Category Archives: Acesso à informação

Reitoria e entidades da UFSCar debatem autonomia e processos de comunicação

Imagem comunicação

Tanto a Universidade quanto as entidades mantêm diversos canais oficiais de informação. Confira quais são e acompanhe as suas publicações (Imagem Freepik)

A Reitoria da UFSCar, juntamente com dirigentes da Coordenadoria de Comunicação Social (CCS) e das assessorias de Comunicação da Reitoria e para Comunicação Científica, reuniu-se recentemente (no dia 9/6) com entidades representativas das diferentes categorias que compõem a comunidade universitária para encaminhamentos relativos justamente aos diferentes canais de comunicação com a comunidade e possibilidades de atuação conjunta para que informações relevantes alcancem diferentes públicos.

O encontro, presidido pela Reitora, Ana Beatriz de Oliveira, e com participação também da Vice-Reitora, Maria de Jesus Dutra dos Reis, contou com a participação de representantes do Diretório Central dos Estudantes (DCE), da Associação de Pós-Graduandos (APG), do Sindicato dos Trabalhadores Técnicos-Administrativos da UFSCar (SinTUFSCar) e do Sindicato dos Docentes em Instituições Federais de Ensino Superior dos Municípios de São Carlos, Araras e Sorocaba (ADUFSCar).

Na pauta, estiveram o uso dos canais institucionais de comunicação, com consenso sobre a importância das entidades preservarem sua autonomia e, assim, de seus processos de comunicação acontecerem independentemente desses canais. Assim, ficou definido que os meios oficiais não divulgarão comunicados das entidades, exceto em casos excepcionais a serem detalhados em normativa em construção. De outro lado, ficou claro também o desafio comum de aprimorar o fluxo de informações na Universidade, e foi estabelecido o compromisso de continuidade do diálogo para construção de estratégias de colaboração na área.

“Esse encontro reforça o compromisso de todos nós, cada qual através dos seus próprios canais de comunicação, em oferecer a toda a comunidade universitária o acesso à informação de forma transparente e autônoma sobre os temas relevantes da Universidade”, destacou Oliveira.

A partir dessa primeira conversa, ficou então definida a atuação do grupo na construção das normativas voltadas à transparência e ao aprimoramento de fluxos de informação, que serão divulgadas amplamente quando disponíveis.

Tanto a Universidade quanto as entidades mantêm diversos canais oficiais de informação. Confira quais são e acompanhe as suas publicações!

UFSCar

Sugestões de pauta e solicitações de divulgação para os canais institucionais podem ser encaminhadas através do banner “Divulgue seu trabalho” no Portal da UFSCar (em www.ufscar.br) ou no site da CCS (www.ccs.ufscar.br)
Portal UFSCar e sites dos campi Araras, Lagoa do Sino e Sorocaba
Inforede – boletim informativo diário, segmentado por categoria e por campus
Rádio UFSCar
Na Pauta – live semanal das equipes de comunicação
Diário da Reitoria 
@ufscaroficial no Facebook, Instagram, YouTube e Twitter
@Reitoriaufscar no Facebook
@ciencia_ufscar no Twitter

Diretório Central dos Estudantes (DCE)

@dcelivreufscar no Facebook e Instagram
E-mail gestaodceufscar@gmail.com

Associação de Pós-Graduandos (APG)

@apg.ufscar no Instagram e Facebook
Grupo de Informes APG no Telegram: https://t.me/joinchat/5cTKuQTH9do0MjZh
E-mail apg.ufscar2021@gmail.com

Sindicato dos Trabalhadores Técnicos-Administrativos da UFSCar (SinTUFSCar)
Site wwww.sintufscar.org.br
@ SINTUFSCar no Facebook e YouTube
WhatsApp (16) 99755-4464
E-mails sintuf@ufscar.br / sintuf@sintufscar.org.br

Sindicato dos Docentes em Instituições Federais de Ensino Superior dos Municípios de São Carlos, Araras e Sorocaba (ADUFSCar)

Site https://adufscar.org/portal/home
@adufscar no Facebook

Leave a Comment

Filed under Acesso à informação, Gestão

Pró-Reitoria de Graduação (ProGrad) intensifica ações para garantir a acessibilidade das pessoas com deficiência ao ensino e trabalho remoto

Logo Portal Acessibilidade

O GTI Acessibilidade trabalha na construção do Portal Acessibilidade UFSCar (Divulgação)

Com a proposta de assegurar a acessibilidade da comunidade universitária para realizar as atividades acadêmicas e do Ensino Não Presencial Emergencial (ENPE), a Pró-Reitoria de Graduação (ProGrad) criou em 2020 o Grupo de Trabalho Interdisciplinar Acessibilidade (GTI Acessibilidade).

O grupo é multidisciplinar e conta com representantes de outras pró-reitorias, de todos os campi, departamentos, docentes e discentes das áreas de Ciências Humanas, Biológicas e Exatas, que realizaram um levantamento com as demandas dos estudantes autodeclarados pessoas com deficiência para identificar seus cursos, recursos, projetos e estágios, bem como as necessidades para o ENPE.

