Monthly Archives: dezembro 2022

Mensagem de final de ano e votos de Boas Festas da Reitoria da UFSCar

O ano de 2022 chega ao fim com desafios superados pela UFSCar. Foi um ano marcado pela retomada presencial total das atividades nos campi, realizada de forma bastante planejada e segura, a partir da gestão da pandemia, com a forte colaboração da comunidade universitária para que as atividades ocorressem de forma segura para todas e todos.

Sem dúvida, o principal desafio de 2022 foi a situação orçamentária da UFSCar que, assim como todas as universidades e institutos federais, sofreu muito com um orçamento insuficiente, com os cortes e bloqueios no orçamento para a realização das atividades administrativas, de Ensino, Pesquisa e Extensão. Mesmo diante deste enorme desafio, a Universidade, com intensa atuação das pró-reitorias, conseguiu assegurar os recursos para o atendimento das bolsas dos programas de assistência e permanência estudantil e o cumprimento dos contratos com as empresas prestadoras de serviço. A mobilização da Universidade, através da Reitoria e da sua comunidade, a partir dos órgãos colegiados e das entidades de representação dos estudantes e servidores, foi fundamental para a reversão do bloqueio e recuperação dos recursos financeiros neste final de ano.

As conquistas também marcaram o ano de 2022, como os passos importantes dados na implementação da Política Institucional para Prevenção, Redução e Mitigação dos Danos da Violência e da Política de Saúde Mental; a premiação e outras formas de reconhecimento a inúmeros integrantes da Comunidade UFSCar, das mais diversas áreas do conhecimento; a retomada das obras do Ciclo Básico do Campus Lagoa do Sino, dentre outras.

A experiência de gestão até aqui nos dá a certeza de que juntas e juntos pela UFSCar podemos superar dificuldades e ir além. A Reitora da UFSCar, Ana Beatriz de Oliveira, junto com a Vice-Reitora, Maria de Jesus Dutra dos Reis, e em nome de toda a equipe da Administração Superior da Universidade, agradece o comprometimento de toda a comunidade com a UFSCar e deseja um 2023 de muitas realizações e de esperança para a Universidade, nossa comunidade e o Brasil.

Boas Festas!

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

Construção de Política de Saúde Mental avança entre universidades

A Vice-Reitora, MAria de jesus Dutra dos Reis, no fórum da Andifes (Foto: Divulgação)

O Conselho de Assuntos Comunitários e Estudantis (CoACE) da UFSCar aprovou a proposta de criação da Comissão Permanente para a Promoção, Prevenção e Cuidados em Saúde Mental para a Instituição. O documento propõe que a Comissão seja uma nova unidade da Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis (ProACE), com protagonismo no planejamento do cuidado, na promoção da saúde e na implementação da política de saúde mental aprovada pela UFSCar em abril de 2021. Essa Proposta foi sistematizada e apresentada para apreciação do colegiado pela Comissão de Saúde Mental exarada no Conselho Universitário (ConsUni). “Além de buscar articular mecanismos e estruturas internas que viabilizem a implementação institucional da Política de Saúde Mental nos quatro campi, buscamos concomitantemente estabelecer diálogos em rede com outras instituições de ensino superior sobre este tema”, explica Maria de Jesus Dutra dos Reis, Vice-Reitora da UFSCar.

Em conjunto com a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) e com as universidades públicas do Estado de São Paulo, a Universidade vem atuando em duas frentes complementares, visando à construção de uma Política Pública de Saúde Mental voltada para toda a comunidade universitária brasileira. Em novembro, a Vice-Reitora participou de uma mesa sobre o tema no Encontro do Fórum Nacional de Pró-Reitores e Pró-Reitoras de Assuntos Comunitários e Estudantis (FONAPRACE/ANDIFES). No evento, foram analisados a conjuntura nacional e os desafios para as instituições. “A Andifes criou um Grupo de Trabalho sobre Saúde nas Universidades Federais após a realização do Seminário Cuidando da Saúde de Todos na Universidade Federal, promovido a partir de uma proposta da Reitoria da UFSCar”, relata a gestora.

O grupo, que conta com a participação de vários representantes de diferentes regiões do País, tem a Coordenação da Pró-Reitora de Assuntos Estudantis da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e coordenadora geral do FONAPRACE, Maria Rita de Assis César, do Pró-Reitor de Assuntos Estudantis da UNIFESP, Anderson da Silva Rosa, e da Vice-Reitora da UFSCar. A reunião nesse Fórum da Andifes teve como objetivo delinear algumas diretrizes e ações desse GT que deve apresentar seu trabalho até fevereiro de 2023.

