Andifes: Pesquisa mostra que o conjunto de estudantes das universidades federais é cada vez mais representativo da sociedade brasileira

A Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) divulgou no último dia 18 os resultados da última pesquisa sobre o perfil socioeconômico e cultural do conjunto de estudantes de graduação das universidades federais brasileiras, que mostram uma grande transformação no público atendido por essas instituições em relação a pesquisas anteriores, no sentido de se tornar mais parecido com a composição da população brasileira.

Participaram da pesquisa, cujos dados foram coletados no ano de 2014, 130 mil estudantes de um universo de 1 milhão. Destes, 47,57% se autodeclararam negras e negros e 45,67% brancas e brancos. Esse percentual de negras e negros era de 40,80% em 2010, e de 34,20% em 2003. O documento de apresentação da pesquisa destaca que, em valores absolutos, o número de negras e negros nas universidades brasileiras triplicou.

A mudança é muito significativa também em relação à renda familiar. Em 2010, a porcentagem de estudantes com renda familiar de até três salários mínimos era de 40,66%, elevando-se para 51,43% em 2014. A íntegra dos resultados – que pode ser conferida no site da Andifes – detalha e analisa esses números, bem como uma série de outros indicadores apresentados em 146 tabelas.

O documento também faz uma estimativa em relação ao público com o perfil que é alvo do Programa Nacional de Assistência Estudantil (PNAES) – estudantes de famílias com renda familiar de até 1,5 salários –, indicando que esse percentual é de 66,19% do corpo discente. Outros dados apresentados são que o corpo discente é formado por 52% de mulheres, que 11,78% tem filhos, 60,16% estudou em escolas públicas e 35,39% trabalham.

Comentários desativados em Andifes: Pesquisa mostra que o conjunto de estudantes das universidades federais é cada vez mais representativo da sociedade brasileira

Filed under Assuntos Comunitários e Estudantis, Equidade, Políticas de Educação e CTI

Comments are closed.