Família recebe autorização para continuar morando em área da UFSCar

Sebastião, servidor aposentado da Universidade, reside no local há mais de 30 anos. Nesta sexta-feira (30), sua moradia foi regularizada.

 

Sebastião Samuel da Silva é servidor aposentado da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Há mais de 30 anos que ele e sua família residem em uma casa na própria Universidade, na Área Norte do campus de São Carlos.

Ele é marido de Hilda Silva Abreu, que tem uma paixão especial: suas flores. “Quando eu me mudei para cá, não tinha nenhuma flor. Só aquele pé de jaca e os coqueiros. O resto foi tudo eu e meu filho, que eu já perdi, que plantamos”, afirmou ela.

Apesar do zelo pela moradia, a família convivia com a incerteza: E se a Universidade ou a Justiça pedissem para eles se mudarem? Afinal, a área é pública e pertence à UFSCar. Pensando nisso, há alguns meses a Universidade vem se empenhando para regularizar a autorização de moradia da família.

“A forma mais adequada que encontramos foi estabelecer um ‘Termo de Cessão de Uso Especial para Fins de Moradia (CUEM)‘. Este Termo representa um instrumento de política urbana que regulariza a moradia de interesse social em área pública. Como o Sr. Sebastião e sua família preenchem os requisitos legais, procedemos com a regularização da moradia”, contou a Profª. Drª. Luzia Cristina Antoniossi Monteiro, Chefe de Gabinete da Reitoria da UFSCar.

Reconhecimento – Após tantos anos de trabalho pela Universidade, o reconhecimento: “A casa é de vocês. Enquanto vocês e os filhos de vocês estiverem neste mundo, vão poder morar aqui”, anunciou a Reitora da UFSCar, Profa. Dra. Wanda Hoffmann, que visitou a família para contar a notícia na última sexta-feira, 30 de outubro.

Emocionado, Sebastião assinou o Termo de Cessão junto à Reitora. “Pelo reconhecimento da Reitora, tenho uma casa para morar pelo resto da minha vida”, completou Sebastião Samuel da Silva.

“O Sebastião foi um grande parceiro nos trabalhos de manutenção do campus. Fico muito feliz com a conquista dele e desejo felicidades à família”, finalizou o Engenheiro Alex Elias Carlino, Prefeito do campus de São Carlos da UFSCar, que também trabalhou pela regularização da casa de Sebastião.

Para Hilda, esposa de Sebastião, a emoção veio em dobro: “Nem tenho como agradecer. Se eu tivesse que sair daqui, sairia, fazer o quê? Mas, agora, vou poder viver para sempre aqui, com as minhas árvores e com as minhas plantinhas”, finaliza.

Arquivado em Efemérides, Gestão, Legislação e normas

UFSCar aprova preservação permanente de 47 hectares de Cerrado

Laboratório a céu aberto, fragmento de Cerrado na Universidade possui alto valor ecológico, educacional e científico

 

No campus de São Carlos, a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) conta uma área de Cerrado em que acontecem atividades de ensino, pesquisa, extensão e lazer. Para garantir a preservação do bioma, a Secretaria Geral de Gestão Ambiental e Sustentabilidade (SGAS) da Universidade solicitou que 47 hectares de Cerrado, bem como seus recursos naturais, não sejam explorados.

A Reitora da UFSCar, Profa. Dra. Wanda Hoffmann, apoiou a solicitação e a inseriu na pauta do Conselho de Administração (CoAd). No dia 23 de outubro, o Conselho votou por preservar  esta área de Cerrado de modo permanente.

“O Cerrado da UFSCar é um laboratório a céu aberto. Nas próximas décadas, este fragmento de Cerrado será um diferencial. Estamos em uma área urbana, no interior do Estado de São Paulo, e temos um fragmento de Cerrado. Para a Universidade, isto se reverte em pesquisas e estudos”, apresenta Wanda Hoffmann, Reitora da UFSCar e Presidente do Conselho de Administração. “Com esta preservação permanente do Cerrado, trabalhamos de forma real pela proteção deste importante bioma”, finaliza a Reitora.

A equipe da SGAS construiu pareceres técnicos sobre as características da vegetação do local e sua importância para a conservação do Cerrado. “Nesta área são realizadas pesquisas em Botânica, Hidrobiologia, Ecologia, Morfologia, Gestão Ambiental, dentre outras. Ressaltamos a necessidade de proteção deste importante remanescente de vegetação de Cerrado, uma vez que no Estado de São Paulo resta apenas 1% da cobertura original de Cerrado”, explica a Dra. Raquel Stucchi Boschi, servidora da SGAS.

Importância ecológica – O Cerrado da UFSCar abriga mais de 167 espécies de plantas. Já foram registradas pelo menos 300 espécies de aves, em torno de 20 mamíferos de médio e grande porte, mais de 20 anfíbios, além de uma grande diversidade de macro invertebrados aquáticos e de plantas, muitas das quais de interesse social para a saúde e alimentação. Como exemplo dos mamíferos, há registros da presença do tamanduá-bandeira, da onça-parda, do lobo-guará e do veado-mateiro.

“A preservação desta área de Cerrado é um exemplo para outras Universidades. Confere à nossa Universidade um ‘selo verde’ de preocupação ambiental. Além da excelência em tecnologia, pesquisa e ciência, também temos esta preocupação ambiental. É um exemplo tanto em nível nacional quanto internacional”, afirma a Profa. Dra. Dalva Matos, do Departamento de Hidrobiologia da UFSCar.