“A pandemia intensificou as ações remotas e nos mostrou como precisamos aprimorar nossas ferramentas para que todos, sem exceção, consigam realizar as tarefas para sua formação e trabalho. Com essa premissa, o GTI Acessibilidade tem levantado a demanda das áreas e desenvolvido inúmeras atividades para orientar a comunidade e criar mecanismos para garantir a acessibilidade de todos”, explica a Pró-Reitora Adjunta de Graduação, Luciana Cristina Salvatti Coutinho.

Alguns exemplos são os encontros virtuais da ProGrad com a Secretaria Geral de Educação a Distância (SEaD), com o tema “Promoção da Acessibilidade em período de atividades não presenciais”, voltado para os docentes; a formação de 21 bolsistas treinamento com foco em legislações específicas de acessibilidade, reserva de vagas, letramento digital, legendagem de vídeos, audiodescrição, entre outras.

“A partir dessa formação, os bolsistas elaboraram e adaptaram materiais acessíveis e legendaram as vídeo-aulas para docentes, e oferecem apoio constante aos estudantes com deficiência”, explica Eliana Marques Ribeiro Cruz, coordenadora do GTI Acessibilidade e pedagoga da Coordenadoria de Acompanhamento Acadêmico e Pedagógico para Estudantes (CAAPE/ProGrad).

O GTI também trabalha na construção do Portal Acessibilidade UFSCar, a ser implementado no próximo mês, que vai disponibilizar aos docentes, estudantes e técnicos administrativos recursos e suportes para o desenvolvimento de atividades de ensino, pesquisa e extensão.

Para as atividades deste ano do ENPE, o GTI Acessibilidade vai concentrar esforços na elaboração de vídeos institucionais acessíveis e na adaptação de edital virtual para o ingresso de reservas de vagas para pessoas com deficiência. Além disso, vai manter os serviços já realizados para o ENPE de 2020, como o apoio acadêmico aos estudantes no que diz respeito à adaptação de materiais e organização para o estudo; legendagem de vídeo-aulas e formação sobre acessibilidade no Ensino Superior para os integrantes do grupo e para os bolsistas.

Leave a Comment

Filed under Acesso à informação, Educação a distância, Graduação

FAI-UFSCar é recredenciada pelo MEC por mais 5 anos

Fundação gerencia projetos ligados a atividades de ensino, pesquisa, extensão e inovação da Universidade.
A Fundação de Apoio Institucional ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FAI-UFSCAR) foi recredenciada pelos Ministérios da Educação (MEC) e da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), para atuar como fundação de apoio à Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). O ato foi publicado na Portaria Conjunta nº 178, de 04 de janeiro de 2021, e tem validade de 5 anos.

FAI foi recredenciada pelo MEC

FAI foi recredenciada pelo MEC (Foto: Daniela Zigante/ Reitoria UFSCar)

O recredenciamento é o procedimento administrativo que deve ser seguido por uma fundação para poder oferecer seu apoio à Instituição Federal de Ensino Superior (IFES). Os pedidos de credenciamento e autorização são examinados por Grupo de Apoio Técnico (GAT), composto por representantes do Ministério da Educação e do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações. As análises são feitas em reuniões e os pareceres do grupo subsidiam a decisão dos titulares das pastas quanto aos pedidos.

Com o recredenciamento, a FAI está apta a apoiar projetos de ensino, pesquisa, extensão, desenvolvimento institucional, científico e tecnológico e estímulo à inovação da UFSCar, por mais 5 anos.

A portaria de recredenciamento pode ser consultada aqui.

Leave a Comment

Filed under Acesso à informação, Gestão, Legislação e normas

UFSCar vai ofertar 100% das vagas do SiSU em 2021

Decisão foi tomada pelo Conselho Universitário, que também emitiu declaração sobre a modalidade a ser adotada – presencial ou remota



Mesmo enfrentando as condições adversas decorrentes da pandemia, a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) irá ofertar 100% das vagas autorizadas pelo Ministério da Educação (MEC) para o ingresso nos cursos de graduação da Universidade, em 2021. A decisão foi tomada na 245ª reunião ordinária do Conselho Universitário (ConsUni), realizada na última segunda-feira (7/12), a partir de recomendação do Conselho de Graduação.

A grande maioria das vagas para os cursos de graduação da UFSCar é preenchida por meio do Sistema de Seleção Unificado (SiSU). O SiSU é o sistema informatizado do MEC, no qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas para candidatos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Os candidatos com melhor classificação no ENEM são selecionados de acordo com suas notas no exame.

A sistematização das chamadas e todos os procedimentos do ingresso são de responsabilidade da Universidade, e desta vez serão realizados virtualmente, para maior segurança de servidores da Universidade e ingressantes. Em 2020, a UFSCar ofertou 2.893 vagas pelo SiSU, sendo que 2.776 foram preenchidas nas 5 chamadas realizadas no processo de ingresso.

