Daily Archives: 29 de setembro de 2021

SAADE realiza mais de 1 mil bancas de heteroidentificação de ingressantes pelo SISU 2021

A Secretaria de Ações Afirmativas, Diversidade e Equidade (SAADE), em cumprimento à Lei de Cotas, 12.711 e à Portaria Normativa Nº 4, de 6 de abril de 2018, realizou as bancas de heteroidentificação étnico-racial de estudantes ingressantes 2021 pelo Sistema de Seleção Unificada (SiSU), medida complementar à autodeclaração e que tem como proposta garantir que as pessoas que se candidatam ao ingresso pela reserva de vagas realmente atendam aos requisitos.

Entre a primeira e a quinta chamadas de ingressos pelo SiSU na UFSCar, passaram pelas bancas mais de 1.300 pessoas, totalizando mais 380 horas de gravação, uma vez que devido à pandemia da Covid-19, as bancas foram realizadas de forma online.

Natália Sevilha Stofel, Secretária Geral da SAADE, explica que as bancas reforçam o ingresso na Universidade pelas Ações Afirmativas, assegurando o acesso universal e equânime ao Ensino Superior e a diversidade, evitando eventuais fraudes.

O ingresso pela Lei de Cotas é destinado para pessoas que se autodeclaram pretas, pardas ou indígenas e pessoas com deficiência que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas e que tenham renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário-mínimo.

“As bancas consistem em entrevistas com as pessoas que no momento da inscrição preencheram a autodeclaração. Elas têm se mostrado eficientes, pois desde que começaram a ser realizadas o número de indeferimentos tem caído significativamente. Além disso, as bancas são uma importante ferramenta de autorreconhecimento e pertencimento por parte dessas pessoas”, explica Stofel.

As bancas são formadas por um coordenador ou coordenadora e três pessoas votantes. A composição da banca deve ser heterogênea. A partir de conversa com os candidatos que confirmam a autodeclaração entregue no momento do requerimento de matrícula, a banca defere ou indefere o ingresso pela reserva de vagas.

Stofel explica que para compor as bancas, as pessoas membros participaram de uma formação temática realizada pela Coordenadora de Relações Étnico-Raciais da SAADE, Tatiane Cosentino Rodrigues. Ao todo, aproximadamente setenta pessoas participaram das bancas. Com o processo das bancas finalizado, a SAADE realiza agora sua avaliação para que possa ser aprimorado para o próximo ano.

Leave a Comment

Filed under Graduação, Processos seletivos