Ações da Universidade contra a COVID-19 continuam crescendo

Testes da COVID-19, álcool 70% e máscaras de proteção estão entre as iniciativas

Hoje (23) têm início os testes da COVID-19 na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Inicialmente a capacidade de testes será de 48 por dia. Com a chegada de novos equipamentos nas próximas semanas, será possível realizar até 400 testes por dia. Saiba mais sobre os testes da COVID-19 na UFSCar AQUI.

Em outra frente de atuação, a Unidade de Memória e Arquivo Histórico (UMMA) da UFSCar realizou a doação de cerca de 30 máscaras N95 ao Hospital Universitário (HU) da UFSCar.  “Utilizamos as máscaras na conservação dos acervos da Universidade. Nosso estoque é limitado, mas nós e toda a comunidade UFSCar escolhemos salvar vidas”, afirmou Cláudia de Moraes Barros Ramalho, Diretora da UMMA. Conheça as ações da Unidade de Memória pelo Instagram @umma.ufscar.

Mais iniciativas – A UFSCar também apoia a sociedade na produção de máscaras faceshield, utilizadas principalmente por profissionais da saúde. Nos campi de Araras, Sorocaba e São Carlos já foram produzidas cerca de 1.000 máscaras. Estas máscaras vêm sendo destinadas ao Hospital Universitário (HU) da UFSCar, aos órgãos de saúde e segurança dos municípios de São Carlos, Araras, Sorocaba, Pitangueiras, Descalvado, Porto Ferreira, Matão, dentre outros. “Momento de união e superação de desafios, a Universidade se coloca na trincheira da transformação social”, explica a Reitora da UFSCar, Wanda Hoffmann.  

Álcool glicerinado e álcool 70% também vêm sendo produzidos nos campi de Araras, São Carlos e Sorocaba da UFSCar. As iniciativas se deram visando suprir a necessidade das redes municipais de saúde. Diversos docentes, técnicos e estudantes vêm contribuindo para a produção que ocorre nos laboratórios da Universidade.

Respiradores adulto e infantil também foram consertados na UFSCar. Reparos básicos, como troca de baterias e mangueiras ressecadas, tornaram possível que 3 respiradores agora possam ser utilizados pela Santa Casa de São Carlos.

Dialogando com o poder público, pesquisadores da UFSCar desenvolveram um simulador no âmbito das favelas brasileiras. A ferramenta visa analisar o impacto de diferentes medidas na disponibilidade hospitalar e no número de vidas salvas em populações de baixa renda, no contexto da pandemia do novo Coronavírus. O objetivo é fomentar e estudar possíveis formas de enfrentamento à Covid-19 no País.

Outras iniciativas podem ser acessadas no Portal da UFSCar.

Deixe um comentário

Arquivado em COVID-19, Saúde