Category Archives: Acesso à informação

Repositório Institucional da UFSCar ganha coleção de artigos

Implementação da nova coleção foi realizada a partir de um trabalho desenvolvido pelo SIBi, ProPq e SIn

O Repositório Institucional da UFSCar acaba de ganhar uma nova coleção. A partir de agora, a comunidade universitária passa a contar com a coleção de artigos, que se soma às coleções de teses e dissertações, de trabalhos de conclusão de curso (TCC) e de dados de pesquisa.

A implementação da nova coleção foi realizada a partir de um trabalho desenvolvido pelo Sistema Integrado de Bibliotecas (SIBi), Pró-Reitoria de Pesquisa (ProPq) e Secretaria Geral de Informática (SIn), e atende à demanda interna da comunidade e à política de acesso aberto às publicações da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). Trata-se de uma ação que amplia o acesso aos resultados das pesquisas desenvolvidas na Universidade, atingindo o público acadêmico e também às pessoas em geral e, ainda, contribuindo com a democratização do acesso à informação.

Cristina Marchetti Maia, Diretora da Divisão de Tecnologia do SIBi, explica que o repositório tem como proposta armazenar, preservar, organizar e disseminar amplamente a produção intelectual dos diversos setores e segmentos da comunidade da UFSCar, provendo o acesso aberto à informação produzida na Instituição.

“A coleção de artigos valoriza e preserva a produção intelectual dos pesquisadores e pesquisadoras da Universidade. Além disso, possibilita que a comunidade interna tenha uma nova forma de ter acesso e conhecer mais sobre o que é produzido na Universidade. É uma importante ferramenta para disseminar a produção científica entre os pares e também com a comunidade externa”, disse o Pró-Reitor de Pesquisa, Pedro Fadini.

Para colocar a coleção no ar, as equipes do SIBi e da Sin, atuaram em conjunto na elaboração dos formulários com todas as etapas do fluxo de submissão para que o processo seja feito pelas pessoas de forma ágil e fácil. Para auxiliar a comunidade na submissão do artigo, foi preparado um manual (disponível neste link) com as orientações para as pessoas que vão submeter os artigos e também para os pareceristas, que irão aprovar o artigo na coleção.

O Repositório Institucional da UFSCar conta também com as coleções de teses e dissertações, de trabalho de conclusão de curso e de dados de pesquisa. A expectativa é de que a próxima coleção seja a de livros.

Leave a Comment

Filed under Acesso à informação, Divulgação científica, Pesquisa, Publicações

Ouvidoria da UFSCar completa 10 anos com lançamento de novo site

Página da Ouvidoria traz todas as informações referentes às suas atividades, legislação e canis de manifestação

No momento em que celebra dez anos de atividades na UFSCar, a Ouvidoria Geral da Instituição lança sua nova página no portal da UFSCar com todas as informações e orientações referentes à sua atividade, legislação, história e os canais de manifestação para a comunidade interna e externa comunicar sugestões, elogios, solicitações, reclamações e denúncias. Ao longo de seus 10 anos de atividade a Ouvidoria recebeu aproximadamente 4.865 manifestações entre elogios, sugestões, solicitações, reclamações e denúncias, sendo que deste total foram registradas pela Plataforma FALA.BR 2.343.

A Ouvidoria Geral da UFSCar tem como papel acompanhar e aperfeiçoar a prestação dos serviços; auxiliar a prevenção e correção de atos e procedimentos da administração; propor a adoção de medidas para a defesa dos direitos do usuário; receber, analisar e encaminhar as manifestações do usuário, bem como a adoção de mediação e conciliação entre o usuário e o órgão ou outros setores envolvidos.

Silmara Helena Capovilla, Ouvidora Geral da UFSCar, explica que a gestão atual da Ouvidoria pretende, a partir da atualização do site, fazer com que a comunidade interna e externa conheça mais sobre o papel e as atividades do órgão, de forma que possam recorrer a ele sempre que necessário e de forma assertiva. Para isso, e em comemoração aos dez anos de atividade, uma série de atividades devem ser realizadas ao longo do ano.

