Alunos da Medicina da UFSCar já atuam no combate à COVID-19

84 estudantes da UFSCar se cadastraram no programa “O Brasil Conta Comigo”. Vinte já estão atuando no HU-UFSCar.

O Hospital Universitário da Universidade Federal de São Carlos (HU-UFSCar) ganhou um reforço no seu quadro de pessoal. Estudantes da área da saúde, cadastrados no programa “O Brasil Conta Comigo”, já estão atuando no Hospital. Ao todo 25 estudantes foram convocados pelo HU, sendo 20 do curso de Medicina da UFSCar e 5 de faculdade particular de São José do Rio Preto/ SP.

O programa “O Brasil Conta Comigo” é uma ação do Ministério da Saúde (MS). Visa fortalecer o enfrentamento ao novo Coronavírus com o apoio excepcional e temporário dos alunos da área de saúde. Estudantes dos cursos de Medicina, Enfermagem, Fisioterapia e Farmácia puderam participar do cadastro nacional. Na UFSCar, 84 estudantes do curso de Medicina, do 2º ao 6º ano, se cadastraram no programa.

Getúlio Lopes Ferraz, estudante de Medicina da UFSCar, em atendimento no HU-UFSCar (Foto: HU-UFSCar)

Para receber os estudantes, o HU-UFSCar programou um estágio em Clínica Médica e Pediatria. Os estudantes passam pela enfermaria, pronto atendimento, ambulatórios, Comissão de Controle de Infeção Hospitalar, vigilância epidemiológica, telemedicina, além de Estações de Simulação e atividades teóricas sobre a COVID-19.

“Nós abrimos vagas para os estudantes de Medicina, Enfermagem e Fisioterapia e estamos recebendo esses alunos. Por meio deste estágio, os estudantes aprendem e, ao mesmo tempo, atendem a população. Este atendimento amplia o cuidado ao paciente, qualificando-o, já que vários profissionais assistem os pacientes”, contou Flávia Gomes Pilegi Gonçalves, Gerente de Ensino e Pesquisa do HU-UFSCar.

Com a suspensão das atividades acadêmicas e interrupção de alguns dos serviços de saúde, o estágio do internato precisou ser suspenso. O programa “O Brasil Conta Comigo” possibilitou a retomada dos estágios e está ajudando os estudantes. “É uma oportunidade muito boa para nós, enquanto aprendizado, principalmente porque estávamos parados devido à suspensão do internato em razão da pandemia. É muito bom poder atuar novamente, aprender na prática. Uma oportunidade única: ser formado no contexto de uma pandemia e contribuir de alguma forma”, afirmou Getúlio Lopes Ferraz, estudante do 6º ano de Medicina da UFSCar.

Profissionais do HU-UFSCar atendem pelo SUS (Foto: HU-UFSCar)

COVID-19/ HU-UFSCar – Na quarta-feira (21), a nova Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do HU recebeu o primeiro paciente com COVID-19. A UTI foi inaugurada na última sexta-feira (15) e tem 10 leitos exclusivos para atendimento de pacientes com suspeita ou diagnosticados com COVID-19.

O Hospital ainda tem 44 leitos para atendimento de casos leves e moderados relacionados à doença. O HU também mantém alguns atendimentos em outras áreas. Todos os atendimentos são feitos por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) e os pacientes são encaminhados pela rede municipal de saúde.

Arquivado em COVID-19, Espaço físico, Gestão, Gestão de pessoas, Infraestrutura, Processos seletivos, Saúde

UFSCar discute educação superior em reunião da AUGM

Reunião do grupo de Universidades da América Latina aconteceu de forma virtual e orientou ações da Associação para este ano

A Reitora da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Wanda Hoffmann, e a Secretária-Geral de Relações Internacionais (SRInter), Maria Estela Antonioli Pisani Canevarolo, participaram na última quarta-feira (20), da reunião plenária da Associação das Universidades do Grupo Montevideo (AUGM). De forma virtual, o grupo discutiu as atividades da rede neste ano marcado pela COVID-19.

Dentre as discussões, o contexto da atual pandemia, a situação das universidades públicas do grupo, a implementação do Planejamento Estratégico da AUGM 2020-2030 e estatuto para as próximas eleições para presidência da AUGM.

Os seis países que compõem a AUGM (Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai) estão em quarentena, alguns com maior rigidez, outros menor. Em todos eles, independentemente do número de casos ou mortes, a COVID-19 provocou impactos sociais e econômicos. Sobre a educação superior, os Reitores informaram que os semestres acadêmicos estão sendo afetados, mesmo naquelas Universidades que oferecem disciplinas a distância.

