Monthly Archives: agosto 2022

Informe NEVS: Esclarecimentos e orientações sobre a nova varíola (Monkeypox)

O Núcleo Executivo de Vigilância em Saúde (NEVS) orienta a comunidade universitária sobre os sintomas, as formas de transmissão, o tratamento e as formas de prevenção da nova varíola (Monkeypox). Doença causada pelo vírus Monkeypox, é considerada uma zoonose viral (o vírus é transmitido aos seres humanos a partir de animais) com sintomas muito semelhantes aos observados em pacientes com varíola, embora seja clinicamente menos grave. A nota do NEVS com as orientações detalhadas está disponível neste link.
A transmissão ocorre por contato próximo com lesões, fluidos corporais, gotículas respiratórias e materiais contaminados, como roupas de cama. Uma pessoa pode transmitir a doença desde o momento em que os sintomas começam até a erupção ter cicatrizado completamente e uma nova camada de pele se formar. A doença geralmente evolui para quadros leves e moderados e pode durar de 2 a 4 semanas.
Os principais sintomas e sinais da doença são erupção cutânea ou lesões de pele; adenomegalia – linfonodos inchados (ínguas); febre; dores no corpo; dor de cabeça; calafrio e fraqueza. O período de incubação é tipicamente de 3 a 16 dias, mas pode chegar a 21 dias.
Qualquer pessoa que apresentar um desses sintomas deve procurar a unidade de saúde mais próxima para avaliação e informar se teve contato próximo com alguém com suspeita ou confirmação da doença.
A prevenção é a principal forma de proteção contra a doença. Portanto, o ideal é evitar o contato direto com pessoas com suspeita ou confirmação da doença. Pessoas com suspeita ou confirmação da doença devem cumprir isolamento imediato, não compartilhar objetos e material de uso pessoal, tais como toalhas, roupas, lençóis, escovas de dente, talheres, até o término do período de transmissão.
O NEVS orienta ainda, como medidas de prevenção, lavar regularmente as mãos com água e sabão ou utilizar álcool em gel, principalmente após o contato com a pessoa infectada, suas roupas, lençóis, toalhas e outros itens ou superfícies que possam ter entrado em contato com as erupções e lesões da pele ou secreções respiratórias (por exemplo, utensílios, pratos).

Leave a Comment

Filed under Saúde

Rádio UFSCar 95,3 FM completa 15 anos no ar

A jornalista Alessandra Kuba recebeu a Vice-Reitora, Maria de Jesus Dutra dos Reis, no estúdio da rádio (Foto: Divulgação)

Nesta semana, a Rádio UFSCar 95,3 FM completa 15 anos. Transmitindo 24 horas por dia e sete dias por semana desde 2007, a Rádio, que foi a primeira do País a operar com 100% de software livre (o que inclui a produção, gravação e edição de programas até sua transmissão automatizada), tem sido um espaço para democratização da comunicação, de defesa da diversidade social e para promoção da cultura.

A emissora, que se tornou a casa da música independente e regional, traz consigo o lema “Escute Diferente”. Desde o início, a comunidade de São Carlos compõe a grade de programação com ideias próprias por meio de Chamadas Públicas. A trajetória da Rádio UFSCar também é marcada por um jornalismo atuante na divulgação da ciência, prestador de serviços de interesse público, promotor da cidadania e com um histórico de cobertura de grandes eventos. 

Para celebrar a data, a emissora educativa colocou no ar um novo site e prepara o lançamento de um livro comemorativo, no qual é relembrada toda sua história até aqui. Ainda como parte das comemorações, estreou na última terça-feira, às 13 horas, o programa “BR 953”, que traz a estrada da música independente nos últimos 15 anos. “Vamos relembrar três anos de história em cada um dos cinco episódios semanais”, conta a jornalista Agnes Arato, apresentadora da atração.

“A Universidade produz conhecimento e tem um compromisso com a sociedade de divulgar todos esses saberes. A Rádio UFSCar tem essa função de levar o conhecimento, de aproximar a população da Instituição e ser uma companheira. Eu vi a emissora crescer em várias dimensões e sei que tudo é feito com muito esforço e amor. Que a Rádio UFSCar continue transformando a sociedade por muitos anos”, concluí Maria de Jesus Dutra dos Reis, Vice-Reitora da UFSCar. A Rádio UFSCar pode ser ouvida em 95,3 FM, em São Carlos, e pelo novo site, em www.radio.ufscar.br.