“A Andifes deve articular com o novo Governo Federal caminhos para que a saúde mental seja uma das prioridades nas universidades. Estamos levantando dados e escrevendo um documento que fundamente essa Política de Saúde Mental. É importante que tenhamos um conceito unificado sobre o que entendemos como saúde mental e qual o papel das universidades na promoção da saúde, na qualidade de vida e na prevenção. Temos que fortalecer o Sistema Único de Saúde e atuar em parceria, funcionando em redes. É fundamental implementar diferentes ações em prol de estudantes e servidores que estão nas universidades”, ressalta a Vice-Reitora.

Na avaliação de Djalma Ribeiro Junior, Pró-Reitor da ProACE, o sofrimento mental, de uma forma geral, foi acentuado com a pandemia e com o empobrecimento da sociedade. “Temos notado um aumento do sofrimento mental relacionado à ansiedade excessiva e a quadros de depressão. A universidade deve ser um ambiente que promova a saúde em vez de colaborar com esse adoecimento. Temos que repensar atitudes para que a gente possa trabalhar em uma perspectiva menos competitiva e com mais flexibilidade e solidariedade, buscando mais acolhimento, respeitando e valorizando as diferenças e as diversidades”, defende Ribeiro Junior.

Além da construção de uma Política Nacional de Saúde Mental, em uma outra frente, a UFSCar tem estabelecido diálogo com todas as instituições públicas de Ensino Superior do Estado de São Paulo: Universidade de São Paulo (USP), Universidade Estadual Paulista (Unesp), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Universidade Federal do ABC (UFABC) e Instituto Federal de São Paulo (IFSP). “Foi um movimento que começou na Unicamp e se estendeu para todas as universidades públicas do estado. Ao longo de 2022, tivemos algumas reuniões e, no início de dezembro, ocorreu o Seminário ?Saúde Mental nas Universidades Públicas do Estado de São Paulo?, em Campinas. O evento reuniu profissionais de saúde dessas instituições para trocar conhecimento e discutir estratégias que promovam o bem-estar, a qualidade de vida e a saúde mental”, lembra Maria de Jesus Dutra dos Reis.

Ao final do encontro, foi elaborada uma carta de intenções, que será entregue ao novo Governador do Estado de São Paulo e ao futuro Ministro da Saúde para que tenham ciência do que vem sendo realizado e para que o documento sirva de inspiração às demais instituições ao redor do País. Para Ana Beatriz de Oliveira, Reitora da UFSCar, o trabalho com as outras universidades ajudará a enfrentar os desafios. “A UFSCar está bastante otimista com esse trabalho que se inicia e que certamente renderá bons frutos”, conclui.

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

Atualização sobre liberação dos recursos financeiros das universidades

O Governo Federal liberou, na última sexta-feira, o bloqueio orçamentário da ordem de
R$ 856 mil e os recursos financeiros da ordem de R$ 5 milhões – utilizados para pagar bolsas e notas fiscais já emitidas referentes aos meses de outubro, novembro e dezembro – que haviam sido sequestrados das universidades no início de dezembro, afetando contratos em andamento com recursos já empenhados.

O sequestro dos recursos financeiros fez com que o caixa da UFSCar ficasse sem nenhum recurso, colocando a Universidade em situação de inadimplência com seus credores, quadro que somente foi revertido com a liberação ocorrida na última sexta-feira (16/12), que possibilitou que a Universidade liquidasse os pagamentos pendentes.

É importante lembrar que, mesmo com a liberação desses recursos em dezembro, o corte no orçamento da UFSCar, em julho de 2022, da ordem de R$ 4 milhões, fez com que a Universidade acumulasse algumas dívidas, como de energia elétrica, tratamento de esgoto e repactuação de contratos, que serão pagas em 2023. É, portanto, imprescindível que o orçamento de 2023 seja recomposto para que o funcionamento da Universidade não seja inviabilizado. Acompanhe no Diário da Reitoria todas as notas divulgadas sobre o cenário orçamentário e financeiro das universidades.