“A Ouvidoria é uma entidade comprometida com a promoção e defesa dos direitos de servidores docentes e técnico-administrativos, alunos e comunidade externa em suas relações com a UFSCar, em suas diferentes instâncias administrativas e acadêmicas, assim como na prestação de serviços”, destacou Joel Carlos dos Santos, assistente de administração da Ouvidoria.

A comunidade interna e externa da UFSCar tem a Ouvidoria à sua disposição em casos de denúncia, quando alguma pessoa for vítima de alguma forma de discriminação ou quando alguma pessoa entender que qualquer direito tenha sido desrespeitado ou tiver conhecimento de alguma irregularidade, infração à legislação ou às normas internas da Universidade.

Para reclamações, após ter procurado diretamente o departamento ou unidade da instituição para alguma informação ou serviço, e não tiver obtido sucesso, e para sugestões, quando desejar contribuir para tornar a UFSCar ainda melhor, e elogios a qualquer unidade ou servidor da Universidade. Todas essas manifestações podem ser formalizadas através do sistema Fala.BR.

Além destes canais de manifestação, a Ouvidoria conta ainda com o Conselho de Usuários, uma ferramenta que ajuda as pessoas a avaliarem os serviços e expor as suas ideias diretamente às ouvidorias e aos gestores de serviços.

A pessoa que integra o Conselho de Usuários atua na apresentação de propostas de melhorias e pode colaborar com as entidades responsáveis no avanço contínuo da prestação de serviço.
Qualquer pessoa pode se voluntariar para ser Conselheiro, sem a necessidade de eleições ou qualquer outro processo seletivo.

Para se tornar conselheiro, basta realizar login na plataforma e selecionar quais serviços públicos você gostaria de avaliar, como por exemplo, matricular-se no curso de graduação na UFSCar.
Além disso, há possibilidade do integrante avaliar todos os serviços prestados pela instituição, caso seja do seu interesse. Para isto, basta se cadastrar como Conselheiro de Usuários da UFSCar.

Visite a página da Ouvidoria Geral da UFSCar para ter acesso a todas essas informações. Além do Fala.BR, para as manifestações formais, a Ouvidoria pode ser contatada pelo telefone (16) 3306-6571, pelo e-mail ouvidoria@ufscar.br e presencialmente no Campus São Carlos, no Anexo 1 da Reitoria.

Leave a Comment

Filed under Acesso à informação

Conselho de Curadores aprova prestação de contas da UFSCar e da FAI

Reunião foi realizada online no dia 20 de abril (Reprodução)

O Conselho de Curadores da UFSCar, órgão de natureza fiscal que tem como responsabilidade analisar e emitir parecer sobre a Tomada de Contas elaborada anualmente pela Universidade, realizou reunião para a apreciação e aprovação do relatório anual de gestão de atividades referentes ao exercício de 2021. Na reunião, também foi aprovado o Balanço Financeiro da Fundação de Apoio Institucional ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FAI) da UFSCar.

A Reitora, Ana Beatriz de Oliveira, acompanhada da Vice-Reitoria, Maria de Jesus Dutra dos Reis, e de demais membros da equipe administrativa, apresentou os dados gerais da Universidade e a atuação da gestão no enfrentamento à pandemia de Covid-19, a partir de um modelo centrado na construção coletiva para a tomada de decisões, através de constante debate nos diferentes órgãos colegiados.

Em sua apresentação, a Reitora enfatizou os valores da atual gestão para a construção da UFSCar que consistem na defesa inegociável do processo democrático, na gestão integrada e multicampi e no contato direto da administração superior da Universidade com a comunidade universitária.