Leave a Comment

Filed under Efemérides, Extensão

UFSCar se junta a instituições de Ensino Superior paulistas para fortalecer a formação docente

Pró-Reitores da ProGrad participaram de reunião na Unicamp, no dia 11 de agosto (Foto: Alex Calixto/Unicamp)

A UFSCar, a partir da atuação da Pró-Reitoria de Graduação (ProGrad), se une às universidades públicas paulistas, ao Instituto Federal de São Paulo (IFSP) e ao Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza (CEETEPS), para o fortalecimento das atividades voltadas à formação de professores para o Ensino Superior, de modo a contribuir continuamente com a qualidade da formação dos estudantes dos cursos de graduação. 

Para isso, foi criada a Rede de Apoio ao Ensino Superior (RedAES), da qual participam, além da UFSCar, a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), a Universidade de São Paulo (USP), a Universidade Estadual Paulista (Unesp), a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), a Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp), a Universidade Federal do ABC (UFABC), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP) e o Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza (CEETEPS). Para iniciar o processo de formalização da parceria, o Pró-Reitor da ProGrad, Daniel Leiva, e a Pró-Reitora Adjunta, Luciana Coutinho, participaram de reunião na Unicamp, no dia 11 de agosto.

A Pró-Reitora Adjunta explica que a proposta da RedAES é constituir uma rede das instituições de ensino superior públicas do estado de São Paulo para troca de experiências, partilha e organização de atividades comuns, bem como promoção de debates acerca da temática da formação docente.  

“A parceria, assim, na forma de uma Rede das IES públicas do estado de São Paulo busca unir esforços para fortalecer a formação de natureza pedagógica dos docentes para o ensino superior, especificamente para a Graduação. Criar espaços coletivos e colaborativos de debate, partilha; buscar respostas em conjunto sobre problemas comuns é muito significativo e tende a ter resultados mais assertivos e duradouros. Acreditamos que a RedAES será um marco importante para as IES públicas do estado de São Paulo”, destacou Coutinho.

Na reunião realizada no dia 11 de agosto, foram traçados os objetivos, a estrutura e o funcionamento da RedAES, o que resultou na minuta de Regimento da Rede, também foram definidos os termos do convênio a ser redigido, para posterior apreciação por todas as IES públicas parceiras, formalizando, assim, a constituição da RedAES. A partir dessas ações, a expectativa é de que o convênio seja assinado entre o final deste ano e o início de 2023.

Leave a Comment

Filed under Graduação, Sem categoria

Repositório Institucional da UFSCar ganha coleção de artigos

Implementação da nova coleção foi realizada a partir de um trabalho desenvolvido pelo SIBi, ProPq e SIn

O Repositório Institucional da UFSCar acaba de ganhar uma nova coleção. A partir de agora, a comunidade universitária passa a contar com a coleção de artigos, que se soma às coleções de teses e dissertações, de trabalhos de conclusão de curso (TCC) e de dados de pesquisa.

A implementação da nova coleção foi realizada a partir de um trabalho desenvolvido pelo Sistema Integrado de Bibliotecas (SIBi), Pró-Reitoria de Pesquisa (ProPq) e Secretaria Geral de Informática (SIn), e atende à demanda interna da comunidade e à política de acesso aberto às publicações da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). Trata-se de uma ação que amplia o acesso aos resultados das pesquisas desenvolvidas na Universidade, atingindo o público acadêmico e também às pessoas em geral e, ainda, contribuindo com a democratização do acesso à informação.

Cristina Marchetti Maia, Diretora da Divisão de Tecnologia do SIBi, explica que o repositório tem como proposta armazenar, preservar, organizar e disseminar amplamente a produção intelectual dos diversos setores e segmentos da comunidade da UFSCar, provendo o acesso aberto à informação produzida na Instituição.

“A coleção de artigos valoriza e preserva a produção intelectual dos pesquisadores e pesquisadoras da Universidade. Além disso, possibilita que a comunidade interna tenha uma nova forma de ter acesso e conhecer mais sobre o que é produzido na Universidade. É uma importante ferramenta para disseminar a produção científica entre os pares e também com a comunidade externa”, disse o Pró-Reitor de Pesquisa, Pedro Fadini.