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

Reitoria chama comunidade ao diálogo e à busca de união em defesa da Universidade

O movimento estudantil da UFSCar, reunido em assembleias na última quinta-feira (8/12), deliberou pela paralisação da categoria diante do sequestro, pelo Governo Federal, de recursos financeiros destinados, dentre outros fins, ao pagamento de bolsas. Neste contexto, a Administração Superior da UFSCar vem sendo procurada para se manifestar sobre a continuidade ou interrupção das atividades da Instituição.
Em primeiríssimo lugar, expressamos nossa compreensão histórica de que a ação política das diferentes categorias que compõem a Comunidade UFSCar é um direito e, especialmente diante dos ataques inéditos vivenciados nos últimos dias, reafirmamos que são absolutamente legítimas as manifestações decorrentes das decisões coletivas dos estudantes organizados.
Resgatamos, também, que a Administração Superior da UFSCar, em sua atribuição de manter as condições de funcionamento regular da Universidade, não tem medido esforços para, de um lado, obter junto aos órgãos governamentais a reversão dos cortes orçamentários e posterior calote financeiro e, de outro, construir internamente soluções emergenciais para buscar o pagamento de despesas prioritárias – dentre as quais o pagamento de bolsas voltadas à permanência é a prioridade máxima.
Esses esforços, articulados via Andifes (Associação Nacional dos Dirigentes das IFES) e somados aos movimentos de entidades sindicais e da sociedade como um todo, já resultaram na liberação de parte dos recursos – especificamente aqueles destinados ao Programa Nacional de Assistência Estudantil e às bolsas de pós-graduação -, mas ainda resta urgente a liberação do restante do orçamento para 2022 e a recomposição do orçamento para 2023.
Assim, a Reitoria segue mobilizada e atuante naquilo que é sua prerrogativa, bem como destacando a relevância da mobilização de todos os segmentos da comunidade universitária, cada qual no papel que lhe cabe.Não cabe à Reitoria, no entanto, deliberar sobre a paralisação ou não de atividades das demais categorias da comunidade universitária. Podemos, sim, e nos colocamos desde já à disposição para participar de oportunidades de diálogo entre essas categorias e destas com o Comitê de Crise nomeado pelo Conselho Universitário, no sentido de construirmos soluções pactuadas que nos fortaleçam enquanto comunidade.
Até lá, pedimos a todos – estudantes e servidores, docentes e técnico-administrativos – especial compromisso com os valores de respeito, solidariedade, tolerância, empatia e diálogo, de modo a evitarmos conflitos que, na direção oposta, só limitam a capacidade de lutarmos por nossa Universidade e em defesa da Educação Superior pública, de qualidade e gratuita e da Ciência e Tecnologia brasileiras.

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

Mensagem da Reitora sobre o atual cenário financeiro da UFSCar

Mensagem da Reitora, Ana Beatriz de Oliveira, sobre cenário orçamentário

A Reitora, Ana Beatriz de Oliveira, atualiza a comunidade universitária sobre o atual cenário financeiro da UFSCar e as iniciativas que estão sendo realizadas para o pagamento das bolsas de assistência estudantil, bem como sobre as mobilizações da Universidade. Assista ao vídeo no canal UFSCar Oficial no YouTube.

Aproveitamos para atualizar as informações sobre o pagamento de bolsas assistenciais. A Pró-Reitoria de Administração (ProAd), diante da gravidade do cenário, já conseguiu, a partir do remanejamento de recursos em uma pequena quantia de reserva de financeiro de novembro, realizar o pagamento das seguintes bolsas:
Bolsa Promisaes para estudantes estrangeiros que ingressam pelo PEC-G

Bolsa PIAPE- Programa institucional de apoio à permanência estudantil

Bolsa Pacupia – Programa de agentes comunitários universitários de promoção de inclusão e acessibilidade discentes com deficiência

Bolsa Paeiq – Programa de assistência emergencial para estudantes indígenas e quilombolas que deixaram de receber a bolsa permanência por determinação do MEC

Bape: Bolsa de assistência pré-escolar para estudantes mãe ou pai que fazem parte do PAE

Transporte Angatuba, Campininha e transporte de Salto de Pirapora

Bolsa papel – Programa de apoio às práticas esportiva e de lazer

Bolsa moradia mãe e pai

Bolsa alimentação

A Universidade também vai fornecer gratuitamente, a partir de sexta-feira, as refeições no Restaurante Universitário de todos os campi aos estudantes de pós-graduação bolsistas da CAPES que não receberam as bolsas. Acompanhe no Diário da Reitoria todas as notas divulgadas sobre o cenário orçamentário e financeiro das universidades.

Leave a Comment

Filed under Sem categoria