[Portaria UFSCar] Suspensão de aulas e atividades curriculares por tempo indeterminado

PORTARIA GR Nº 4380, DE 20 DE MARÇO DE 2020

Prorroga suspensão de aulas, atividades curriculares e medidas de caráter temporário visando reduzir exposição pessoal e interações presenciais entre membros da comunidade UFSCar.

 

A Reitora da Universidade Federal de São Carlos, no uso das atribuições legais e estatutárias que lhe foram conferidas pelo art. 4º do Estatuto da FUFSCar, aprovado pela Portaria MEC nº 1161, de 04/07/1991, publicada no DOU de 05/07/1991, e pelo art. 27 do Estatuto da UFSCar, aprovado pela Portaria SESu/MEC nº 984, de 29/11/2007, publicada no DOU de 30/11/2007, e,

CONSIDERANDO que a classificação da situação mundial da COVID-19 como pandemia significa o risco potencial de a doença infecciosa atingir a população mundial de forma simultânea, não se limitando a locais que já tenham sido identificados como de transmissão interna,

CONSIDERANDO o Informe da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), de 12 de março de 2020, o qual recomenda que “ao se identificar a fase inicial de transmissão comunitária, as medidas iniciais mais recomendadas são estimular o trabalho em horários alternativos em escala, reuniões virtuais, home office, organizadores devem avaliar a possibilidade de cancelar ou adiar a realização de eventos com muitas pessoas, entre outras”,

CONSIDERANDO o reconhecimento por parte do Governo do Estado de São Paulo da ocorrência dos primeiros casos de contaminação comunitária no estado, o qual motivou a determinação para suspensão de atividades escolares e universitárias no estado, e ainda a determinação de quarentena a partir de 24/03/2020, devido ao agravamento crescente da pandemia,

CONSIDERANDO as recomendações do Comitê de Controle e Cuidados em relação ao novo Coronavirus, criado no âmbito da UFSCar por meio da Portaria GR (SEI: 0147644), para assessorar a tomada decisões da Reitoria, o qual aponta a gravidade epidemiológica e a dimensão do risco representado por este agravo.

 

RESOLVE:

Art. 1º   Revogar a Portaria GR 4370 (SEI: 0145210).

Art. 2º Suspender as aulas e outras atividades curriculares presenciais dos cursos de graduação, pós-graduação, especialização e aperfeiçoamento nos 4 campi da UFSCar, por tempo indeterminado, com retorno condicionado às orientações e determinações emitidas  pelas autoridades de saúde e educação.

     §1º Esta determinação não se aplica a estudantes dos cursos das áreas da saúde em estágio hospitalar, os quais deverão se apresentar normalmente a essas atividades. Fica a critério de suas respectivas coordenações de curso, a manutenção ou interrupção do estágio.

     §2º  Esta determinação não se aplica a estudantes em estágios curriculares ou não curriculares em regime de home-office, condicionado à observância das orientações e determinações emitidas pelas autoridades de saúde, quanto aos cuidados para redução de riscos de exposição ao vírus.

     §3º  As atividades dos cursos de especialização e aperfeiçoamento poderão ser conduzidas na modalidade a distância, seguindo as orientações institucionais previstas e em acordo entre o coordenador do curso e alunos participantes.

     §4º  De modo a permitir tempo adequado de comunicação e deslocamentos, será observado período mínimo de 5 dias corridos entre a revogação desta portaria e o efetivo início das atividades descritas no caput.

Art. 3º Ampliar o prazo de vigência da Portaria GR-371 (SEI: 0145242), estabelecido em seu Art. 41, para vigência indeterminada, com revogação condicionada às orientações e determinações emitidas  pelas autoridades de saúde e educação.

Art.4º Determinar o planejamento para possível uso de métodos e  ferramentas para atividades de ensino e pesquisa em modalidade remota, com ações a serem formalizadas por meio de normativas próprias.

Art.5º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação no Boletim de Serviço Eletrônico.