“A gestão democrática é o pilar da nossa administração, a escuta e o debate com a comunidade têm guiado o nosso trabalho. A partir disso, temos alcançado importantes avanços para a UFSCar, principalmente, por meio da atuação do Conselho Universitários e dos demais órgãos colegiados”, disse a Reitora.

Dentre as principais conquistas de 2021, apesar das dificuldades impostas pela pandemia e pela crise orçamentária que afeta as universidades federais nos últimos anos, foram destacadas a efetiva implantação do Instituto de Estudos Avançados e Estratégicos (IEAE), a criação do Instituto da Cultura Científica (ICC), a criação e implantação do Conselho de Gestão de Pessoas (CoGePe) e do programa Programa de Fomento à Permanência Estudantil – Captação de Recursos para Investimento em Equidade (CRIE), a retomada do processo de implantação da Política de Gestão de Integridade, Riscos e Controles Internos da UFSCar, a aprovação e entrega do título de Doutor Honoris Causa a Raduan Nassar e a aprovação do título de Doutor Honoris Causa ao professor Dermeval Saviani.

Iniciativas voltadas para a consolidação da produção do desenvolvimento científico em 2021 resultaram no aumento das publicações (10,65% na web of Science e 16,7% no currículo Lattes), em um maior número de matrículas de estudantes de doutorado em relação àquelas do mestrado, na manutenção de boas colocações nos rankings, nos destaques nas pesquisas com foco na Covid-19, no trabalho pela pesquisa em todos os campos do conhecimento e na retomada do apoio institucional a partir da Pró-Reitoria de Pesquisa (ProPq).

No que diz respeito à graduação, foram evidenciados a ampliação da reserva de vagas para pessoas com deficiência, os programas “Cheganças”, que acolheu remotamente os ingressantes 2021, e “Em Redes”, que promoveu a integração de estudantes indígenas, estrangeiros e pessoas com deficiência nas atividades do Ensino Não Presencial Emergencial (ENPE).

Na pós-graduação, a Reitora apresentou as ações da Pró-Reitoria de Pós-Graduação, como o fortalecimento de diretrizes para os Programas de Pós-Graduação, a consolidação da política de Ações Afirmativas na Pós-Graduação, a reorganização do trabalho institucional no âmbito do Projeto de Internacionalização (CAPES/PrInt) UFSCar, a criação da Coordenadoria de Internacionalização da Pós-Graduação (CInter) e a articulação com a ProPq, o Instituto de Línguas (IL) e a Secretaria Geral de Relações Internacionais (SRInter) para a governança do projeto, a elaboração de indicadores da Pós-Graduação e sua disponibilização em tempo real.

A retomada, junto à Pró-Reitoria de Graduação (ProGrad), da discussão e elaboração da política institucional de Curricularização da Extensão, estagnada desde 2017, foi o tema de destaque da extensão apresentado aos conselheiros. Além disso, foram evidenciadas a retomada da regularidade nas atividades da Coordenadoria de Cultura (CCult) e do Núcleo de ETC – Educação, Tecnologia e Cultura (NETC-So), a aproximação da Pró-Reitoria de Extensão (ProEx) com a Fai-UFSCar, buscando a gestão conjunta das ações e a publicação de editais para fomento de atividades em parceria com outras unidades da UFSCar, como ProGPe e ProACE.

Dentre as iniciativas administrativas, o relatório registra a negociação junto ao Ministério da Educação (MEC) de 24 novas vagas de docentes, a recomposição e retomada do trabalho da Comissão de Modelo do Esforço Docente (CMEDoc), a reestruturação das coordenadorias da Pró-Reitoria de Administração e a criação do Grupo de Trabalho (GT) Governança em Rede Multicampi, peça chave para a implantação da gestão verdadeiramente multicampi da UFSCar. Outros avanços podem ser identificados no relatório, aprovado pelo Conselho de Curadores e disponível aqui.

