Agradecimento e despedida da Gestão Pró-Tempore da UFSCar

Com a posse da nova Reitora da UFSCar, Profa. Dra. Ana Beatriz de Oliveira, prevista para as 15h da tarde de hoje, 20/01/2021, estará encerrada a Gestão Pró-Tempore da UFSCar. Foram 70 dias neste período pró-tempore, nos quais trabalhamos para conduzir a Universidade, até a efetiva nomeação e posse da nova equipe.

Em nome da Universidade Federal de São Carlos, agradeço a cada um dos que atuaram na Gestão Pró-Tempore. Agradeço a vocês pela responsabilidade, disponibilidade, desprendimento e pelo amor à UFSCar demonstrados nestes 70 dias de Gestão Pró-Tempore. Foi um período de instabilidade e incertezas, o qual superamos, juntos, com a colaboração de toda a Comunidade.

A missão que nos foi dada, foi cumprida. Retornamos aos nossos departamentos e unidades com satisfação por termos cumprido nossa missão, e com sentimento de gratidão pela oportunidade de aprender e colaborar com a Universidade a qual amamos.

Que a UFSCar continue firme em seu caminho. Que a UFSCar continue forte em sua nobre missão de transformar vidas.

Prof. Dr. Roberto Ferrari Júnior
Reitor em Exercício
Gestão Pró-Tempore da UFSCar: 10/11/2020 – 20/01/2021

Foto: Reitoria UFSCar

Arquivado em Gestão

UFSCar abre inscrições para Mobilidade Virtual da AUGM

Projeto conta com a participação de universidades da Argentina, Bolívia, Brasil, Chile e Paraguai

A Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), por meio da Secretaria Geral de Relações Internacionais (SRInter), está com inscrições abertas para o Projeto Piloto de Mobilidade Virtual, da Associação de Universidades Grupo Montevidéu (AUGM), para estudantes de graduação para o 1° semestre de 2021.

O Projeto Piloto de Mobilidade Virtual visa contribuir para a internacionalização do ensino superior na América do Sul, bem como promover um espaço para fortalecimento de competências acadêmicas e culturais através da experiência digital. Conta com a participação de universidades da Argentina, Bolívia, Brasil, Chile e Paraguai, oferecendo a oportunidade para que alunos de graduação cursem disciplinas em até duas universidades diferentes do seu país de origem.

Internacionalização do ensino superior

Internacionalização do ensino superior (Foto: Divulgação)

A UFSCar poderá pré-selecionar estudantes para até 27 (vinte e sete) vagas em disciplinas oferecidas pelas instituições estrangeiras participantes do programa. Cada estudante poderá se candidatar para até 02 disciplinas podendo ser em até 02 universidades diferentes, desde que seja de outro país que não o da universidade de origem.

Será selecionado o melhor classificado em cada disciplina, de acordo com a pontuação obtida. A proficiência em língua espanhola não é obrigatória para o Projeto, entretanto, é aconselhável que o estudante interessado na mobilidade tenha conhecimento em espanhol, uma vez que as disciplinas serão ministradas neste idioma.
Para participar o estudante deve estar matriculado em um curso de graduação da UFSCar e ter concluído pelo menos 40% dos créditos do seu curso. A relação de universidades participantes do projeto piloto bem como a relação de disciplinas ofertadas por cada uma das universidades está disponível aqui.

O estudante deve preencher a ficha de inscrição disponível no site da AUGM e enviar à SRInter com os documentos previsto no edital, pelo e-mail candidaturasaugm@ufscar.br, até o dia 31de janeiro. Vale lembrar que é necessária uma ficha de inscrição para cada disciplina pretendida.

A relação dos estudantes selecionados pela UFSCar será divulgada no dia 12/2/2021, na página da SRInter, bem como pelo Facebook UFSCar SRInter, e enviado à Secretaria Executiva da AUGM com cópia para as universidades de destino.

Em caso de dúvida, entre em contato através do endereço de e-mail srinter@ufscar.br.

Arquivado em Graduação, Idiomas, Internacionalização, Oportunidades, Políticas de Educação e CTI

FAI-UFSCar é recredenciada pelo MEC por mais 5 anos

Fundação gerencia projetos ligados a atividades de ensino, pesquisa, extensão e inovação da Universidade.
A Fundação de Apoio Institucional ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FAI-UFSCAR) foi recredenciada pelos Ministérios da Educação (MEC) e da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), para atuar como fundação de apoio à Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). O ato foi publicado na Portaria Conjunta nº 178, de 04 de janeiro de 2021, e tem validade de 5 anos.

FAI foi recredenciada pelo MEC

FAI foi recredenciada pelo MEC (Foto: Daniela Zigante/ Reitoria UFSCar)

O recredenciamento é o procedimento administrativo que deve ser seguido por uma fundação para poder oferecer seu apoio à Instituição Federal de Ensino Superior (IFES). Os pedidos de credenciamento e autorização são examinados por Grupo de Apoio Técnico (GAT), composto por representantes do Ministério da Educação e do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações. As análises são feitas em reuniões e os pareceres do grupo subsidiam a decisão dos titulares das pastas quanto aos pedidos.