 

Profa. Dra. Wanda Aparecida Machado Hoffmann
Reitora

Arquivado em COVID-19, Saúde

COVID-19: Replanejamento de ações no Brasil e na UFSCar

Na manhã de 14 de março (sábado), a Reitoria da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) reuniu-se com o Comitê de Controle e Cuidados em relação ao COVID-19, instituído pela Universidade. Após discussões sobre a doença, ficou definido que a UFSCar suspenderia as atividades acadêmicas de 16 a 29 de março. Em 16 de março (segunda), a Reitora da UFSCar, Wanda Hoffmann, assinou a Portaria GR 4371 que estabelece medidas de caráter temporário visando reduzir a exposição da comunidade interna e externa à Universidade como forma de prevenção à COVID-19.

A nova normativa da UFSCar, em consonância aos atos do Governo Federal e Estadual, propõe o replanejamento de rotinas e procedimentos de trabalho. O replanejamento abre a possibilidade do trabalho remoto (home-office). Para realização do trabalho remoto, as chefias, junto dos servidores, deveriam enviar plano de trabalho referente ao período de home-office até 18 de março de 2020. Mais de 140 processos foram gerados por diversas unidades da UFSCar, abrangendo servidores docentes, técnico-administrativos e estagiários no replanejamento de atividades.

A UFSCar vem encarando estas dificuldades como desafios. A Universidade ressalta, ainda, que as atividades administrativas não cessarão nestas duas semanas: passarão por reajustes. Por e-mail, telefone e utilizando os diversos sistemas para tramitação de informações e documentos, os serviços da UFSCar permanecem atendendo a sociedade interna e externa. O Restaurante Universitário da UFSCar, por exemplo, ajustou seu funcionamento e passou a fornecer gêneros alimentícios in natura aos bolsistas que manifestaram interesse por meio de formulário.

Aulas em meios digitais – A Pró-Reitoria de Graduação (ProGrad) da UFSCar apresentou à Universidade um Ofício Circular que dialoga sobre “Procedimentos de Aulas em Meios Digitais” durante a pandemia do COVID-19. Aulas por meio digitais foram autorizadas pelo Ministério da Educação na última terça-feira (17 de março). Esta autorização tem duração de até 30 dias, prorrogáveis a depender de orientação do Ministério da Saúde e órgãos de saúde estaduais, municipais e distritais.

Fica a cargo das Instituições a adoção de meios digitais para ensino enquanto durar a situação de pandemia do novo Coronavírus. O Ofício Circular da ProGrad propõe aos cursos da UFSCar a avaliação da pertinência e viabilidade acerca de atividades não presenciais neste momento. A posição de cada Coordenação de Curso da Universidade deverá ser enviada até 24 de março. Este posicionamento será utilizado como subsídio às decisões da Universidade.

Organização Mundial de Saúde (OMS) – A (OMS) classificou a atual situação de transmissão da COVID-19 (novo Coronavírus) como “pandemia” em 11 de março deste ano. A classificação ocorreu devido à rápida disseminação geográfica da doença. A OMS considera que há risco potencial da COVID-19, doença infecciosa, atingir a população mundial de forma simultânea, não se limitando a locais que já tenham sido identificados como de transmissão.

No Brasil – Diante do quadro, medidas de saúde pública estão sendo adotadas por todo o mundo. No Brasil, já no dia 9 de março foi anunciado pelo Ministério da Saúde a abertura de um chamamento público para cerca de 5 mil profissionais pelo programa Mais Médicos. O chamamento objetiva reforçar a capacidade de assistência em saúde durante a emergência do Coronavírus. O edital permanece aberto até 22 de março. Até o momento já se inscreveram mais de 4.400 médicos.

Em 13 de março o Ministério da Saúde regulamentou os critérios de isolamento e quarentena que devem ser aplicados pelas autoridades de saúde para pacientes com suspeita ou confirmação de infecção por Coronavírus no Brasil. Também foram reforçadas medidas de prevenção individual. Segundo o Ministério da Saúde, sem a adoção de recomendações que previnam a transmissão do COVID-19, o número de casos pode dobrar a cada 3 dias.

