e à internet para os estudantes em vulnerabilidade social. Em abril, solicitou estudo sobre alternativas para atender às demandas dos estudantes; também solicitou um levantamento das necessidades para acompanhamento de aulas remotas.

A Reitoria e as Pró-Reitorias de Administração (ProAd), Assuntos Comunitários e Estudantis (ProACE), Graduação (ProGrad) e Pós-Graduação (ProPG), além da Secretária de Informática (SIn), trabalharam de modo integrado.

“Acesso a computadores e à internet são questão de permanência estudantil. Parabenizo a todos os envolvidos, pois atuaram incansavelmente para que chegássemos até aqui. Proporcionar acesso ao conhecimento e à ciência são missões da Universidade”, conclui a Reitora da UFSCar.

UFSCar, campus Araras (Foto: CCS/ UFSCar)

Leave a Comment

Filed under Assuntos Comunitários e Estudantis, COVID-19, Educação a distância, Equidade, Gestão, Graduação, Oportunidades

UFSCar lança novo edital para apoio à permanência estudantil

Inscrições têm início hoje (27) e seguem até o dia 31 de agosto. Não é necessário que o estudante esteja na cidade do campus para se candidatar e receber o auxílio.

Estudantes de graduação que não sejam atendidos pelo Programa de Assistência Estudantil (PAE) poderão se inscrever para o Edital n° 06/2020 da Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis (ProACE) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). O objetivo é apoiar 520 estudantes em vulnerabilidade.

“Para se candidatar e receber o auxílio, o estudante deve se enquadrar nos critérios do Plano Nacional de Assistência Estudantil (PNAES) – que incluem ter renda per capita de até 1,5 salários mínimos. Não é necessário que o estudante esteja na cidade do campus (endereço acadêmico)”, ressalta o Prof. Dr. Leonardo Andrade, Pró-Reitor da ProACE. Além disso, podem participar do Edital calouros, veteranos e estudantes oriundos da transferência externa.

Para ser elegível o estudante não deve receber, no momento, nenhuma outra bolsa de assistência estudantil (PAE). O auxílio será no valor de R$ 139,64 a ser pago diretamente em conta corrente do beneficiário. Será realizada avaliação socioeconômica dos inscritos. Estes poderão, ou não, ter o recebimento do auxílio aprovado, de acordo com o previsto no Edital.

Documentação necessária para a candidatura:

• Preenchimento do formulário de avaliação socioeconômica – acesse aqui;
• Documentação de identificação do grupo familiar: Carteira de Identidade (RG) ou Carteira Nacional de Habilitação de todas as pessoas declaradas no grupo familiar, inclusive do candidato;
• Comprovação de emprego e de renda de todas as pessoas adultas declaradas.

Após o período de inscrições, a ProACE realizará a avaliação socioeconômica dos estudantes inscritos. O resultado classificatório (1º turno) será divulgado em 10/09. Haverá prazo para recursos e a classificação final será divulgada em 24/09.

De 21 a 25/09 haverá novo período para inscrição dos estudantes (2° turno) para recebimento do auxílio. O cronograma completo está disponível na página 8 do Edital.

Informações:
:: Edital completo – clique aqui

:: Para obter mais informações e sanar dúvidas, o contato deve ser feito pelo e-mail suportepermanencia@associal.com.br.

Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis (Foto: Daniela Zigante/ Reitoria UFSCar)

Leave a Comment

Filed under COVID-19, Educação a distância, Equidade, Gestão, Graduação, Oportunidades, Permanência, Processos seletivos

UFSCar oferece auxílio para acesso à internet e a computador

Destinado aos estudantes de graduação, os interessados no processo seletivo devem se inscrever até sexta-feira (04/09)

A Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) oferece auxílio a estudantes de graduação com renda familiar per capita de até 1,5 salário mínimo. A medida visa garantir a participação dos estudantes na retomada do semestre letivo, que terá início em 31 de agosto, com atividades a distância em razão da pandemia da COVID-19. A ação se dá em esforço conjunto entre a Reitoria e as Pró-Reitorias de Administração (ProAd), de Assuntos Comunitários e Estudantis (ProACE) e de Graduação (ProGrad).