Para colocar a coleção no ar, as equipes do SIBi e da Sin, atuaram em conjunto na elaboração dos formulários com todas as etapas do fluxo de submissão para que o processo seja feito pelas pessoas de forma ágil e fácil. Para auxiliar a comunidade na submissão do artigo, foi preparado um manual (disponível neste link) com as orientações para as pessoas que vão submeter os artigos e também para os pareceristas, que irão aprovar o artigo na coleção.

O Repositório Institucional da UFSCar conta também com as coleções de teses e dissertações, de trabalho de conclusão de curso e de dados de pesquisa. A expectativa é de que a próxima coleção seja a de livros.

Leave a Comment

Filed under Acesso à informação, Divulgação científica, Pesquisa, Publicações

UFSCar divulga balanço de adesão de servidores ao Programa de Gestão

48% do total de servidores aptos aderiram ao primeiro edital do Programa de Gestão

A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (ProGPe) divulgou, na reunião do Conselho de Gestão de Pessoas (CoGePe), um balanço da primeira fase de implantação do Programa de Gestão na Instituição. No total, 465 técnico-administrativos e docentes da carreira do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (EBTT) que atuam na Unidade de Atendimento à Criança (UAC),responderam ao primeiro edital publicado, o que representa 48% do total de servidores aptos a aderirem ao Programa nos quatro campi da UFSCar – São Carlos, Araras, Sorocaba e Buri. Como era esperado, nesta primeira edição a maioria das adesões foi feita por servidores interessados no regime de teletrabalho, sendo 309 em teletrabalho parcial e 73 em teletrabalho integral. Por fim, 93 servidores escolherem aderir ao Programa de Gestão em regime de trabalho presencial. 497 servidores da UFSCar ainda não aderiram ao Programa. Estes números devem ser atualizados, já que neste momento ocorre a interposição de recursos.

O Programa de Gestão concretiza uma concepção mais moderna da gestão do trabalho no serviço público. Trata-se de uma alternativa ao acompanhamento das atividades desenvolvidas por servidores, feito comumente com base apenas no registro do cumprimento do horário de trabalho. Agora, há como opção a mensuração da realização das atividades por meio de planos de trabalhos construídos em parceria com as chefias, excluindo a necessidade do ponto eletrônico. A novidade oferece mais flexibilidade e permite a regulamentação do teletrabalho, integral ou parcial, para esses servidores.

“Nós consideramos uma excelente adesão, levando em conta o curto espaço de tempo. A equipe da Câmara Técnica fez um trabalho primoroso de acompanhamento e um esforço imenso durante a implementação do Programa de Gestão na Instituição. Foram várias demandas de dúvidas, pedidos de orientação e solicitações de informação. Depois, foi feita uma força tarefa para sistematizar todos os processos e publicar a portaria com os resultados”, relatou Jeanne Liliane Marlene Michel, Pró-Reitora de Gestão de Pessoas da UFSCar. “Não houve nenhum pedido de conciliação na Câmara Técnica, até o momento”, complementou durante a 8ª Reunião do Conselho de Gestão de Pessoas (CoGePe) da Universidade. Vania Goncalves, representante dos servidores técnico-administrativos no Conselho, também agradeceu ao trabalho desempenhado pela Câmara Técnica. “Foi colocado em prática tudo aquilo que a gente vinha discutindo desde o início do ano de forma muito satisfatória”, afirmou.

Outros servidores da UFSCar já sinalizaram que vão aderir ao Programa de Gestão, cujo edital tem fluxo contínuo até 15 de janeiro para receber novos interessados. “Todo mês, do dia 1 ao dia 10, podem ser feitos pedidos de inscrições. Basta preencher o formulário e encaminhar o plano de trabalho”, lembra Jeanne. Ela ainda ressalta que é recomendado que aquelas pessoas que estejam trabalhando presencialmente também entrem no Programa de Gestão como uma forma de terem mais flexibilidade e optarem pela avaliação do plano de trabalho como alternativa ao registro de ponto eletrônico para controle de frequência. Em breve, será divulgado como os chefes de cada unidade deverão proceder para avaliar o plano de trabalho de cada servidor.

Leave a Comment

Filed under Conselhos, Gestão de pessoas