Estado de São Paulo – A atuação do Governo do Estado de São Paulo no combate ao COVID-19 se intensificou nas últimas semanas. Dentre as medidas adotadas estão a abertura de mais de 1.000 novos leitos hospitalares para o atendimento a casos do COVID-19, aquisição de respiradores, recomendações específicas para atendimento aos idosos, dentre outras. Na tarde do dia 13 de março (sexta-feira), o Ministério da Saúde junto ao Governo do Estado de São Paulo definiu pela suspensão gradual das aulas da rede estadual de ensino a partir de segunda (16 de março).

Arquivado em COVID-19, Saúde

[Restaurantes Universitários] Orientações para armazenamento e consumo das refeições

A Coordenadoria de Nutrição (CNutri) da UFSCar orienta a comunidade quanto ao armazenamento, transporte e consumo das refeições que serão distribuídas pelos Restaurantes Universitários da UFSCar (RUs) no período de suspensão das atividades acadêmicas da UFSCar

CONSIDERANDO que a paralisação dos serviços de distribuição de refeições poderá prejudicar os membros da comunidade universitária que não puderam voltar para suas residências de origem, principalmente os mais carentes que dependem do apoio da Universidade;

CONSIDERANDO as recomendações do Comitê COVID-19 de 16/03/2020, para que as refeições sejam fornecidas em pratos individuais, prontos e devidamente embalados para serem consumidos nas moradias ao invés de no próprio RU, como uma estratégia que evite ou minimize filas e impeça aglomeração de pessoas em refeição ou em espera;

CONSIDERANDO que serão distribuídas diariamente, das 11:30 ás 13:00 horas, 2 marmitas, uma para atender a alimentação do almoço e outra o jantar, e uma vez por semana, aos sábados, no mesmo horário da distribuição de marmitas, a distribuição de gêneros para contemplar o café da manhã semanal;

CONSIDERANDO que a manipulação e consumo destes alimentos fora dos refeitórios dos Restaurantes Universitários dificulta o controle higiênico sanitário das preparações pela equipe técnica, determinadas condutas devem ser adotadas a fim de garantir a segurança alimentar;

Em relação aos itens fornecidos para atender o café da manhã:

– Os gêneros para o café da manhã serão entregues para consumo de uma semana. Após este prazo, fique atento à validade dos alimentos, principalmente do pão de forma. Não consuma alimentos vencidos.

Em relação ao marmitex fornecido para atender o almoço:

– Após a retirada do seu marmitex no Restaurante Universitário, dirija-se imediatamente para seu local de moradia e evite paradas durante o trajeto para que o consumo seja realizado o mais próximo possível de sua retirada. Tal recomendação é de extrema importância para garantir que o consumo das preparações ocorra dentro do tempo e temperatura de segurança estabelecida pela legislação sanitária. Portanto, o tempo entre a retirada e o consumo do marmitex não deverá ultrapassar 1 hora;

– Se não houver o consumo total das preparações, as mesmas devem ser descartadas;

Em relação ao marmitex fornecido para atender o jantar:

Ao chegar em sua moradia, coloque imediatamente a marmita fornecida para atender o jantar na geladeira. Tal orientação é de extrema importância para que o processo de resfriamento ocorra de forma adequada, e para evitar a proliferação de microrganismos;

– Não viole a embalagem para evitar contaminação das preparações. Abra a embalagem apenas quando for consumir;

– Retire a marmita da geladeira apenas quando for consumir;

– Antes do consumo, aqueça adequadamente as preparações em recipientes limpos e de vidro, umas vez que as embalagens de alumínio não podem ir ao micro-ondas;

– Se não houver o consumo total das preparações, as mesmas devem ser descartadas;

– NÃO DEIXE SUA MARMITA EM TEMPERATURA AMBIENTE;

