Olimpíada Brasileira de Robótica recebe mais de 200 mil inscrições – e sua Coordenadora-Geral é Professora da UFSCar!

Resgatar vítimas de um desastre sem interferência humana: esta é a missão dos robôs construídos por estudantes que concorrem na modalidade prática da Olimpíada Brasileira de Robótica.

A Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) é uma das maiores do mundo em quantidade de inscritos e de equipes formadas. No biênio 2018 – 2019 a Coordenadora-Geral desta Olimpíada científica é a Profa. Tatiana Pazelli, docente do Departamento de Engenharia Elétrica da UFSCar.

Para nos contar um pouco mais sobre esta Olimpíada Científica a Professora Tatiana participou do programa Reitoria no Rádio – programa semanal que vai ao ar toda sexta-feira, às 13h, na Rádio UFSCar 95,3 FM. Também pode visto no Facebook da Reitoria UFSCar.

“Agradeço, em nome da UFSCar, à sua participação e à sua colaboração para a nossa sociedade. Principalmente, agradeço pelo seu empenho na formação e desenvolvimento destas crianças e adolescentes brasileiros”, afirmou a Reitora da UFSCar, Profa. Dra. Wanda Hoffmann.

Conforme explicou a Professora Tatiana, a OBR é para todos! Podem participar estudantes do ensino fundamental a partir de 6 anos, ensino médio e técnico de escolas públicas e particulares de todo o Brasil. A inscrição é feita pelas escolas, as quais inscrevem nominalmente os estudantes interessados em participar.

Com 5 níveis para divisão dos estudantes por faixa etária e de aprendizado, a Olimpíada possui duas modalidades: Teórica e Prática. A Professora Tatiana Pazelli enfatiza o caráter multidisciplinar da Olimpíada, uma vez que “a Robótica não é apenas uma disciplina ou área. É necessário o conhecimento de conteúdos de Língua Portuguesa, Geografia, História, Física, Matemática, Inglês, dentre outros”, afirma a Coordenadora-Geral.

Mesmo aqueles que nunca tiveram nenhum contato com a Robótica podem participar. Neste ano de 2019 foram 181.327 inscritos na Modalidade Teórica e 23.625 para a Modalidade Prática.

As equipes vencedoras da etapa nacional da Olimpíada Brasileira de Robótica concorrem no exterior, na categoria Rescue Line da Robocup, que é a maior Olimpíada de Robótica do mundo. Para o próximo ano (2020), a Professora Tatiana Pazelli foi convidada a compor o Comitê de Organização da Robocup, que ocorrerá em Bordeaux, na França.

Coordenada pela Profa. Dra. Tatiana Pazelli, da UFSCar, Olimpíada Brasileira de Robótica recebe mais de 200 mil inscrições em 2019 (Foto: Portal Olhar Digital)

Deixe um comentário

Arquivado em Divulgação científica