O Vice-Presidente do Conselho, Wolfgang Leo Maar, comentou que, pelo relatório apresentado, foi possível constatar que, mesmo com as dificuldades orçamentárias e as demais questões impostas pela pandemia, a UFSCar se mantém forte e atuante, mostrando uma vitalidade em planejar e organizar ações para o futuro da Instituição.

A partir de sua análise, disse que a Universidade criou vetores e colocou em prática ações para a construção de um novo futuro, ele também destacou alguns pontos como fundamentais para esse avanço como a reinstalação da democracia plena, a partir da retomada das decisões do Conselho Universitário, com 11 reuniões ordinárias em 2021, ante quatro em 2020, a atenção e os esforços voltados para a assistência e permanência estudantil, e o estímulo à ciência e à pesquisa com a implementação do Instituto de Estudos Avançados e Estratégicos (IEAE) e do Instituto da Cultura Científica (ICC), bem como o aumento no número de publicações e o apoio integrado à pesquisa. “Fiquei feliz ao ver como a UFSCar está se movimentando mesmo frente aos desafios atuais. O relatório é enxuto e passa o projeto para o futuro de forma bem clara. É possível ver o dinamismo da comunidade universitária na atuação desses projetos”, disse o Vice-Presidente do Conselho.

A fala do professor Wolfgang Leo Maar foi subscrita pelos demais membros do Conselho, que também levantaram algumas preocupações, como o financiamento da Universidade, o risco de grande evasão dos estudantes de graduação em função do empobrecimento das famílias e da redução do financiamento da assistência estudantil.

Além disso, houve debate importante sobre a Extensão Universitária, contemplando a preocupação com a necessidade de que a UFSCar desenvolva sua política para inserção das atividades de extensão nos Projetos Pedagógicos dos Cursos de Graduação (“curricularização da extensão”). O Conselho também externou a preocupação quanto ao aumento expressivo do número de cursos de especialização ofertados nos últimos anos, manifestando a importância da atuação da gestão para que o papel histórico da UFSCar na formação de pessoas através da produção de conhecimento científico não se desvirtue, mantendo-se na defesa do ensino público, gratuito, de qualidade e socialmente referenciado.

Durante a reunião, a Reitora apresentou também os desafios orçamentários a partir de atraso na sanção da Lei Orçamentária Anual (LOA) 2021, que pelo quinto ano consecutivo trouxe redução orçamentária de custeio e investimento, assim como a preocupação com o orçamento atual, que apresenta um déficit de R$ 14 milhões entre o valor do orçamento (R$ 41 milhões) e as despesas de custeio da Universidade (R$ 55 milhões).

Ela destacou a mobilização feita pelos reitores das Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) pela recomposição orçamentária e pela manutenção de destinação de recursos pela bancada paulista. Em 2021, foram recebidos pela UFSCar R$ 9,3 milhões e a previsão para 2022 é de recebimento de R$ 10 milhões.

Na reunião, os integrantes do Conselho de Curadores – que também têm como atribuição integrar o Conselho Fiscal da Fundação de Apoio Institucional ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FAI) da UFSCar – aprovaram o Balanço Financeiro da FAI referente ao exercício de 2021 (disponível aqui). A Fundação foi altamente elogiada pelos resultados, pelas ações desenvolvidas e pelo papel fundamental desempenhado em apoio à UFSCar.

Também foi destacada a recuperação da saúde financeira da FAI – uma das mais importantes conquistas do ano passado alcançada em parceria e em consonância com a UFSCar, levando o patrimônio líquido da Fundação, mesmo sem considerar os índices inflacionários, a um patamar equivalente ao ano de 2016, algo extremamente significativo. O Resultado Líquido de 2021 foi de R$ 2.019.876,44, um crescimento de 2.056% na comparação com o exercício de 2020, cujo resultado foi de R$ R$ 93.689,19.