Orientações Gerais

– Realize a higienização das mãos com água e sabão antes de manipular os alimentos e antes de consumir as refeições;

– Consuma suas refeições em local adequado, limpo e faça uso de talheres e pratos higienizados;

– O horário de consumo das marmitas, o transporte, a manutenção da temperatura, o reaquecimento e a higiene do local são pontos que devem ser controlados por cada pessoa;

– Não compartilhe artigos de uso pessoal tais como copos, talheres e similares, sem lavagem prévia;

– Lave frequentemente as mãos com água e sabão. Se não tiver água e sabão, usar álcool-gel. Nunca levar as mãos ao rosto, olhos, boca ou nariz sem lavá-las antes;

– Limpe com frequência as superfícies e objetos com detergente ou outros desinfetantes adequados, especialmente aqueles que são tocados por várias pessoas.

 

Arquivado em Assuntos Comunitários e Estudantis, COVID-19, Saúde

[Nota da Reitoria] O que fazer para se proteger e evitar a proliferação do COVID-19

A Reitoria da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) orienta a comunidade acadêmica a tomar cuidados efetivos para se proteger e evitar a proliferação do vírus da COVID-19.

Considerando que a transmissão do vírus que causa a doença COVID-19 se dá, principalmente, por meio de gotículas de saliva que podem alcançar o rosto das pessoas ou a partir da respiração e da fala de quem está perto ou então a partir das mãos do próprio indivíduo e uso de objetos após contato desses com gotículas de saliva depositadas em algum tipo de superfície, para minimizar a possibilidade de transmitir ou contrair o vírus da COVID-19 deve-se:

1) Evitar proximidade menor que 2m (dois metros) de outras pessoas ao conversar com elas, assim como contatos físicos desnecessários, especialmente se o interlocutor estiver com febre e/ou algum sintoma respiratório.

2) Ao conversar com alguém com febre associada a algum outro sintoma respiratório, é prudente que ambos os interlocutores usem máscara facial.

3) Ao tossir ou espirrar, afastar-se das outras pessoas e, ainda assim, proteger a saída da boca e do nariz com um lenço descartável. Descartar o lenço em lixo adequado e lavar as mãos imediatamente.

4) Evitar ao máximo sair de casa, mesmo estando sadio. Não frequentar e não permanecer em ambientes fechados, com aglomeração de pessoas e sem ventilação. Caso sentir frio, agasalhar-se e, ainda assim, manter os ambientes abertos, ventilados e sem aglomerações.

5) Lavar frequentemente as mãos com água e sabão. Na impossibilidade, usar álcool em gel 70. Nunca levar as mãos ao rosto, olhos, boca ou nariz sem antes lavá-las.

6) Limpar com frequência as superfícies e objetos com detergente ou outros desinfetantes adequados, especialmente as superfícies que são tocadas por várias pessoas.

7) Sempre lavar as mãos após manipular dinheiro, documentos ou artigos que são tocados por várias pessoas.

8) Sempre lavar as mãos antes e após a higiene do rosto, olhos, boca ou nariz.

9) Não compartilhar artigos de uso pessoal, bem como copos, talheres e similares, sem lavagem prévia.

10) Não compartilhar capacetes de motocicleta.

11) Evitar ao máximo o uso de transporte coletivo e, em caso de necessidade, evitar aqueles que estiverem muito cheios. Trafegar com as janelas do veículo abertas, exceto em casos de risco maior.

12) Não assoar o nariz em ambientes públicos ou próximo a outras pessoas, preferindo fazer isso em banheiros e em condições privativas, lavando as mãos e o rosto imediatamente após.

13) Todas as vezes em que for lavar as mãos, usar água corrente e sabão.

14) Especialmente em banheiros públicos, abrir e fechar as torneiras com o cotovelo.