As inscrições têm início nesta segunda-feira (24/08) e vão até sexta-feira (04 de setembro). Os estudantes interessados em receber os auxílios devem se inscrever por meio do endereço eletrônico https://www.associal.com.br/ufscar. Será realizada avaliação socioeconômica de todos os estudantes inscritos, conforme descrito no processo seletivo.

O auxílio poderá ser concedido em 2 modalidades cumulativas:

– R$ 1.500,00 depositados diretamente na conta bancária do estudante para aquisição de computador. O computador será do estudante, sem necessidade de devolução após o período de aulas remotas;

– Fornecimento de chips com acesso a pacote de dados de internet, sem necessidade de devolução e sem qualquer custo. O custeio será mantido durante o período de atividades remotas.

Os interessados devem preencher os seguintes pré-requisitos:

1. Ser estudante vinculado a um curso presencial de graduação da UFSCar;

2. Estar regularmente matriculado e com intenção de realizar as atividades acadêmicas no modo de ensino não-presencial emergencial (ENPE). Será preciso comprovar inscrição quando o estudante for chamado para ativar seus benefícios;

3.
 Apresentar renda familiar per capita de até 1,5 salário mínimo;

4.
 Autodeclarar não dispor de computador exclusivo que tenha condições para realização das atividades acadêmicas;

5. 
Autodeclarar não ter acesso à internet – ou ter acesso muito restrito, que gere irregularidades ou descontinuidades, prejudicando a realização das atividades acadêmicas.

Prestação de contas – Para aquisição de computadores serão concedidos auxílios de R$ 1.500,00. Após a compra, o estudante deverá enviar a Nota Fiscal correspondente à Universidade, conforme o Artigo 10 do Edital.

Recursos financeiros – O auxílio à compra de computador provém do orçamento da UFSCar, realocado de outras despesas previstas. O auxílio ao acesso à internet será custeado pelo Ministério da Educação (MEC) aos estudantes com renda per capita de até 0,5 salário mínimo. A UFSCar custeará o acesso à internet dos estudantes entre 0,5 e 1,5 salário mínimo.

De acordo com a Reitora da UFSCar, Wanda Hoffmann, esta ação vem sendo planejada desde o início da pandemia. “O orçamento da Universidade tem diminuído a cada ano, mas a permanência estudantil é nossa prioridade. A assistência estudantil da UFSCar já conta com a maior taxa de cobertura do Estado de SP“, relembra a Reitora. “Com grande esforço conseguimos redirecionar recursos à permanência dos estudantes. Parabenizo e agradeço a todos os envolvidos, principalmente aos Pró-Reitores de Administração (ProAd), de Graduação (ProGrad) e de Assuntos Comunitários e Estudantis (ProACE)”, finaliza Wanda Hoffmann.

Acesse o edital completo aqui.

Aulas na UFSCar – As aulas presenciais foram suspensas em 16 de março devido à pandemia. Naquele momento, a Universidade optou por interromper o período letivo da graduação, uma vez que nem todos teriam condições de acompanhar as atividades que viessem a ser realizadas a distância. Em abril foi lançado o Período Letivo Suplementar, com oferta de atividades de monografia, trabalhos de conclusão de curso (TCC) e Atividades Curriculares de Integração Ensino, Pesquisa e Extensão (ACIEPES). A oferta e a adesão às atividades foram facultativas tanto aos professores quanto aos estudantes. O período teve início em 4 de maio e duração de 2 meses.

Inscrições para o processo seletivo têm início nesta segunda-feira (24/08) e vão até 04/09

Leave a Comment

Filed under Assuntos Comunitários e Estudantis, COVID-19, Educação a distância, Equidade, Gestão, Graduação, Permanência, Saúde, Segurança, TIC