Daily Archives: 29 de agosto de 2022

Informe NEVS: Esclarecimentos e orientações sobre a nova varíola (Monkeypox)

O Núcleo Executivo de Vigilância em Saúde (NEVS) orienta a comunidade universitária sobre os sintomas, as formas de transmissão, o tratamento e as formas de prevenção da nova varíola (Monkeypox). Doença causada pelo vírus Monkeypox, é considerada uma zoonose viral (o vírus é transmitido aos seres humanos a partir de animais) com sintomas muito semelhantes aos observados em pacientes com varíola, embora seja clinicamente menos grave. A nota do NEVS com as orientações detalhadas está disponível neste link.
A transmissão ocorre por contato próximo com lesões, fluidos corporais, gotículas respiratórias e materiais contaminados, como roupas de cama. Uma pessoa pode transmitir a doença desde o momento em que os sintomas começam até a erupção ter cicatrizado completamente e uma nova camada de pele se formar. A doença geralmente evolui para quadros leves e moderados e pode durar de 2 a 4 semanas.
Os principais sintomas e sinais da doença são erupção cutânea ou lesões de pele; adenomegalia – linfonodos inchados (ínguas); febre; dores no corpo; dor de cabeça; calafrio e fraqueza. O período de incubação é tipicamente de 3 a 16 dias, mas pode chegar a 21 dias.
Qualquer pessoa que apresentar um desses sintomas deve procurar a unidade de saúde mais próxima para avaliação e informar se teve contato próximo com alguém com suspeita ou confirmação da doença.
A prevenção é a principal forma de proteção contra a doença. Portanto, o ideal é evitar o contato direto com pessoas com suspeita ou confirmação da doença. Pessoas com suspeita ou confirmação da doença devem cumprir isolamento imediato, não compartilhar objetos e material de uso pessoal, tais como toalhas, roupas, lençóis, escovas de dente, talheres, até o término do período de transmissão.
O NEVS orienta ainda, como medidas de prevenção, lavar regularmente as mãos com água e sabão ou utilizar álcool em gel, principalmente após o contato com a pessoa infectada, suas roupas, lençóis, toalhas e outros itens ou superfícies que possam ter entrado em contato com as erupções e lesões da pele ou secreções respiratórias (por exemplo, utensílios, pratos).

Leave a Comment

Filed under Saúde