Andifes se manifesta sobre cortes de mais 18% no orçamento das universidades federais

Logo da Andifes

Diretoria da Andifes alertou sobre os riscos que os cortes representam às atividades das universidades federais (Divulgação)

A Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) está mobilizada para garantir os investimentos e reverter os cortes no orçamento para as IFES e, também, alertar a sociedade sobre os riscos que os cortes representam à manutenção das universidades federais.

A Diretoria da Associação realizou ontem (18/3), como coletiva de imprensa, live sobre o corte de mais de 18% no orçamento das universidades. Assista aqui o pronunciamento na íntegra.

“Estamos comprometidos com esse movimento da Andifes e, desde o início da gestão, estamos trabalhando em conjunto para traçar estratégias para reverter esse cenário que incluem, por exemplo, buscar o apoio de parlamentares para ação junto ao Ministério da Educação (MEC). A questão orçamentária é um tema de extrema importância e prioritário para a gestão, principalmente porque esses cortes afetam diretamente os investimentos em permanência estudantil e a manutenção dos serviços essenciais das universidades”, comenta a Reitora da UFSCar, Ana Beatriz de Oliveira.

Além dos trabalhos com foco no orçamento para 2021, a Reitora participou na última terça-feira (16/3) do Ciclo de Palestras Andifes que abordou os efeitos reais do chamado teto constitucional (Emenda Constitucional 95/2016), que limita por 20 anos os gastos públicos por meio de um rígido mecanismo de controle, bem como suas implicações reais em setores como Educação e Saúde. A palestra pode ser assistida na íntegra aqui.

Deixe um comentário

Arquivado em Sem categoria