Compõem o Conselho Carlos Alberto Ferreira Martins, Presidente (Docente da USP), Wolfgang Leo Maar, Vice-Presidente (Docente aposentado da UFSCar), Rodolfo Godoy (Pesquisador da Embrapa), Valdemar Sguissardi (Docente aposentado da UFSCar), Glaucius Oliva (Docente da USP), e Maria Luísa Guillaumon Emmel (Docente aposentado da UFSCar), Oswaldo Duarte Baptista Filho (Docente aposentado da UFSCar e ex-Prefeito Municipal de São Carlos) e Petronilha Beatriz Gonçalves e Silva (Professora Emérita da UFSCar).

Leave a Comment

Filed under Acesso à informação, Conselhos, Gestão

Reitoria e entidades da UFSCar debatem autonomia e processos de comunicação

Imagem comunicação

Tanto a Universidade quanto as entidades mantêm diversos canais oficiais de informação. Confira quais são e acompanhe as suas publicações (Imagem Freepik)

A Reitoria da UFSCar, juntamente com dirigentes da Coordenadoria de Comunicação Social (CCS) e das assessorias de Comunicação da Reitoria e para Comunicação Científica, reuniu-se recentemente (no dia 9/6) com entidades representativas das diferentes categorias que compõem a comunidade universitária para encaminhamentos relativos justamente aos diferentes canais de comunicação com a comunidade e possibilidades de atuação conjunta para que informações relevantes alcancem diferentes públicos.

O encontro, presidido pela Reitora, Ana Beatriz de Oliveira, e com participação também da Vice-Reitora, Maria de Jesus Dutra dos Reis, contou com a participação de representantes do Diretório Central dos Estudantes (DCE), da Associação de Pós-Graduandos (APG), do Sindicato dos Trabalhadores Técnicos-Administrativos da UFSCar (SinTUFSCar) e do Sindicato dos Docentes em Instituições Federais de Ensino Superior dos Municípios de São Carlos, Araras e Sorocaba (ADUFSCar).

Na pauta, estiveram o uso dos canais institucionais de comunicação, com consenso sobre a importância das entidades preservarem sua autonomia e, assim, de seus processos de comunicação acontecerem independentemente desses canais. Assim, ficou definido que os meios oficiais não divulgarão comunicados das entidades, exceto em casos excepcionais a serem detalhados em normativa em construção. De outro lado, ficou claro também o desafio comum de aprimorar o fluxo de informações na Universidade, e foi estabelecido o compromisso de continuidade do diálogo para construção de estratégias de colaboração na área.

“Esse encontro reforça o compromisso de todos nós, cada qual através dos seus próprios canais de comunicação, em oferecer a toda a comunidade universitária o acesso à informação de forma transparente e autônoma sobre os temas relevantes da Universidade”, destacou Oliveira.

A partir dessa primeira conversa, ficou então definida a atuação do grupo na construção das normativas voltadas à transparência e ao aprimoramento de fluxos de informação, que serão divulgadas amplamente quando disponíveis.

Tanto a Universidade quanto as entidades mantêm diversos canais oficiais de informação. Confira quais são e acompanhe as suas publicações!

UFSCar

Sugestões de pauta e solicitações de divulgação para os canais institucionais podem ser encaminhadas através do banner “Divulgue seu trabalho” no Portal da UFSCar (em www.ufscar.br) ou no site da CCS (www.ccs.ufscar.br)
Portal UFSCar e sites dos campi Araras, Lagoa do Sino e Sorocaba
Inforede – boletim informativo diário, segmentado por categoria e por campus
Rádio UFSCar
Na Pauta – live semanal das equipes de comunicação
Diário da Reitoria 
@ufscaroficial no Facebook, Instagram, YouTube e Twitter
@Reitoriaufscar no Facebook
@ciencia_ufscar no Twitter

Diretório Central dos Estudantes (DCE)

@dcelivreufscar no Facebook e Instagram
E-mail gestaodceufscar@gmail.com

Associação de Pós-Graduandos (APG)

