Andifes: Dirigentes de universidades federais debatem causas da evasão e da retenção de alunos e formas de ocupar vagas remanescentes

A Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) promoveu no dia 16 de março o seminário “Eficiência e qualidade na ocupação das vagas discentes nas universidades federais”. O Reitor da UFSCar, Targino de Araújo Filho, acompanhou o evento, que contou com a participação do Secretário de Educação Superior do Ministério da Educação, Jesualdo Farias, e de representantes do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (INEP) e de fóruns e colégios de pró-reitores vinculados à Andifes, além dos reitores das universidades que compõem a Associação.

Ao longo do seminário, parte dos debates foram dedicados ao diagnóstico e reflexões sobre causas da evasão e da retenção dos estudantes, a partir de apresentação de estudo realizado pelo INEP e, também, de experiências da Universidade de Brasília (UnB) e da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Em outro momento, os presidentes do Colégio de Pró-Reitores de Graduação (CoGrad) e dos fóruns nacionais de Pró-Reitores de Assuntos Comunitários e Estudantis (Fonaprace) e de Pró-Reitores de Planejamento e de Administração (Forplad) apresentaram um panorama das políticas atuais de combate à evasão e à retenção. Por fim, representantes do MEC apresentaram proposta de programa para preenchimento de vagas geradas não apenas por evasão e retenção, mas também pelo não preenchimento nos processos seletivos para os cursos de graduação das universidades federais. Em relação ao programa, uma reunião específica deverá ser agendada em breve, e também foi criado um grupo de trabalho composto pela Andifes, pelo CoGrad e pelo MEC, para discussão dos detalhes da iniciativa. O relato do seminário e as apresentações feitas podem ser conferidos no site da Andifes.

No dia seguinte ao seminário, os dirigentes, reunidos no Conselho Pleno da Andifes, deliberaram pela publicação de nota em que demonstram preocupação com o cenário político das instituições e com a democracia no Brasil. No documento, os reitores manifestam preocupação “com o agravamento da crise política e econômica no País e suas ameaças à ordem constitucional e aos direitos civis, políticos e sociais do povo brasileiro” e afirmam que as universidades, “pautadas pelo rigor científico, a criatividade acadêmica, a liberdade de pensamento e a pluralidade de ideias, estão comprometidas com o fortalecimento das instituições públicas em defesa da democracia, da justiça social e da paz”. A íntegra da nota também pode ser conferida no site da Andifes.

Comentários desativados em Andifes: Dirigentes de universidades federais debatem causas da evasão e da retenção de alunos e formas de ocupar vagas remanescentes

Filed under Graduação, Políticas de Educação e CTI

Comments are closed.