Eficiência Energética na UFSCar

A UFSCar vem trabalhando para reduzir o consumo de energia elétrica na Universidade por buscar maior sustentabilidade ambiental e diminuição de gastos permanentes. Para gerar sua própria energia, a instalação de usinas solares fotovoltaicas vêm ocorrendo em diversos edifícios da Universidade.

É o caso da Unidade Saúde-Escola (USE/ UFSCar), no campus de São Carlos, que está recebendo a instalação de 3 usinas solares fotovoltaicas em seu telhado nesta semana. Além disso, também foram trocadas lâmpadas tubulares de áreas internas e externas da UFSCar por iluminação de LED – muito mais econômica, com durabilidade ampliada e uma opção ecologicamente mais adequada.

Instalação de Usinas Solares Fotovoltaicas na USE/ UFSCar

Na última reunião do Conselho de Administração da UFSCar, ocorrida em 29 de novembro de 2019, o Coordenador do Projeto de Eficiência Energética e Vice-Reitor da Universidade, Walter Libardi, apresentou estes e outros dados aos presentes. Desde 2017 já foram aportados mais de R$ 8 milhões para investimento em eficiência energética na UFSCar. Estes projetos foram financiados integralmente pelas distribuidoras de energia elétrica. O principal critério avaliado pelas distribuidoras é a relação custo-benefício que o projeto proporciona.

Até o momento a UFSCar já teve 6 projetos de eficiência energética aprovados:

  1. Um no campus de Araras, com a distribuidora ELEKTRA;
  2. Um no campus de Sorocaba, com a distribuidora CPFL Piratininga;
  3. Quatro projetos no campus de São Carlos com a distribuidora CPFL Paulista.

No campus Lagoa do Sino a submissão de projetos está em curso.

Através destes projetos já foi possível a substituição de 26.834 lâmpadas e luminárias por tecnologia LED e a instalação de diversas usinas solares fotovoltaicas. O consumo médio de energia da UFSCar é em torno de R$ 9 milhões por ano. Estes investimentos em eficiência energética resultarão em uma redução permanente de R$ 2 milhões na conta de luz

Na prática esta redução  de consumo equivale ao uso de energia elétrica de 1.674 residências ao ano. Segundo o Vice-Reitor da UFSCar, Walter Libardi, novos projetos já estão em desenvolvimento.

Deixe um comentário

Arquivado em Espaço físico, Gestão, Gestão ambiental