@apg.ufscar no Instagram e Facebook
Grupo de Informes APG no Telegram: https://t.me/joinchat/5cTKuQTH9do0MjZh
E-mail apg.ufscar2021@gmail.com

Sindicato dos Trabalhadores Técnicos-Administrativos da UFSCar (SinTUFSCar)
Site wwww.sintufscar.org.br
@ SINTUFSCar no Facebook e YouTube
WhatsApp (16) 99755-4464
E-mails sintuf@ufscar.br / sintuf@sintufscar.org.br

Sindicato dos Docentes em Instituições Federais de Ensino Superior dos Municípios de São Carlos, Araras e Sorocaba (ADUFSCar)

Site https://adufscar.org/portal/home
@adufscar no Facebook

Leave a Comment

Filed under Acesso à informação, Gestão

Pró-Reitoria de Graduação (ProGrad) intensifica ações para garantir a acessibilidade das pessoas com deficiência ao ensino e trabalho remoto

Logo Portal Acessibilidade

O GTI Acessibilidade trabalha na construção do Portal Acessibilidade UFSCar (Divulgação)

Com a proposta de assegurar a acessibilidade da comunidade universitária para realizar as atividades acadêmicas e do Ensino Não Presencial Emergencial (ENPE), a Pró-Reitoria de Graduação (ProGrad) criou em 2020 o Grupo de Trabalho Interdisciplinar Acessibilidade (GTI Acessibilidade).

O grupo é multidisciplinar e conta com representantes de outras pró-reitorias, de todos os campi, departamentos, docentes e discentes das áreas de Ciências Humanas, Biológicas e Exatas, que realizaram um levantamento com as demandas dos estudantes autodeclarados pessoas com deficiência para identificar seus cursos, recursos, projetos e estágios, bem como as necessidades para o ENPE.

“A pandemia intensificou as ações remotas e nos mostrou como precisamos aprimorar nossas ferramentas para que todos, sem exceção, consigam realizar as tarefas para sua formação e trabalho. Com essa premissa, o GTI Acessibilidade tem levantado a demanda das áreas e desenvolvido inúmeras atividades para orientar a comunidade e criar mecanismos para garantir a acessibilidade de todos”, explica a Pró-Reitora Adjunta de Graduação, Luciana Cristina Salvatti Coutinho.

Alguns exemplos são os encontros virtuais da ProGrad com a Secretaria Geral de Educação a Distância (SEaD), com o tema “Promoção da Acessibilidade em período de atividades não presenciais”, voltado para os docentes; a formação de 21 bolsistas treinamento com foco em legislações específicas de acessibilidade, reserva de vagas, letramento digital, legendagem de vídeos, audiodescrição, entre outras.

“A partir dessa formação, os bolsistas elaboraram e adaptaram materiais acessíveis e legendaram as vídeo-aulas para docentes, e oferecem apoio constante aos estudantes com deficiência”, explica Eliana Marques Ribeiro Cruz, coordenadora do GTI Acessibilidade e pedagoga da Coordenadoria de Acompanhamento Acadêmico e Pedagógico para Estudantes (CAAPE/ProGrad).

O GTI também trabalha na construção do Portal Acessibilidade UFSCar, a ser implementado no próximo mês, que vai disponibilizar aos docentes, estudantes e técnicos administrativos recursos e suportes para o desenvolvimento de atividades de ensino, pesquisa e extensão.

Para as atividades deste ano do ENPE, o GTI Acessibilidade vai concentrar esforços na elaboração de vídeos institucionais acessíveis e na adaptação de edital virtual para o ingresso de reservas de vagas para pessoas com deficiência. Além disso, vai manter os serviços já realizados para o ENPE de 2020, como o apoio acadêmico aos estudantes no que diz respeito à adaptação de materiais e organização para o estudo; legendagem de vídeo-aulas e formação sobre acessibilidade no Ensino Superior para os integrantes do grupo e para os bolsistas.

Leave a Comment

Filed under Acesso à informação, Educação a distância, Graduação