Em apresentação ao Conselho de Administração, a Dra. Roberta Sanches, servidora da SGAS, considerou que “o Cerrado da UFSCar possui alto valor ecológico, científico e educacional. No entanto, está exposto devido à expansão urbana e à proximidade com rodovias. Por esta razão, a Universidade solicita maior proteção à área”, completou.

Proteção do Cerrado da UFSCar – De acordo com o Novo Código Florestal (Lei nº 12.651, de 25 de maio de 2012), o possuidor de um imóvel pode limitar o uso de sua propriedade a fim de conservar ou recuperar recursos ambientais existentes, procedimento que resulta na classificação da área como de “servidão ambiental”.

Este procedimento foi seguido pela UFSCar e, agora, o fragmento de Cerrado da Universidade terá seu uso registrado como de “servidão ambiental”.

Foto: Secretaria-Geral de Gestão Ambiental e Sustentabilidade (SGAS)

Arquivado em Espaço físico, Gestão, Gestão ambiental, Legislação e normas

Aprovado Primeiro Código de Obras e Edificações da UFSCar

Foi elaborado coletivamente por profissionais de arquitetura e engenharia no período de agosto de 2019 a outubro de 2020.

 

O Primeiro Código de Obras e Edificações da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) foi aprovado pelo Conselho de Administração (CoAd) da Instituição, no mês de outubro. Sua elaboração se deu, de modo coletivo, por profissionais de arquitetura e engenharia das Secretarias-Gerais de Gestão do Espaço Físico (SeGEF), de Gestão Ambiental e Sustentabilidade (SGAS), de Informática (SIn), das Prefeituras Universitárias (PUs) dos 4 campi e da Fundação de Apoio Institucional ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico da Universidade (FAI.UFSCar). A elaboração ocorreu de agosto de 2019 a outubro de 2020.

“Este Código é um marco regulatório do setor de projetos e obras da UFSCar, uma vez que nunca tivemos este tipo de documento. O que propomos com este código é disciplinar, de modo técnico, todas as ações e procedimentos que precisamos ter para projetar, solicitar, autorizar, aprovar edificações, projetos urbanísticos e de infraestrutura física”, explica o Prof. Dr. José da Costa Marques Neto, Secretário-Geral de Gestão do Espaço Físico da Universidade.

Elaboração – A Comissão responsável, designada pelas Portarias GR 3781, 3788 e 4448, dividiu-se em grupos temáticos focados, principalmente, em mapear os seguintes aspectos:

  1. Atores Principais;
  2. Solicitação, autorização e aprovação de projetos;
  3. Fiscalização de obra;
  4. Uso e ocupação do solo;
  5. Penalidades.

Para a Reitora da UFSCar, Profa. Dra. Wanda Hoffmann, a elaboração deste Código é um grande avanço para a Universidade. “Com cerca de 30 mil pessoas nos 4 campi, a UFSCar tem questões complexas assim como municípios. Temos laboratórios, edifícios com distintas finalidades e campi com diferentes cursos e necessidades, então este Código de Obras, elaborado por uma equipe técnica e multidisciplinar, é um legado à UFSCar”, conclui a Reitora.

Esta normativa irá contemplar as novas obras que venham a ser elaboradas a partir de sua aprovação. Acesse o Código de Obras e Edificações na íntegra aqui.

Mais informações podem ser obtidas junto à SeGEF pelo e-mail segef@ufscar.br.

Vista aérea do campus de São Carlos da UFSCar (Foto: K2 Drones)

Arquivado em Espaço físico, Gestão, Infraestrutura, Legislação e normas

[Nota da Reitoria] Mensagem pelo Dia do Servidor Público

A UFSCar parabeniza a cada um dos mais de 2.300 servidores docentes e técnico-administrativos da Universidade pelo Dia do Servidor Público, comemorado em 28 de outubro. Diariamente, cada um de vocês dedica-se à missão de transformar vidas, fazendo a diferença na construção de uma gestão pública que visa proporcionar o melhor à sociedade.

Alguns são recém contratados; outros dedicaram toda sua vida profissional à construção da UFSCar que conhecemos hoje. Nestes 50 Anos de UFSCar, temos a honra de agradecer e parabenizar a todos pela construção de uma Universidade de excelência, pioneira em diversos aspectos e socialmente referenciada.

Nosso reconhecimento, parabenização e agradecimento a cada servidor e a cada servidora da UFSCar.

Grande abraço!

Wanda Hoffmann
Reitora

Walter Libardi
Vice-Reitor

 

UFSCar parabeniza servidores neste 28 de outubro.

Arquivado em Notas da Reitoria

[Comunicado] Votação para os Conselhos Superiores segue até amanhã, às 13h59

Está aberta a votação para escolha de representantes docentes, técnico-administrativos e dos estudantes junto aos Conselhos Superiores da UFSCar (Conselho Universitário, de Administração, de Graduação, de Extensão, de Pesquisa e de Assuntos Comunitários e Estudantis).

Para votar: Acesse o site Eleições UFSCar e selecione “Conselhos Superiores”. Na lateral esquerda estão relacionados todos os Conselhos com eleições abertas. Selecione um Conselho, acesse URNAS (também na lateral esquerda) e vá até a urna de sua categoria.

Acesse o tutorial em vídeo aqui.

Votos podem ser depositados até 29/10/2020 (quinta-feira), às 13h59.

Acesse o site Eleições UFSCar para votar ou obter mais informações.

Arquivado em Conselhos