Seminário na Andifes discute política nacional de educação a distância

ead_andifes

Presidente da Andifes durante sua apresentação no Seminário (Foto: Ascom/Andifes)

A Associação dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) realizou, no dia 10 de setembro, o seminário “Educação a Distância: virtudes e desafios”, que reuniu cerca de 80 dirigentes e especialistas – incluindo o Reitor da UFSCar, Targino de Araújo Filho, e a Secretária de Educação a Distância da Universidade, Aline Reali – para reflexões e debates acerca da política nacional de EaD. Durante as discussões, os participantes colocaram a institucionalização dessa modalidade de ensino como questão central para o seu desenvolvimento, institucionalização esta que deverá prever mudanças nos marcos legais, melhorias nos modelos de avaliação, o equacionamento de questões relacionadas ao financiamento, estratégias de capacitação das tutorias, avanços relacionados à infraestrutura tecnológica e garantia da autonomia pedagógica das universidades federais.

Na abertura do evento, o Secretário de Educação Superior do Ministério da Educação, Jesualdo Pereira Farias, afirmou que a SESu deverá ser a responsável pela política de EaD no âmbito do MEC – em consonância com pleitos da própria Andifes, das pró-reitorias de graduação e de coordenadores dos cursos a distância – e manifestou apoio às IFES na defesa de que o orçamento para a EaD seja inserido na matriz orçamentária das universidades e do protagonismo dessas instituições na definição de suas políticas para a modalidade.

Já a Presidente da Andifes, Maria Lúcia Cavalli Neder, Reitora da Universidade Federal do Mato Grosso, destacou que a estruturação adequada da educação a distância é imprescindível para que possam ser cumpridas as metas do Plano Nacional de Educação (PNE), especialmente aquelas relacionadas à formação de professores e à inserção dos jovens na Educação Superior. Essa relação entre a educação a distância e a concretização das metas do PNE, inclusive, marcou as apresentações de vários dos palestrantes convidados para o evento.

Durante o Seminário, o Pró-Reitor de Graduação da Universidade Federal de São João del-Rei, Marcelo de Andrade, apresentou estudo realizado pelo Colégio de Pró-Reitores de Graduação (Cograd) da Andifes – atualmente presidido pela Pró-Reitora da UFSCar, Claudia Reyes – que indica a necessidade de definição de instrumentos para monitoramento e avaliação da oferta de cursos a distância frente às metas estabelecidas pelo PNE; de dotar as instituições de Ensino Superior de infraestrutura física e de servidores docentes e técnico-administrativos em quantidade e qualidade adequadas à plena institucionalização da EaD; de estabelecer ações que permitam a atuação integrada das instituições de Ensino Superior na oferta de cursos a distância; e de estratégias de indução e fomento ao desenvolvimento de pesquisas sobre EaD, dentre outras propostas.

A partir do trabalho da comissão da Andifes que já vem estruturando diretrizes para uma nova política nacional de educação a distância, dos resultados deste primeiro seminário e de outros eventos que ainda deverão ser realizados, a Associação elaborará documento propositivo sobre o tema a ser encaminhado ao Ministério da Educação. As apresentações realizadas durante o Seminário podem ser conferidas no site da Andifes.

Comentários desativados em Seminário na Andifes discute política nacional de educação a distância

Arquivado em Educação a distância, Políticas de Educação e CTI