15) Em caso de febre associada a qualquer outro sintoma respiratório, procurar imediatamente orientação de profissional de saúde, isolar-se em quarentena no domicílio e não compartilhar toalhas, copos, talheres e outros artigos de uso pessoal. Usar máscara facial descartável cobrindo a boca e o nariz sistematicamente e trocá-la várias vezes ao dia, descartando a já utilizada em lixo adequado. Não permanecer ou dormir no mesmo quarto que outra pessoa e adotar também todas as medidas sugeridas de 1 a 14 acima. Em caso de dificuldade respiratória, dirija-se de imediato a um hospital.

Fontes: Ministério da Saúde, Conselho Federal de Medicina, Associação Médica Brasileira, World Health Organization

Mais informações:
https://coronavirus.saude.gov.br/
https://amb.org.br/coronavirus/
https://portal.cfm.org.br/images/PDF/2019_nota_coronavirus.pdf
https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019/advice-for-public

Arquivado em Campanhas, COVID-19, Saúde

[Portarias UFSCar] Expansão do Comitê de Controle e Cuidados em relação ao novo Coronavírus

Portaria GR nº 4376, de 18 de março de 2020

A Reitora da Universidade Federal de São Carlos, no uso das atribuições legais e estatutárias que lhe foram conferidas pelo art. 4º do Estatuto da FUFSCar, aprovado pela Portaria MEC nº 1161, de 04/07/1991, publicada no DOU de 05/07/1991, e pelo art. 27 do Estatuto da UFSCar, aprovado pela portaria SESu/MEC nº 984, de 29/11/2007, publicada no DOU de 30/11/2007, e

CONSIDERANDO que a classificação da situação mundial do Novo Coronavírus como pandemia significa o risco potencial da doença infecciosa atingir a população mundial de forma simultânea, não se limitando a locais que já tenham sido identificados como de transmissão interna, o qual aponta a gravidade epidemiológica e a dimensão do risco representado por este agravo.

RESOLVE:
Art. 1º – Expandir o Comitê de Controle e Cuidados em relação ao Novo Coronavírus, Revogando a Portaria GR nº 4369, de 12 de Março de 2020, envolvendo outros membros da Comunidade UFSCar e membro externo, relevantes para o esforço conjunto de combate a doença COVID‐19.

Art. 2º – A composição do referido comitê, constituído pelos seguintes membros:

Prof. Dr. Bernardino Geraldo Alves Souto ‐ Departamento de Medicina (Presidente)
Profa. Dra. Maristela Schiabel Adler ‐ Unidade Saúde Escola
Prof. Dr. Luis Eduardo Andreossi ‐ Departamento de Atenção a Saúde
Prof. Dr. Fábio Fernandes Neves ‐ Departamento de Medicina
Prof. Dr. Rodrigo Alves Ferreira ‐ Hospital Universitário
Prof Dr. Tiago da Silva Alexandre ‐ Departamento de Gerontologia
Profa Dra. Sigrid de Sousa dos Santos ‐ Departamento de Medicina
Profa Dra. Vivian Ramos Melhado ‐ Departamento de Gerontologia
Sra. Katia Spiller ‐ Supervisora da Vigilância Epidemiológica do Município de São Carlos

Art. 3º – São atribuições do Comitê de Controle e Cuidados em relação ao Novo Coronavírus:

I‐ Debater e definir medidas de combate à disseminação em relação a COVID‐19 no âmbito da UFSCar, seguindo as diretrizes do Ministério da Saúde e outros órgãos oficiais.
II‐ Assessorar diretamente a Reitoria em questões relacionadas a COVID‐19.
III‐ Acompanhar e orientar quanto aos controles e cuidados em relação a COVID‐19.
IV‐ Contribuir com ações de Saúde para a UFSCar e para o Sistema Público de Saúde em relação a COVID‐19.

Art. 4º ‐ Esta Portaria entrará em vigência a partir da sua publicação no Boletim de Serviços Eletrônicos.

Profa. Dra. Wanda Aparecida Machado Hoffmann
Reitora

Arquivado em COVID-19, Saúde