ConsUni aprova criação do Conselho de Gestão de Pessoas e Política de Saúde Mental para a UFSCar

Captura de tela 246ª Reunião Ordinária do ConsUni

246ª Reunião Ordinária do ConsUni terá uma 2ª sessão no dia 5/3 (Divulgação: Captura de tela)

A 246ª Reunião Ordinária do Conselho Universitário (ConsUni) contou com uma pauta movimentada, com debate e deliberações sobre importantes temas para o avanço da Universidade em termos de planejamento e projetos voltados para a sua comunidade.

O órgão colegiado aprovou a criação do Conselho de Gestão de Pessoas (CoGPe) e definiu a formação de uma comissão interna para trabalhar em uma proposta de estruturação do Conselho. A Pró-Reitora de Gestão de Pessoas, Jeanne Michel, destacou que o CoGPE será um espaço fundamental para a Universidade refletir sobre a gestão de pessoas, garantindo que as medidas voltadas à comunidade interna sejam debatidas de forma transparente e democrática, para colocar em prática políticas de bem-estar e que levem qualidade de vida às pessoas.

Também referente à ProGPe, o ConsUni votou favoravelmente a proposta de reorganização do Banco de Professor Equivalente da UFSCar, a fim de proteger a Universidade e assegurar recursos para a área, garantindo aos docentes oportunidades para desenvolverem suas carreiras no ensino, pesquisa e extensão e, também, a ampliação do quadro. O assunto será abordado em detalhes em matéria específica nos próximos dias.

Com grande entusiasmo, o Conselho aprovou o relatório final da Comissão para Estudos da Política de Saúde Mental para a UFSCar que, após ajustes em seu texto sugeridos pelos conselheiros, será implementado, de forma orgânica e articulada, para promover os cuidados relativos à promoção, prevenção, assistência e redução de danos relativos à saúde mental da comunidade universitária.

Foi aprovada também proposta de trabalho para a atualização emergencial do Plano de Desenvolvimento Institucional da UFSCar (PDI), que desde 2017 está desatualizado na plataforma do Ministério da Educação (MEC) onde deve ser depositado. Para reverter a situação em curto prazo e evitar prejuízos referentes ao recredenciamento da Universidade e seus cursos, foi proposta medida em caráter de urgência para cumprir o prazo do MEC, e ficou definida a elaboração, em prazo mais amplo, de um plano estratégico com a participação de toda a comunidade universitária e articulação com a Comissão Própria de Avaliação (CPA). Na reunião, inclusive, foi anunciado que Maria Sílvia de Assis Moura, docente do Departamento de Estatística, será a nova coordenadora da CPA.

Um dos temas previstos na pauta, alterações na composição do Comitê Gestor da Pandemia (CGP) e do Núcleo Executivo de Vigilância Sanitária (NEVS), foi postergado para ser discutido em segunda sessão da 246ª reunião, que será realizada na próxima sexta-feira (5/3).

MOÇÃO – Além da apreciação dos temas previstos, os conselheiros aprovaram a elaboração de uma moção contrária à Proposta de Emenda à Constituição nº 186, de 2019 (PEC 186/2019, chamada de PEC Emergencial), que desvincula do Orçamento Geral da União os recursos obrigatórios para investimento em Saúde e Educação.

Com a moção, a UFSCar se une às mais de 100 instituições de Saúde, Educação e Ciência e Tecnologia que, a partir de um chamado da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), assinam o manifesto “Auxílio Sim, Desmonte Não! Orçamento da Saúde e Educação são conquistas do povo brasileiro e não podem ser mexidos”.

HOMENAGEM – No início da reunião, foi realizada homenagem, em memória, seguida de um minuto de silêncio, ao Professor Emérito da UFSCar Carlos Ventura D’Alkaine, que faleceu na última terça-feira (23/2). A Reitora Ana Beatriz de Oliveira destacou o seu papel fundamental na Universidade por 42 anos, sendo os últimos atuando como Professor Sênior junto ao Departamento de Química (DQ) da Universidade.

O Diretor do Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET), Luiz Fernando de Oriani e Paulillo, e o Presidente do Sindicato dos Docentes em Instituições Federais de Ensino Superior dos Municípios de São Carlos, Araras e Sorocaba (ADUFSCar), Amarilio Ferreira Junior, destacaram a trajetória acadêmica de D’Alkaine e a sua atuação em defesa da Educação Superior pública, gratuita e de qualidade, inclusive pela participação perene em diferentes órgãos colegiados da Instituição.

As deliberações da 246ª Reunião Ordinária do ConsUni estarão disponíveis na página da Secretaria de Órgãos Colegiados após a conclusão da segunda sessão.

Deixe um comentário

Arquivado em Sem categoria