Presencial ou Remoto?
Considerando a proposta de retorno às atividades presenciais apresentada recentemente pelo Ministério da Educação, bem como as dúvidas e inseguranças geradas, o Conselho Universitário não tomou decisões específicas, porém emitiu a seguinte declaração: “A UFSCar continuará seguindo as orientações de segurança, conforme a indicação das autoridades competentes, de modo a preservar a saúde de estudantes, servidores e colaboradores.  As decisões quanto ao formato das aulas continuarão sendo tomadas pelos cursos e conselhos superiores, conforme previsto na autonomia universitária”.

Ingresso na UFSCar é pelo SiSU

Foto: Daniela Zigante/ Reitoria UFSCar

Leave a Comment

Filed under Acesso à informação, Conselhos, COVID-19, Educação a distância, Graduação

Como medir o desempenho e o impacto da universidade?

Docentes e técnico-administrativos da UFSCar concluem curso sobre indicadores de desempenho institucional e acadêmico

A reitora Wanda Hoffmann, três docentes e três técnico-administrativos da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) participaram na última quarta-feira (02), da cerimônia virtual de entrega de certificados do 1º Curso de Atualização “Métricas de Desempenho Acadêmico e Comparações Internacionais”, promovido pela Universidade de São Paulo (USP).

O curso faz parte do projeto Metricas.edu e é liderado pelo ex-reitor da USP e professor sênior da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA-USP), Jacques Marcovitch. Discute a performance acadêmica e o impacto social das universidades públicas paulistas, além de estudar e analisar criticamente os indicadores de desempenho institucional e acadêmico nas comparações nacionais e internacionais.

“Muitas vezes, os índices não refletem a realidade da Universidade. E são justamente eles que auxiliam na leitura do ambiente de atuação da instituição, possibilitando o planejamento, implementação e avaliação de políticas e estratégias, que visam a melhoria do desempenho do seu projeto institucional”, afirmou a reitora Wanda Hoffmann.

Financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), o Metrica.edu conta com a parceria do Conselho de Reitores das Universidades Estaduais Paulistas (Cruesp) e da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de São Paulo.

A primeira turma contou com a participação de 80 profissionais ligados a universidades públicas e privadas, seis deles da UFSCar – os docentes Cláudia Buttarello Gentile Moussa (Departamento de Matemática), Ignez Caracelli (Departamento de Física) e Roniberto Morato do Amaral (Departamento de Ciência da Informação) e os técnico-administrativos Denilson de Oliveira Sarvo (Divisão de Tecnologia), Marisa Cubas Lozano (Departamento de Referência) e Mesailde Souza de Oliveira Matias (Coordenadoria de Sistemas de Informação).

Com 60h de carga-horária, o curso foi organizado em 9 módulos e oferecido entre os meses de março a novembro de 2020. “O curso de Métricas permitiu entender como funcionam os rankings das Universidades. Foi possível analisar com mais profundidade o que significa obter um índice nestes rankings (THE, QS, RUF, entre outros)”, comentou Ignez Caracelli, docente do Departamento de Física (DF) e coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia (PPGBiotec).

Segundo a docente também foi possível perceber como a UFSCar pode trabalhar melhor seus índices. “Alguns encaminhamentos poderiam ser dados para que a Universidade tivesse mais destaque e assim planejar o futuro. Até mesmo sugerindo indicadores para o ranking onde a UFSCar está estabelecida como precursora, e/ou em áreas nas quais já tem destaque”, explicou.

Para Roniberto Morato do Amaral, docente do Departamento de Ciência da Informação (DCI) e diretor do Sistema Integrado de Bibliotecas, “o maior desafio das métricas está em avaliar o impacto social da universidade, compreendendo a sua contribuição à formação de recursos humanos, ao avanço científico, à inovação tecnológica e ao empreendedorismo, além de hospitais, laboratórios, museus, teatros e serviços de extensão à comunidade”, informou.

Segundo ele, é preciso investir na elaboração de indicadores de desempenho institucional e na divulgação científica. “Os indicadores são instrumentos reflexivos sobre as relações entre ciência, tecnologia e sociedade e como ferramenta de emancipação do cidadão. A apropriação desses indicadores contribuirá para legitimar a atuação das universidades”, contou Roniberto.

Na UFSCar, o curso já está gerando frutos. Os participantes estão envolvidos na criação de uma base de dados referencial, compreendendo toda a produção científica e tecnológica da UFSCar. Essa base, servirá no futuro, como a principal fonte de informação para a elaboração de indicadores institucionais da comunidade UFSCar. O grupo também formulou uma proposta para a criação da Unidade de Gestão de Dados/Unidade de Inteligência Acadêmica para a gestão de dados institucionais, o enriquecimento com dados externos de outras instituições e a elaboração e análise de indicadores legítimos ao desenvolvimento do projeto institucional da UFSCar.

“Muitas vezes os dados estão disponíveis, mas espalhados e não conectados. É imprescindível disponibilizar as informações de forma sistemática e ampla, em um espaço definido”, completa Ignez Caracelli.

Também participaram da cerimônia os reitores Vahan Agopyan (USP), Marcelo Knobel (Unicamp), Sandro Valentini (UNESP) e Soraya Smaili (UNIFESP).

Foto: Reprodução-Jornal da USP

Foto: Reprodução-Jornal da USP

Leave a Comment

Filed under Acesso à informação, Avaliação, Eventos, Gestão