Com o recredenciamento, a FAI está apta a apoiar projetos de ensino, pesquisa, extensão, desenvolvimento institucional, científico e tecnológico e estímulo à inovação da UFSCar, por mais 5 anos.

A portaria de recredenciamento pode ser consultada aqui.

Arquivado em Acesso à informação, Gestão, Legislação e normas

SGAS retoma projeto “Compartilhando Menos Lixo!”

Projeto visa estimular a comunidade para o consumo consciente e a geração de menos resíduos

A Secretaria de Gestão Ambiental e Sustentabilidade (SGAS), da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), está retomando o projeto de extensão “Compartilhando Menos Lixo!” (ProEx 23112.013065/2020-13). Com objetivo de ampliar as ações de consumo consciente para além da Universidade, o projeto está desenvolvendo ações para a conscientização da importância da redução de materiais de uso único na comunidade de São Carlos.

A proposta do “Compartilhando Menos Lixo!” é atingir consumidores e comerciantes, apresentando e discutindo possíveis alternativas para a geração de menos resíduos. O projeto também quer sensibilizar o poder público local para a criação de propostas e de novas regulamentações para tratar de questões da poluição e impactos ambientais, decorrentes da geração de resíduos sólidos. “Esse projeto nasceu durante a pandemia, após a constatação do número alarmante da produção de resíduos de plásticos únicos, principalmente hospitalares e de consumo individual”, explica Raquel Boschi, engenheira agrônoma da SGAS e coordenadora da iniciativa.

Com a realização do “Compartilhando Menos Lixo!”, a UFSCar assume seu papel de transformar a sociedade. “A Universidade tem três pilares: ensino, pesquisa e extensão. Nós estamos utilizando esses pilares para ampliar a consciência ambiental da população de São Carlos. Além de disponibilizar ferramentas de formação, estamos escutando a comunidade para identificar os problemas e apontar possíveis soluções”, informa Gabriela Strozzi, técnica agropecuária da SGAS.

Estímulo ao consumo consciente. Foto: Pixabay

Estímulo ao consumo consciente. Foto: Pixabay

Os interessados podem registrar suas experiências no site do Projeto, participar das discussões sobre formas alternativas de embalagens, ser um agente disseminador de conhecimento, propor alternativas para a redução de resíduos, aplicar as alternativas na sua própria rotina e apresentar as dificuldades de mudanças de hábitos. “Da mesma forma que nós aprendemos a ler e a escrever, temos que aprender a mudar os nossos padrões e incorporar outras práticas que sejam ambientalmente mais adequadas. É preciso uma mudança de comportamento”, alerta Roberta Sanches, da Coordenadoria de Planejamento e Gestão Ambiental da SGAS.

Na primeira fase, o “Compartilhando Menos Lixo!” contou com a adesão, por exemplo, do Conecta Hortifruti que reduziu 80% do uso de embalagens plásticas nas suas vendas. “Nós já tínhamos a ideia de trabalhar com menos plástico, mas não sabíamos ao certo como nossos clientes reagiriam. Incentivados pelo projeto e por nossos clientes resolvemos mudar para o saco de papel e foi um sucesso”, conta o empresário Caio de Almeida Oliveira.

Outras informações podem ser obtidas pelo e-mail sgasproex@gmail.com, telefone (16) 3351-8278 e redes sociais da SGAS.

Arquivado em Campanhas, Extensão, Gestão ambiental, Políticas de Educação e CTI

Lobo-guará resgatado está se recuperando de machucados e lesões de pele

No dia 23 de dezembro de 2020, um lobo-guará foi encontrado debilitado, com pouco peso, machucado em sua pata dianteira e com sarna. Desde seu resgate, o lobo vem sendo alimentado, medicado e está em observação no Parque Ecológico. “O objetivo é a soltura, ao seu habitat natural, assim que estiver recuperado”, explica o biólogo e Diretor do Parque Ecológico de São Carlos – SP, Fernando Magnani.

O contato com animais domésticos apresenta diferentes riscos aos animais silvestres. Dentre os riscos está a transmissão de doenças como a sarna. “A transmissão cruzada de doenças entre animais domésticos e selvagens geralmente vitimiza os selvagens. Animais domésticos já possuem certa resistência a doenças graves, como a cinomose”, complementa o Diretor do Parque Ecológico.

Lobo-guará é resgatado e recebe cuidados visando recuperação (Foto: Parque Ecológico de São Carlos)

Lobo-guará é resgatado e recebe cuidados visando recuperação (Foto: Parque Ecológico de São Carlos)

Cerrado da UFSCar – A recomendação do Diretor do Parque é para que animais domésticos não sejam levados ao Cerrado. “A predação de animais silvestres por domésticos é frequente“, conta Fernando Magnani. Além disso, a simples presença de animais domésticos em um ambiente natural pode ocasionar conflitos. “Os animais silvestres passam a buscar outros espaços sem a presença dos domésticos, ficando vulneráveis à captura, ao atropelamento ou à separação de filhotes de suas mães”, relata o Diretor do Parque Ecológico, Fernando Magnani.

A orientação do Parque Ecológico à UFSCar foi enviada por ofício. Acesse na íntegra aqui.

Arquivado em Campanhas, Efemérides, Gestão ambiental