Algumas propostas foram discutidas com o intuito de compartilhar experiências. “Nesse momento, as Instituições têm trabalhado para minimizar o impacto da pandemia nos seus campi. Uma das propostas levantadas foi compartilhar disciplinas virtuais, por meio de parcerias com outras Universidades, abordando questões similares e a diversidade”, contou a Reitora Wanda Hoffmann.

Sobre o Plano Estratégico da AUGM – O Plano Estratégico foi construído no período de 2018 a 2019 com o trabalho do Conselho de Reitores, do Secretário Executivo, do Grupo de Delegados Consultivos, Comissões Permanentes, Comitês Acadêmicos e Núcleos Disciplinares, especialmente o grupo Avaliação Institucional, Planejamento Estratégico e Gestão Universitária.

Na reunião, os Reitores avaliaram as metas dos objetivos estratégicos do Plano, metas definidas por representantes de comissões específicas formadas em torno dos eixos temáticos do documento. Aqui, a UFSCar e a UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) representam as Universidades brasileiras na Comissão de Seguimento dos Programas Escala da AUGM.

O plano responde ao crescimento quantitativo das Instituições que fazem parte da AUGM, bem como à quantidade e magnitude de seus programas. Deverá ser implementado a partir de julho.

Uma nova reunião com os reitores da AUGM foi marcada para junho.

Reunião da AUGM ocorre via internet no contexto da pandemia da COVID-19 (Foto: AUGM)

Arquivado em Conselhos, Educação a distância, Gestão, Internacionalização, Saúde

Saúde e trabalho remoto são temas de live da UFSCar

O evento online foi organizado pela Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (ProGPe)

Na última quinta-feira (21), a Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (ProGPe) da UFSCar realizou o evento online “Trabalho Remoto no Contexto da Pandemia de COVID-19″. Mais de 700 pessoas assistiram pelo YouTube e pelo streaming do Google Meet.

O objetivo foi aproximar a comunidade UFSCar e esclarecer dúvidas. “Queremos estreitar laços de comunicação entre a ProGPe e todos os servidores da Universidade. Além disso, tivemos a oportunidade de levar informações corretas sobre a COVID-19”, relata o Pró-Reitor de Gestão de Pessoas, Itamar Lorenzon.

O Pró-Reitor apresentou os serviços oferecidos pela ProGPe, o site da unidade, processos via SEI, normatizações internas e externas, dentre outros. As modificações na jornada de trabalho e aspectos legais relativos ao período de trabalho remoto também foram elucidados pelo Pró-Reitor Adjunto de Gestão de Pessoas da UFSCar, Rafael Porto Santi.

COVID-19 – O Prof. Dr. Bernardino Souto, Presidente do “Comitê de Controle e Cuidados em Relação ao Novo Coronavírus”, participou da live da ProGPe. O médico esclareceu dúvidas quanto ao isolamento social e apresentou recomendações de saúde para quando ocorrer o retorno às atividades presenciais na UFSCar. “Junto à Reitoria, o Comitê planeja que o retorno ao trabalho presencial se dê de forma gradativa. Grupos de risco e pessoas com comorbidades, por exemplo, devem retornar posteriormente. A data para este retorno ainda não foi estabelecida”, afirma Bernardino Souto.

Durante toda a reunião os servidores puderam enviar perguntas à equipe. O Pró-Reitor enfatizou que as atividades não pararam na UFSCar. “Este período não conta como afastamento no histórico funcional, mas como ‘trabalho remoto’. Quaisquer atualizações neste sentido serão comunicadas e discutidas junto à comunidade UFSCar”, finaliza o Pró-Reitor de Gestão de Pessoas, Itamar Lorenzon.

– Acesse o Portal da ProGPe aqui.
– Assista à gravação da live aqui.

Arquivado em COVID-19, Eventos, Gestão, Gestão de pessoas, Saúde

Disciplina de Pré-Cálculo tem cerca de 1.400 estudantes na UFSCar

Durante a suspensão das aulas presenciais, a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) aprovou o Primeiro Período Letivo Suplementar de 2020, com atividades totalmente remotas. Ao todo foram abertas 75 disciplinas e mais 68 Atividades Curriculares de Integração Ensino, Pesquisa e Extensão (ACIEPEs).

O curso de Pré-Cálculo foi um dos mais procurados. “Inicialmente foram ofertadas 350 vagas, mas o Departamento de Matemática (DM) mobilizou esforços e acabou deferindo mais de mil estudantes. Estamos surpresos e felizes com esta movimentação”, conta a Profa. Dra. Cláudia Gentile, Pró-Reitora Adjunta de Graduação da UFSCar.

