Pró-Reitoria de Graduação (ProGrad) intensifica ações para garantir a acessibilidade das pessoas com deficiência ao ensino e trabalho remoto

Logo Portal Acessibilidade

O GTI Acessibilidade trabalha na construção do Portal Acessibilidade UFSCar (Divulgação)

Com a proposta de assegurar a acessibilidade da comunidade universitária para realizar as atividades acadêmicas e do Ensino Não Presencial Emergencial (ENPE), a Pró-Reitoria de Graduação (ProGrad) criou em 2020 o Grupo de Trabalho Interdisciplinar Acessibilidade (GTI Acessibilidade).

O grupo é multidisciplinar e conta com representantes de outras pró-reitorias, de todos os campi, departamentos, docentes e discentes das áreas de Ciências Humanas, Biológicas e Exatas, que realizaram um levantamento com as demandas dos estudantes autodeclarados pessoas com deficiência para identificar seus cursos, recursos, projetos e estágios, bem como as necessidades para o ENPE.

“A pandemia intensificou as ações remotas e nos mostrou como precisamos aprimorar nossas ferramentas para que todos, sem exceção, consigam realizar as tarefas para sua formação e trabalho. Com essa premissa, o GTI Acessibilidade tem levantado a demanda das áreas e desenvolvido inúmeras atividades para orientar a comunidade e criar mecanismos para garantir a acessibilidade de todos”, explica a Pró-Reitora Adjunta de Graduação, Luciana Cristina Salvatti Coutinho.

Alguns exemplos são os encontros virtuais da ProGrad com a Secretaria Geral de Educação a Distância (SEaD), com o tema “Promoção da Acessibilidade em período de atividades não presenciais”, voltado para os docentes; a formação de 21 bolsistas treinamento com foco em legislações específicas de acessibilidade, reserva de vagas, letramento digital, legendagem de vídeos, audiodescrição, entre outras.

“A partir dessa formação, os bolsistas elaboraram e adaptaram materiais acessíveis e legendaram as vídeo-aulas para docentes, e oferecem apoio constante aos estudantes com deficiência”, explica Eliana Marques Ribeiro Cruz, coordenadora do GTI Acessibilidade e pedagoga da Coordenadoria de Acompanhamento Acadêmico e Pedagógico para Estudantes (CAAPE/ProGrad).

O GTI também trabalha na construção do Portal Acessibilidade UFSCar, a ser implementado no próximo mês, que vai disponibilizar aos docentes, estudantes e técnicos administrativos recursos e suportes para o desenvolvimento de atividades de ensino, pesquisa e extensão.

Para as atividades deste ano do ENPE, o GTI Acessibilidade vai concentrar esforços na elaboração de vídeos institucionais acessíveis e na adaptação de edital virtual para o ingresso de reservas de vagas para pessoas com deficiência. Além disso, vai manter os serviços já realizados para o ENPE de 2020, como o apoio acadêmico aos estudantes no que diz respeito à adaptação de materiais e organização para o estudo; legendagem de vídeo-aulas e formação sobre acessibilidade no Ensino Superior para os integrantes do grupo e para os bolsistas.

Deixe um comentário

Arquivado em Acesso à informação, Educação a distância, Graduação