As inscrições para o curso de Pré-Cálculo foram abertas à comunidade, inclusive a quem não estuda na Universidade. “Quem concluiu o ensino médio está apto a compreender os conceitos que são apresentados na disciplina. Nosso objetivo foi deferir todos que solicitaram a disciplina. Conversamos com diversos professores da Matemática e chegamos ao time atual: somos 21 professores e 7 tutores; os tutores são todos alunos de pós-graduação. Assim, 1/3 dos professores do Departamento estão envolvidos nesta atividade”, apresenta o Prof. Dr. Guillermo Antonio Lobos Villagra, docente do Departamento de Matemática (DM).

A disciplina de Pré-Cálculo teve início na primeira semana de maio e seu encerramento ocorrerá em 26 de junho, final do Primeiro Período Letivo Suplementar da Universidade. Conta com videoaulas, fórum de dúvidas e fóruns participativos, exercícios selecionados, tarefas, leitura dinâmica, simulados e questionários avaliativos, dentre outras atividades.

“Nosso objetivo é preparar os alunos para estudos de Cálculo. Futuramente nossa ideia é poder ofertar esta disciplina de forma ininterrupta, deixando-a mais automatizada para que ela possa ser cursada a qualquer momento”, conclui o Professor Adilson Eduardo Presoto, também Professor do Departamento de Matemática (DM) da Universidade e Coordenador da disciplina.

Arquivado em COVID-19, Educação a distância, Graduação

Leitos de UTI do HU ampliam capacidade de internação em São Carlos

Os dez leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Universitário da Universidade Federal de São Carlos (HU-UFSCar) já estão em funcionamento e representam um grande reforço no sistema de saúde da região. Com os novos leitos, São Carlos passa a contar com 18 leitos de UTI para atendimento de pacientes com COVID-19, sendo 10 do HU-UFSCar e 8 da Santa Casa.

“Os leitos do HU mais que dobram a capacidade atual de UTI-SUS na cidade de São Carlos. São destinados a pacientes em situação crítica e que precisam de cuidados intensivos. Estão equipados com todos os equipamentos necessários para estabilizar e prolongar a vida dos pacientes”, contou Ângela Leal, Superintendente do HU-UFSCar.

O HU-UFSCar não tinha leitos de UTI. Dos 10 leitos inaugurados, dois têm isolamento privativo. “A UTI amplia o atendimento do Hospital para alta complexidade. Pacientes graves poderão ser tratados aqui. Além disso, os alunos agora também terão à disposição um cenário de prática mais rico e complexo”, relata a Superintendente do HU-UFSCar, Ângela Leal.

A nova UTI também conta com área para prescrição médica e sala de serviço, área para acolhimento de familiares (recepção), farmácia exclusiva para o setor, sanitários, vestiários, copa e salas administrativas para apoio logístico. “Trabalhamos ativamente junto ao MEC e à Ebserh para liberação dos recursos. A nova UTI fortalece nossa academia na área da saúde, formando profissionais qualificados e gerando conhecimento. Além disso, amplia a prestação de serviços via SUS, beneficiando a comunidade de São Carlos e região”, afirmou a Reitora da UFSCar, Wanda Hoffmann.

Desde o início da pandemia, o HU-UFSCar adotou uma série de medidas para conter a transmissão do novo Coronavírus e melhor organizar o fluxo de atendimentos.  Além dos 10 novos leitos de UTI, outros 44 leitos já haviam sido disponibilizados para internação de pacientes COVID-19. Até o último sábado (16), já haviam passado pelo Hospital quase 650 pacientes, entre suspeitos e confirmados de COVID-19.

Novo Centro Cirúrgico – Até o final do mês, o Hospital Universitário (HU) entregará um centro cirúrgico e uma moderna Central de Material e Esterilização (CME). Iniciada em dezembro de 2018, toda a obra (UTI, centro cirúrgico e CME) foi contratada por R$ 9,3 milhões, sendo R$ 7,5 milhões de investimentos do Ministério da Educação (MEC) e da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), vinculada à pasta, e o restante dos recursos investidos pelo próprio Hospital.

Reitora da UFSCar, Wanda Hoffmann, junto à equipe do HU-UFSCar (Foto: Reitoria UFSCar)

 

(Esq.) Wanda Hoffmann, Reitora da UFSCar, e Ângela Leal, Superintendente do HU-UFSCar (Foto: Reitoria UFSCar)

 

Placa de inauguração de 10 leitos de UTI no HU-UFSCar (Foto: Reitoria UFSCar)

Arquivado em COVID-19, Espaço físico, Gestão, Saúde